‘Washington Post’ é vendido por US$ 250 milhões para dono da Amazon

A Washington Post Co. concordou em vender sua unidade de jornais para o executivo-chefe da Amazon.com, Jeff Bezos, por US$ 250 milhões. O principal da empresa, o Washington Post, deixará de ser controlado pela família Graham depois de quatro gerações. Bezos vai adquirir a unidade de jornais do Washington Post como indivíduo, e não na qualidade de CEO da Amazon.com.

O chairman e CEO da Washington Post Co., Donald Graham, disse que a companhia decidiu vender o negócio “apenas depois de anos de os desafios diante da indústria familiar de jornais nos fazer imaginar se não haveria um novo proprietário que seria melhor para o Post”. Segundo ele, “a tecnologia e o gênio para negócios do sr. Bezos, seu ponto de vista de longo prazo e sua decência pessoal o tornam um novo proprietário unicamente bom para o Post”.

Bezos disse entender “o papel crítico que o Post desempenha em Washington e em nosso país, e os valores do Post não vão mudar”. Ele anunciou que Katharine Weymouth continuará como CEO e publisher do Washington Post, enquanto Stephen Hills continuará como presidente e gerente-geral, Martin Baron como editor executivo e Fred Hiatt como editor da página de Opinião.

A transação não incluirá outros órgãos da empresa, como as revistas Slate e Foreign Policy e o site TheRoot.com.

No texto em que anuncia a transação, o jornal informa que sua receita operacional teve uma queda de 44% nos últimos seis anos. A circulação do jornal impresso teve uma queda de 7% no primeiro semestre deste ano. (Diário do Poder)

Notícias Relacionadas