Governo Wagner entra para a história do sucateamento do sistema ferryboat

Esta foi a última foto feita pelo Jornal da Mídia no Ipuaçu. Enquanto o secretário Otto Alencar garantia que o navio seria reformado, levaram a embarcação para a Marina de Aratu e nada a Agerba divulgou. Agora o "Ipuaçu" está junto do "Mont Serrat", outro navio que o governo, irresponsavelmente, deixou apodrecer. Enquanto isso, os R$ 40 milhões gastos com as "reformas" vão para o esgioto. (Foto: Arquivo/Jornal da Mídia)
Esta foi a última foto feita pelo Jornal da Mídia no Ipuaçu. Enquanto o secretário Otto Alencar garantia que o navio seria reformado, levaram a embarcação para a Marina de Aratu e nada a Agerba divulgou. Agora o “Ipuaçu” está junto do “Mont Serrat”, outro navio que o governo, irresponsavelmente, deixou apodrecer. Enquanto isso, os R$ 40 milhões gastos com as “reformas” vão para o esgoto. (Foto: Arquivo/Jornal da Mídia)
REDAÇÃO DO JORNAL DA MÍDIA

Apesar de o Governo do Estado ter anunciado diversas vezes que o ferryboat “Ipuaçu” seria totalmente reformado e que inclusive tinha adquirido dois novos motores para a embarcação, o navio, na verdade vai ser cortado e vendido como ferro velho. O “Ipuaçu” estava há quase dois anos parado junto a uma gaveta de atracação do Terminal de Bom Despacho. Em inúmeras matérias, o JORNAL DA MÍDIA mostrou que o navio estava fazendo água devido a um rombo no casco.

A última vez que o “Ipuaçu” foi visto em Bom Despacho foi em janeiro deste ano. Depois, a embarcação desapareceu do terminal e foi encontrada agora na Marina de Aratu, encostada no ferry “Monte Serrat”, que o governo também deixou apodrecer e que terá a mesma sorte do ”Ipuaçu”: será vendido como ferro velho. Em 2011, o governo tinha dado o mesmo destino ao ferry “Gal Costa”, vendido por apenas R$ 50 mil (cinquenta mil) como sucata. Isto só faz comprovar que cuidar do patrimônio público nunca foi preocupação do Governo da Bahia.

O governador Wagner, que tanto criticou Paulo Souto por ter deixado dois ferries apodrecerem, também vai ficar na história do sucateamento do sistema ferryboat. O navio “Ipuaçu” foi abandonado há três anos, no governo atual, portanto. A falta de fiscalização e a negligência foram determinantes.

Isso não se faz, Pessoa - Eduardo Pessoa é diretor-executivo da Agerba, a agência do governo que deveria fiscalizar o sistema ferryboat. Ele entrou na autarquia em fevereiro de 2011 e o ferry "Ipuaçu" já estava desativado e precisando somente de motores. Daí em diante abandonaram a embarcação. O governo pratica mais um crime contra o patrimônio público. Dizem que é por incompetência mesmo. Mas...
Isso não se faz, Pessoa – Eduardo Pessoa é diretor-executivo da Agerba, a agência do governo que deveria fiscalizar o sistema ferryboat. Ele entrou na autarquia em fevereiro de 2011 e o ferry “Ipuaçu” já estava desativado e precisando somente de motores. Daí em diante abandonaram a embarcação. O governo pratica mais um crime contra o patrimônio público. Dizem que é por incompetência, mesmo. Mas…
Conversa Fiada – Em outubro de 2012, o secretário de Infraestrutura, Otto Alencar, garantiu: “A Seinfra já adquiriu dois motores novos e esse ferry, como os demais que foram sucateados pela TWB, será reformado”.

Pouco tempo depois, em 6 de novembro de 2012, no período de intervenção do Estado na TWB, o diretor-executivo da Agerba, Eduardo Pessoa, foi ainda mais taxativo em entrevista concedida ao JORNAL DA MÍDIA:

E o ferry “Ipuaçu”, desativado há mais de dois anos pela TWB, não vai ser reformado?

“Foi feita uma avaliação, um diagnóstico completo do navio. Mas este investimento na reforma do “Ipuaçu” será feito pelo futuro concessionário. Não existe tempo agora para fazer o trabalho. O barco vai exigir mais tempo. O Estado comprou motores para esse navio, mas a TWB colocou em outro. Mas não existe problema para a reforma dessa embarcação”.

É muita grana no lixo – Pelo que sustentou Pessoa, quem iria reformar o “Ipuaçu” seria a empresa Internacional Marítima, contratada para “recuperar” e “reformar” todas as embarcações. A Internacional também foi convocada pelo estado para assumir “emergencialmente”, por seis meses, as operações do sistema ferryboat.

Na “reforma” e “recuperação” dos navios o Estado desembolsou R$ 40 milhões. Todas as embarcações atendidas voltaram a quebrar, inclusive o “Pinheiro”, que retornou à Base Naval de Aratu para serviços no sistema de propulsão (motores), que segundo garantiram a Agerba e a concessionária tinha sido totalmente substituído na primeira “reforma”.

O sistema ferryboat se arrasta. Mesmo agora com uma frota de sete embarcações, depois que o “Ipuaçu” foi condenado pelos “técnicos especializados”, somente dois ou três operam. E de forma precária. Os navios “reformados”, como o “Rio Paraguaçu”, quebram constantemente. Este aliás, já tem mais de três meses parado em Bom Despacho e internamente está desmontado. As queixas contra a Internacional Marítima são constantes e os protestos de usuários nos terminais cada vez mais frequentes.

Sucatear é fácil – Há duas semanas, a operadora Internacional Marítima demitiu um chefe de máquinas do ferry “Pinheiro”. O ferry estava na Base reparando os motores recauchutados e colocados na embarcação como novos. O motivo da demissão: o operário, de nome Júlio Celestino Garcia, se recusou a colocar peças estragadas ou recuperadas em oficinas da Suburbana e da San Martin.

“Eles (a Internacional) obrigam o operário a armengar as embarcações, que são reparadas e com pouco tempo voltam a quebrar. Não aceitei colocar uma peça diferente da que pedi e me mandaram embora”, contou Júlio, por telefone, ao JM. “O que estão fazendo nos navios é um absurdo, parece coisa encomendada, para quebrar mesmo. O ferry “Pinheiro”, apesar de ser um dos mais antigos, tem o melhor casco de todos. Mas estão acabando com tudo com os serviços de terceira categoria que essa empresa quer fazer para economizar. O governo não faz nada”.

E O Ministério Público? – O Ministério Público da Bahia tinha garantido que iria acompanhar a reforma de todas as embarcações e inclusive divulgar a forma como o dinheiro público estava sendo aplicado. Desde outubro, quando os navios começaram a ser docados na Base, nada foi divulgado. No site “Transparência Bahia”, do governo, existem pagamentos repassados para os serviços nos ferries. Somente a Lumar, empresa da Bahia, foi contemplada com mais de R$ 5 milhões por serviços de consultoria.

O contrato emergencial da Internacional Marítima acaba em setembro. O governo garante que vai fazer uma licitação para a nova concessão do sistema ferryboat.

Notícias Relacionadas

32 Comentários

  1. Zé Paulo

    O que o funcionário demitido não querer botaá peça peba da sucata no navio é besteira . a coisa é bem pior tão levando peças pra algum lugar. não tem mais peças pra tirá do Ipuaçu nem do Mont. levaram tudo esse pessoal faz isso com gente da Agerba lá dentro dando apoio eu sei de coisa bem pior pois fiquei 3 meses no Juracy na Base essa Internacional é fulera e a outra fulera é a tal da Lumar só tem armengue.

  2. Ronaldo

    vcs chamam o governo da bahia de governo? estranho é desgoverno é esculhambação generalizada triste bahia que azar.

  3. Cláudio

    Eu só vou dizer uma coisa, Perguntem a Sammir Abbud, porque Eduardo Pêssoa e Conde queriam a cabeça dele? Outra coisa enquanto alguns trabalhavam com investimento já mais visto no FERRY outros mediam terreno em Itaparica, outros levavam primos amigos filhos e sobrinho para trabalhar na intervensão. A Otto Alencar perguntem o que é que os acessores dele faziam no ferry …. Creio que nada. Kd as cadeiras novas que compraram para os ferry eu não vi nada e vcs viram alguma coisa. Que Saudade de Bruno Amorim esse sim Merecia e Merece está ali.

    1. Soteropolitano

      IntervenSÃO? Assim, Cláudio, você acaba de acabar com a INTERVENÇÃO

  4. Cleide Costa

    A queda lanchonete do ferry Bethânia é pra ser fechada lê-la saúde pública. Só tem barata procurei um preposto da Agega pra reclamar em sao joaquim e ele mandou eu mi m queixar com a loura que é a dona. Veja se pode?

  5. Valeria Pestana

    Pessoal, volto a lembrar as palavras do Comandante Vital há bastante atrás quando as empresas Internacional Marítima e Lumar foram contratadas para assumirem a manutenção desses ferries, seria um desastre e que esses ferries após “reparados” “iriam se arrastar pela baía de todos os santos”.

    Os fatos comprovam sua previsão.

    O Ferry Boat Ipuaçu é um dos mais novos da frota. Foi incoporado no ano de 1984. Não justifica em hipótese alguma um descaso desse.

    Mais ainda: Não se justifica a omissão do Ministério Público da Bahia.

    Acho que teremos que encaminhar um protesto ao CNJ para apurar a inércia do MPB.

    Desse desgoverno não há nada de novo..tudo isso era esperado quando essa corja ruim na sua saga pelo poder, mentiu descaradamente aos baianos clamando por uma mudança que de fato ocorreu, mas para levar nossa antes promissora Bahia ao caos em que está se encontrando.

    Não consigo entender a inércia desse povo. No Rio de Janeiro fizeram acampamentos na porta da casa do conterrâneo de Vagner. Por que aqui na Bahia não fazem nada…só sabem reclamar, mas ações nas ruas nada.

    Tenho certeza que esse mesmo povo ainda vai votar em Ruim Bosta, candidato de Vagner, para ser seu sucessor.

  6. Marcelo

    Cadê o governador wagareza, sumiu? 2014 elle aparece e então daremos o troco.

  7. Fedegoso

    Vejo que estamos perdidos num labirinto de notícias repetidas. Entretanto…Alguns fatos podem ser interpretados de diversas formas, e nenhuma das conclusões pode ser a verdadeira. Mas a ministra baiana Eliana Calmon em recente entrevista sobre a relação entre a presidência do Judiciário da Bahia e governos, disse o seguinte:
    “Há uma vinculação muito grande do governador à presidência, ao grupo dominante, porque existe sempre a ideia de que o tribunal deve estar bem com o governo. Mas a Constituição de 88 acabou com isso. O Judiciário é fiscal das políticas públicas e pode se insurgir contra o governo quando as políticas não são adequadas. Existe na Bahia uma espécie de pacto onde o TJ está muito alinhado ao governador, o Ministério Público também tá alinhado ao governador e todos os poderes vivem tranquilamente dentro deste pacto silencioso que existe entre os poderes. Existem trocas de favores, existem algumas conivências. Existe o olhar mais apurado para as causas que os donos do poder têm interesse, e é exatamente isso que nós não gostaríamos que tivesse, que a Justiça fosse independente.”

    Considerando que …o resto fica por conta da imaginação.

  8. Fedegoso

    Quase me esqueço de outro ponto. Um funcionário alega ter sido demitido. “O motivo da demissão: o operário, de nome Júlio, se recusou a colocar peças estragadas ou recuperadas em oficinas da Suburbana e da San Martin.”
    Qual a lógica de destruir, destroçar o ferryboat? Seria acabar com a prova de que o gasto feito é incompatível com os preços pagos? Evitar o que uma perícia poderia constatar e formar base de responsabilização?
    Se a ministra Eliana Calmon estiver certa, fazer o quê?

  9. Claudio de Novo

    Pessoal a mais nova do FERRY…. Funcionários não irão receber PIS este ano… de quem será a culpa? do Governo xTWB? Pior ainda Dezem que por lá tem uma tal de Margareth Menezes, Péricles Chamuska… Coitado do Emerson quer um conselho caia fora parceiro vc vai ficar velhinho e sucateado igual ao ferry… Perguntem a Otto Alencar KD as notas Ficais dos investimentos do Ferry? Encontrei Reinaldo outro dia e o mesmo me disse que só está esperando a licitação para tomar de volta a concessão pois quem ganha é o menor preço… kkkk Tamos Laskados.
    Agerba, Internacional Maritima, Lumar. Todos eles enrriqueceram outra boca dessa só daqui a 16 anos novamente.

  10. Fernanda

    O Brasil adotou a teoria dos três poderes que foi aperfeiçoada pelo francês Mostequieu.
    Contudo, essa teoria no Brasil é pura ficção…Aqui funciona a teoria de um poder…O Executivo.

    O executivo legisla e ainda coloca os parlamentares, todos, de joelhos para beijar os pés da rainha ou rei.

    O executivo escolhe os Ministros dos Supremo, os Desembargadores, Conselheiros de Tribunais de Contas e dos Municípios. Que maravilha…Esse é o Brasil em que vivemos.

    Um judiciário onde temos um antonio tofolli que lula colocou goela adentro.

    Que podemos esperar de tudo isso?

    Ir às ruas protestar? eles são tão descarados que fingem estar preocupados, assumem aqueles discursos de indignados e depois tudo volta como era antes e tudo isso por uma razão muito simples: O POVO.

    O povo brasileiro é descarado, hipócrita, bandido…esses políticos que estão aí no poder foram colocados por muitos desta sala que agora se dá por indignado.

    VEM, VAMOS EMBORA, QUE ESPERAR NÃO É FAZER…QUEM SABE FAZ A HORA, NÃO ESPERA ACONTECER.

    Muitos discursos, indignações….e as ações e atitudes? nada…

    HIPÓCRITAS!

  11. Abutre

    O funcionário Júlio que foi demitido chama-se Júlio Celestino Garcia Marinho…É primeiro condutor da marinha mercante. Sempre se arvorou a ser mecânico e entendido na atividade de manutenção.

    Mas sua formação profissional é somente para conduzir motores..Isso significa dizer que foi preparado para ler manômetros, fazer pequenas manutenções preventivas, mas sempre sob a orientação e supervisão de um técnico mecânico.

    Júlio foi da antiga CNB, passou pelo COMAB, foi excluído da TWB e retornou na Internacional Marítima…tem um perfil centralizador
    acha-se conhecedor de tudo e despreza seus colegas.

    Chegou com o seu jeitão de salvador da pátria e fez parte desse esquema de maquiar manutenção dos ferries, onde quem ganhou muito dinheiro foi a Internacional Marítima e a LUMAR…ele era empregado da LUMAR.
    Certamente como teve seus interesses contrariados, resolveu, somente agora, contar toda verdade…..ainda bem né..isso todos já sabia..é sintomático que esses navios foram todos maquiados pra sobrar muita grana para a campanha de 2014…rosemberg que o diga!!!

  12. Zito Guedes

    Governinho incompetente, de merda deixando tudo se acabar como disse a senhora aí Valéria era o navio mais novo entre todos governo que foi avisado várias vezes a Agerba ia lá, olhava tudo dizia que tinha que botar motor no Ipuaçu e reparar o casco na Base. Um bocado de gente roubando o dinheiro do povo ladrões sem escrúpulo. Tenho vergonha de morar num pais desse de larápios e todo dia acontecendo caso e essas cabras sem vergonha nãao tomam jeito é só embolsando? Vocês ainda vão pagar seus ordinários corruptos.

  13. Gentil - O Carangueijo

    É para o leitor Cláudio esta resposta:

    Sr. Cláudio, qual o Bruno que o senhor sente tanta saudade assim? Se for o que eu penso, não era ele que vivia pedindo as chaves do aconchegante AP do sucateiro ali aquele AP da Marina, ali embaixo, aquele Flart luxuoso de granfino? O sucateiro mesmo dizia isso aqui no terminal que gostava de emprestar o AP dele ao dito cujo que o Senhor falou porque ele, o dito cujo que o senhor falou, cuidava bem e tinha zelo. O Bruno que o sr. se refere é esse mesmo Sr. Cláudio, mes responda por favor para eu não ficar intrigado comigo mesmo.

  14. Carlos de Volta

    Aí Abutre o sr está falando mentiras sobre o sr Júlio, que não participou de nada dessa esculhambação de se maquiar os navios. Ele sempre fez a parte dele pra dizer que não concordava com o rombo que estava se fazendo e procurou Sr. SAMIR da AGERBA prá dizer tudo mas seu SAMIR falou que não podia fazer nada porque o governo tinha dado carta branca pra Lumar e pra Internacional. Antes do sr acusar se informe melhor, vá na AGERBA procure SAMIR pq se ele for homem ele vai dizer. todo mundo já sabia que o serviço era mau feito, não precisa dizer que vc é amigo do comandante VITAL, mande ele brigar lá com Conde mas respeite o empregado que somente fez denunciar a coisa errada. Vital vem falando isso aí desde que queria entrar na Lumar mas o empregado júlio teve coragem e pq o sr não vai procurar o governo pra dizer tudo? O governador recebe todo mundo e ele até ia colaborar pq o governador tá sendo enganado por esses caras. A Agerba devia ser mais enérgica e evitar esses roubos.

  15. Thiago Santos

    Sabe a única coisa que mudou após a intervenção MANDRAQUE e a saída da TWB ? A AGERBA deu R$ 40 milhões em reformas fakes para empresas amigas… eita quantos cavalinhos…
    Como já disse, é lobo tomando conta do galinheiro !!!

  16. Pablo - Se informem melhor

    Deixa só eu explicar o Samir nao trabalha mais na Agerba foi queimado e demitido por Eduardo Pessoa. Foi uma coisa humilhante um homem velho levando na cara por fazer parte disso aí.

  17. C. Dias

    Quantas bogaens de pessoas despreparadas vivendo a falar do bens das pessoas como se as pessoas, o ser humano, não tivessem capacidade para conquistálas. Meu Deus, onde entamos? Vejo aqui comentários babacas desse Sr. Fedegoso, vejo aqui o estresse constante de Dona Lenise, vejo aqui comentário despeitado da Sra Valéria Pestana. Procurem analisar melhor e parem de falar apenas em bens materiais. O Sr. Conde tem bens como qualquer outro empresário. Mas analisem ele apostou tudo e até pagou faturas atrasadas na Base Naval de Aratu, em nome da Agerba, para que o serviço não parasse. Agora ficam essas aves agorentas dizendo que o Sr. Conde tem apartamento no Flat de tal lugar, que tem apartamento na Magalhães Neto, que tem duplex no Itaigara que é o maior luxo, que tem lancha de 80 pés, que tem Audi 8. Vão trabalhar sua cambada. Até a Internacional está aqui porque a LUMAR está segurando a onda, pagando o que pode sem visar nada que não seja o bom serviço. Eu vejo pessoas aqui defendendo o comandante VITAL, mas ele no tempo da TWB se meteu a fazer a dragagem em bom despacho e colocou uma mangueirinha entupidas que não chupava areia nenhuma era coisa pra levar 20 anos fazendo a dragegem. E os defensores desse comandante ainda vivem falando da Lumar, vão trabalhar e ralar porque dinheiro se ganha com produtividade. Vocês são despeitados o serviço todo do ferry é nota 10 e a Agerba é quem melhor pode atestar e não vocês incrédulos que só sabem falar mal dos outros.

  18. cosme

    Nessa brincadeira os fucionarios não teve direito ao pis, o IR não foi declarado estamos trabalhando sem assinar o ponto, e a internacional empurrando com a barriga horas extras não paga aos funcionarios plano de saude não solicitado estão sendo descontado mensalmente, funcionarios fazendo trabalho de dois e tem mais ELES INTERDITARAM AS DUAS PLANCHA DE PASSAGEIROS PARA FORÇA A GERBA A REFORMA POIS AS DUAS PLANCHA ESTÃO TODAS BOAS.

  19. Fedegoso

    Carmo amigo C. Dias, eu não disse nada, até pelo contrário, fiz transcrição do que dito pela Ministra do Conselho Nacional de Justiça que acusa promiscuidade das relações dos tribunais baianos com os governos políticos daqui da Bahia.

    Quanto ao sucateamento das embarcações, reproduzi o que noticiado e afirmado pelo funcionário demitido, supondo eu que no caso de uma perícia, sumido o “corpo”, desaparecida a embarcação, perdido o objeto, pode a prova material levar à responsabilização dos gestores diante daquilo que apontado como “malfeito”.

    Mas você não está errado quando me diz um “babaca”. Concordo, sou eu sim um babaca, e todos nós outros usuários do sistema ferryboat somos mesmo uns babacas de renomada. Agora, vê se disfarça, tá muito feio o seu puxa-saquismo. Perguntinha socrática. Você tem namorada? Já pensou em arranjar uma?

  20. Gentil - O Carangueijo

    Rapaz esse camarada aí C. Dias é um idiotão. Defende o patrão dele como ninguém…veja aí as queixas contra seu patrão seu ordinário veja o que os funcionários tão dizendo que vcs tão fazendo sacanagem, fechando as pranchas pra forçar a Agerba a cederm veja aí eles dizendo que não tem PIS, IR e o diabo mais. Tome vergonha vá morar com seu chefe que é melhor tenha ideias ninguém aqui tá falando bobagem é tudo verdade se você não quiser concordar, discorde mas não fique sacaneando as pessoas como se aqui todo mundo fosse idiota. Repito, vá dormir com seu patrão que é melhor. E não fique falando essas asneiras nao porque tem gente doido pra te pegar e dá uns tapas dentro do terminal. Vá se juntar com Valdeci que é melhor.

  21. Benedito

    Como é que é ? O servuço do ferry é nota 10? E que a Agerba pode atestar? Isso é um absurdo a Agerba nãp tem capacidade pra atestar nada é um manguezal. E o ferry tá uma porcaria.

  22. Valeria Pestana

    Será que o sucateiro subiu a cabeça e quer largar a irmão de Carlos Dias?

    Faça isso mesmo cunhadão..puxe bem o saco do sucateiro..talvez ele não saia de casa.

    E olha não sou amiga do Comandante Vital, mas conheço sua trajetória profissional…E sei que jamais ele trabalharia para um sucateiro incompetente.

    O sucateiro não tem cacife para ter um profissional da capacidade dele.

    O cara é muito bom e ninguém tem o que falar de sua capacidade profissional.

    Tudo o que está acontecendo nessa atividade e com essas embarcações ele falou aqui.

    Se Eduardo Pessoa fosse uma pessoa bem intencionada não faria alianças com sucateiro…Mas como Eduardo Pessoa queria um Ferry Sucata, então ele contratou a cara certo.

  23. Abutre

    Gostei dessa!

    Realmente..pensando bem o desgoverno Wagner contratou o profissional certo para dar manutenção aos Ferries.

    Segundo a reportagem, os ferries viraram uma SUCATA.

    O Dono da LUMAR é um sucateiro…Fez o trabalho dele.

    Tá tudo certo gente…O dinheiro foi bem aplicado. Agora está explicada a inércia do MINISTÉRIO PÚBLICO DA BAHIA…Não tem o que investigar…O dinheiro público foi bem aplicado.

  24. Arimatéia

    Eu converso muito com os marítimos quando vou e volta da Ilha e tem uns deles que tão doido pra mandar bomba na Lumar e na Internacional e só não querem se expor com medo. Eu tirei até o telefone de contato do jornal que tá no site e passei pra eles ligarem ou colocar as coisas que sabem aqui pra os repórteres. Cada coisa cavernosa ele falam.

  25. Fernando

    Acho uma injustiça o que esse tal C. Dias falou sobre o Comandante Vital.

    Conheço ele pessoalmente e sei que por onde passou deixou resultados positivos..sua carreira profissional sempre foi pautada pelo sucesso.

    Lembro dele como Imediato na CNB e depois foi promovido a Comandante…logo depois foi nomeado Assessor Especial da Presidência da CNB no governo Waldir Pires, quando o Presidente da CNB era Daniel Valois. Também foi presidente do Sindicato dos Práticos, Arrais e Mestres de Cabotagem da Bahia e Sergipe, onde fui filiado.

    Sua carreira de sucesso seguiu em frente e ele foi para a Petrobrás e foi logo nomeado como Chefe Portuário do Terminal Marítimo de Madre de Deus. Depois recebeu convite para gerenciar a empresa de rebocadores Sulnorte e fez sucesso nessa empresa, sendo o responsável pela abertura da filial de Santos, maior porto da América Latina em apenas três anos à frente daquela filial, ele já havia conquistado 28% do mercado de rebocadores, concorrendo com duas multinacionais. Depois ele foi Diretor de Empresas de navegação e hoje não sei onde está, mas sei que esse é o cara.

    Sei que ele é formado como Administrador de Empresas, Mestre de Cabotagem da Marinha Mercante, meu colega e também como Advogado.

    Portanto, C. Dias, lave sua boca antes de falar desse excelente profissional que é orgulho para nossa categoria de marítimos..você não tem as mínimas condições e nem quem você defende, de chegar ao chulé desse homem de bem.

  26. Junior

    É com grande revolta e indignação que vejo essa noticia do JM sobre o ferry Ipuaçu mais como leitor eu pergunto ao jornal já houve um laudo definitivo sobre o ferry o mesmo não tem mais condições de reparação mesmo? Navios mais antigos conseguiram ser consertados tudo bem que quebra o tempo todo, tem alguma imagem ou arquivo ou fotos do navio abandonado junto ao ferry Mont Serrat ? Ai eu pergunto o mesmo Sr Otton Alencar afirmou que no governo do PT não tem embarcação sucateada e o mesmo já estava na base de Aratu sendo reformado o Dep. Zé Neto e Eduardo Pessoa falaram a mesma coisa, ai eu pergunto novamente vocês leitores que fazem parte do povo da Bahia, se perguntem? Não conseguiram consertar o oitavo navio que supostamente seria uma coisa mais simples do governo fazer seu dever de casa, quanto mais comprar dois ferrys e também construir a ponte de Itaparica. A ERA DO PT VAI ACABAR NA BAHIA EM 2014 ESSE GOVERNO VAI TER SUA RESPOSTA NAS URNAS ELE PODE AGUARDAR.

  27. Vital

    Tenho lidos muitas reportagens que o Jornal da Mídia vem inserindo de forma bastante oportuna sobre a situação do sistema hidroviário com Ferry Boat.

    Em minha ótica, não basta ficarmos apontando os erros causados pelos efeitos. Precisamos avaliar quais foram as causas dessa situação caótica em que se encontra.

    A principal causa foi o modelo de privatização que foi adotado no governo Paulo Souto, quando resolveu extinguir a CNB e passou todos os seus ativos para o controle total da COMAB, num contrato onde o Estado (vide contribuintes) levou sempre a pior e a COMAB sem maiores obrigações que possibilitasse ações judiciais indenizatórias pertinentes para a obrigatoriedade da conservação do patrimônio que lhe fora destinado.

    Após o fracasso desse modus operandi com a COMAB, manteve-se com a CAYMMI, TWB e agora com o consórcio Internacional Marítima / LUMAR.

    É óbvio que qualquer contrato onde não se amarre adequadamente as obrigações de fazer pela parte contratada, é natural que se chegue a esses resultados lastimáveis que estamos presenciando atualmente.

    Diante desse caos em que se encontra o sistema, apelo ao Governador Jaques Wagner e ao Vice Governador Otto Alencar que estatize o sistema e volte com a Companhia de Navegação Bahiana com sua subordinação à Secretaria dos Transportes.

    Que uma vez estabelecida a estatização do sistema, o governo da Bahia poderá obter financiamento do Fundo de Marinha Mercante através do BNDES tanto para reformas sérias das embarcações, bem como, para construção de nova embarcações.

    A ponte que está anunciada ainda levará muito tempo a ser construída e os usuários não podem ficar esperando nesse sofrimento a quem vem sendo submetidos.

    Entretanto, dando uma avaliada nos efeitos, podemos constatar sem qualquer sombra de dúvidas que há muito amadorismo, incompetência do consórcio recém contratado.

    Quando estive com Dr. Eduardo Pessoa na Agerba e ele lembra disso, quando consultado sobre a LUMAR, disse que nada tinha contra a idoneidade dessa empresa, porém que sua especialização nunca foi atividade de manutenção…Essa empresa trabalha na atividade de apoio portuário, que difere completamente do que se propôs a realizar. Notei Dr. Eduardo Pessoa muito preocupado em acertar o sistema, mas ele buscou a coisa certa pelas mãos equivocadas….Certamente foi muito mal assessorado.

    Aproveito esse espaço para agradecer as pessoas que lembraram meu nome até com palavras elogiosas, mas faço questão de ressaltar que não tenho qualquer interesse em participar da gestão desse sistema, pois onde as ingerências políticas são as premissas maiores e os resultados técnicos, administrativos e operacionais passam a ser premissas menores. Portanto, os resultados são sintomáticos.

    Lamento muito pelo sucateamento das embarcações..Vi o Gal Costa ser cortado, meu primeiro navio como Comandante. Depois vejo o Mont Serrat no estado lastimável em que se encontra (fui comandante dele também) e agora vejo o Ipuaçú onde meu pai é que foi buscá-lo em Porto Alegre e que tanto ele como eu fomos comandantes dessa embarcação.

    Acredito e tenho certeza que o Ipuaçú pode ser recuperado sim…o que baliza a decisão de determinar se a embarcação deverá ir para corte ou não, é se fazer uma análise técnica com profissionais experientes e capazes, das condições estruturais da embarcação…as substituições de chapas desgastadas são ações naturais. Contudo, se as condições estruturais estiverem muito comprometidas, sairá menos oneroso se construir nova embarcação em estaleiros nacionais.

    Fiz parte da equipe que decidiu mandar para corte o navio Itaparica da CNB e nosso trabalho foi exatamente avaliar as condições estruturais e a relação custo/benefício. Nossa conclusão foi pelo corte.

    Portanto, a solução do sistema está na coragem do Governador tomar uma posição firme, de comando, e agir de forma republicana, visando a satisfação e as necessidades dos contribuintes, pois esse é o seu dever constitucional, evitando acumular tantos desgastes, principalmente num momento político de insatisfações que passa a população brasileira e que, decerto, irá refletir em seus planos sucessórios em 2014. Socializar decisões quando se está em posição de comando nunca trará resultados positivos…Tem vários momentos em que o Comandante tem que assumir sua postura e tomar decisões que até contrarie os interesses de sua base de apoio.

    Finalizando, a alguns que fizeram comentários insinuantes com relação a minha ligação com a Lumar, deixo claro que nada tenho contra essa empresa, mas que reconheço estar totalmente fora da minha linha empresarial de conduzir as situações nas gestões de pessoal, técnica, operacional e administrativa. Quando uma empresa visa tão somente o lucro em detrimento da satisfação dos seus clientes, está fadada a encontrar o insucesso em breve, pois a política passa e seus desdobramentos subjetivos, mas a conduta empresarial séria, com planejamento de pequeno, médio e de longo prazo bem elaborado, essa se perpetua…Os exemplos estão aí: Vide Eike Batista (insucesso) e vide Gerdau (sucesso).

  28. Henrique - Vera Cruz Bahia

    Gostei muito das colocações do comandante Vital. Governador Wagner, pelo amor de Deus nãoo deixe cortar o navio. Isso é coisa de maluco de quem não entende nada. Só tem incompetente na frente do ferry boat.

  29. Fedegoso

    Ninguém tem dinheiro. Ninguém quer o negócio. O sistema estatizado é melhor. As concessões fracassaram. Não é verdade que o empreendimento em mãos privadas funciona melhor. A prova é o caos que repetidamente temos.

  30. Ailton Mascarado

    O governo não produz absolutamente nada.

    Todo dinheiro que está nos cofres do governo pertence ao povo.

    Se o dinheiro do povo foi parar em mãos da LUMAR e da INTERNACIONAL MARÍTIMA para “consultoria” e “reparos das embarcações” e os resultados não ocorreram como deveriam, então esse assunto é grave.

    Por que contrataram a LUMAR como consultora se essa empresa não tem qualificação técnica para tal serviço?

    Quem resolveu contratar essa empresa?

    Observou-se os princípios que regem a Administração Pública?

    Mesmo em assuntos classificados como emergenciais, a Lei precisa ser observada. Isso foi feito?

    Entendo que isso é um tema extremamente grave e precisa ser remetido ao MPF, pois há fortes indícios de violação da Lei Federal de Licitações Públicas nº 8.666/93.

    Vejam o que ocorreu agora com o Senador Ivo Cassol..Foi condenado a prisão por fraude em licitação.

    Esse caso da LUMAR e da INTERNACIONAL é bem típico.

    Peço a Jornal da Mídia que mantenha essa matéria ainda, pois precisamos abrir e aprofundar mais esse debate.

    Acho que devemos envolver a OAB, AMB e MPF nesse debate e análise desses fatos.

  31. LENISE FERREIRA

    solicito ao Jornal da Midia a intermediação de um encontro meu com a Valéria e o Sr. Vital. Devemos buscar o MPF com urgência, não tem cabimento esta situação se arrastando por mais tempo.
    O serviços atestados como nota 10 pela AGERBA é sem dúvida merecedor desta nota pela agência de regulação…………..é a única beneficiada.
    Muitas coisas se encaixam agora e a PGE precisa ser questionada sobre os resultados da intervenção………………….

Comentários estão suspensos