Botafogo bate o Vasco e é líder isolado do Campeonato Brasileiro

Na quarta-feira, o Botafogo de Seerdorf vai a Belo Horizonte enfrentar o Atlético-MG. Na quinta, o Vasco receberá a Ponte Preta, em São Januário. (Foto: Botafogo/Divulgação)
Na quarta-feira, o Botafogo de Seerdorf vai a Belo Horizonte enfrentar o Atlético-MG. Na quinta, o Vasco receberá a Ponte Preta, em São Januário. (Foto: Botafogo/Divulgação)
O Botafogo manteve a liderança do Campeonato Brasileiro, agora isolado na ponta da competição, com 23 pontos. Em um clássico eletrizante, o time alvinegro venceu o Vasco por 3 a 2, neste domingo, no Maracanã, com gols de Rafael Marques (2) e Seedorf. Ao fim, festejou com a torcida botafoguense. No total, 33.419 pessoas foram ao Maracanã para assistir ao clássico. Foram 24.974 pagantes, para uma renda de R$ 1.375.320,00. Após o apito final, Seedorf se mostrou feliz com o apoio que o time do Botafogo tem recebido da arquibancada.

No primeiro tempo, quem foi ao Maracanã foi contemplado com um belo jogo de futebol, sobretudo pela atuação do Botafogo, que foi para o intervalo vencendo por 2 a 1. Chamou a atenção a intensidade do jogo e a quantidade de oportunidades de gol.

Logo no primeiro minuto, Vitinho já mandava bola na rede pelo lado de fora. No segundo, Lodeiro deu drible da vaca em Nei e soltou a bomba para boa defesa de Diego Silva. Vitinho voltou a aparecer ao quase marcar duas vezes. Em uma delas, aos 13, enfileirou três, entrou na área e finalizou de canhota, por cima, em lance que merecia o golaço. Até Dória tentou de longe e obrigou o goleiro rival a espalmar.

O Vasco se defendia e só explorava as jogadas de bola parada, com Juninho Pernambuco. Aos 21, o árbitro apontou falta, o meia cobrou e André cabeceou para a rede. Mas havia impedimento. Melhor para o Botafogo. No lance seguinte, Gabriel arriscou de longe, Rafael Marques, em posição legal, dominou e tocou no canto, aos 22. Vasco 0 x 1 Botafogo.

A vantagem fez o Botafogo seguir em cima, com boas chances de ampliar. Lodeiro e Dória tentaram, mas foi Seedorf quem marcou, aos 30. Em rápido contra-ataque, Vitinho arrancou e tocou no craque, que avançou e tocou com categoria por cima de Diogo Silva. Vasco 0 x 2 Botafogo!

Inspirado e objetivo, Vitinho obrigou Diogo Silva a trabalhar mais duas vezes em bons chutes de fora da área. Gabriel também levou perigo. A melhor chance do terceiro, porém, foi de Rafael Marques. Após lançamento de Seedorf desviado por Rafael Vaz, ele invadiu a área, escolheu o canto, mas bateu raspando.

O jogo parecia controlado, só que o problema foi tomar um gol no fim da etapa inicial. Juninho fez grande jogada entre os dois e deixou André sem goleiro para diminuir, aos 44.

O que era ruim poderia ter ficado pior logo no primeiro minuto do segundo tempo. Gabriel havia tido boa chance e batido para fora, mas um erro de arbitragem em lance rápido, colocou a igualdade no placar. Eder Luis bateu na trave e, na sobra, André estava impedido para mandar para a rede. O gol foi validado.

Mas entrou em ação o poder de recuperação do Botafogo. Aos 3 minutos, Rafael Marques voltou a balançar as redes, em um belo gol. Ele recebeu em boa condição pela esquerda, deixou Nei no chão e bateu cruzado com muita categoria, sem chance para Diogo Silva! Vasco 2 x 3 Botafogo!

Novamente, a vantagem fez bem ao Botafogo. Com espaço para jogar seu futebol, o time esteve perto de ampliar em duas boas jogadas coletiva. Aos 5, Seedorf tocou para Julio Cesar, que rolou para Lodeiro chutar para fora. Aos 6, pelo lado direito, Rafael Marques ajeitou, Vitinho invadiu e bateu de esquerda, para defesa de Diogo Silva.

Outra boa opção eram os contra-ataques, na altíssima velocidade de Vitinho. Aos 15, o jovem arrancou deixando dois para trás e colocou Lodeiro na cara do gol. O uruguaio tentou tocar sobre Diogo Silva, que conseguiu abafar.

O adversário tenta alterações ofensivas, o Botafogo também não recuava. Oswaldo de Oliveira tirou Vitinho para colocar Elias, com 25 do segundo tempo. Depois, promoveu a entrada de Lima na vaga de Julio Cesar. O ritmo eletrizante do jogo, enfim, diminuiu, com as equipes já sentindo o desgaste do clássico e da série de partidas. Inteligente, o Glorioso segurou a vantagem e a liderança do Brasileirão.

Notícias Relacionadas