Marcelo Pesseghini sabia atirar e dirigir, diz testemunha à polícia

Um soldado da Polícia Militar, amigo dos policiais militares Luis Eduardo e Andreia Pesseghini, disse que o filho do casal, Marcelo Eduardo, de 13 anos, sabia atirar e dirigir, de acordo com o delegado Itagiba Vieira Franco. A testemunha prestou depoimento nesta quinta-feira (8), no DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

— Ele falou que ele [Marcelo] sabia atirar porque foi ensinado pelo pai e a dirigir porque foi ensinado pela mãe.

Apesar de a testemunha não especificar com qual tipo de arma o garoto teria sido ensinado, o delegado diz acreditar que ele sabia manusear a pistola .40 usada nos assassinatos.

Familiares das vítimas dizem desconhecer e até negam o fato de o garoto ter sido ensinado a atirar e a dirigir. O soldado foi a primeira testemunha ouvida pela polícia que apresentou essa versão. (R7)

Leia também:

Notícias Relacionadas