Governador Ségio Cabral pode antecipar renúncia, afirma Cláudio Humberto.

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), cuja reputação está em chamas desde o início das manifestações de rua, poderá renunciar ao mandato antes mesmo de abril de 2014, o limite para se desincompatibilizar e viabilizar a candidatura do filho, Marco Antônio, a deputado federal. Íntimo aliado disse que Cabral “não aguenta mais” e, se os protestos continuarem, ele renunciará antes, “talvez este ano”.

Siri na lata
Para os próprios assessores, Sérgio Cabral é irritadiço, tem explosões infantis, e se revelou despreparado para enfrentar as manifestações.

Solidão
Cabral perseguiu seus críticos, se isolou dos aliados, e sairá do poder com déficit de amigos. Inclusive na turma do guardanapo na cabeça. (Clique AQUI e leia a coluna de Cláudio Humberto na íntegra)

Notícias Relacionadas