Morador de rua queimado no DF continua em estado grave

Luciene Cruz
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O morador de rua Edivan da Lima Silva, 48 anos,  que teve o corpo queimado na última quinta-feira (1º), continua internado em estado grave, no Hospital Regional da Asa Norte (Hran). Segundo informações da assessoria de comunicação da unidade de saúde, o quadro do paciente é estável e ele ainda respira com a ajuda de aparelhos.

Silva sofreu uma parada cardiorrespiratória na madrugada de ontem (2). O boletim médico informou que a vítima teve 63% do corpo queimados.

De acordo com testemunhas, o morador de rua foi atacado enquanto dormia no Guará, cidade do Distrito Federal (DF) situada a cerca de 10 quilômetros de Brasília. Os relatos prestados indicam que três pessoas encapuzadas atearam fogo na vítima.

Edivan da Lima Silva foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e pela Polícia Militar (PM). A Polícia Civil informou que havia quatro moradores de rua dormindo no local no momento do crime. Silva teve queimaduras de terceiro grau em 27% do corpo, inclusive na região da cabeça. O caso está sendo investigado pela 4ª Delegacia de Polícia, no Guará.

Notícias Relacionadas