‘Condenação é baseada em nada’, diz Silvio Berlusconi

AGÊNCIA ANSA

Roma – O ex-primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, declarou hoje, dia 2, que a sentença Mediaset “é baseada em nada, sobre o fato que eu não poderia não saber”. Na última quinta-feira a Suprema Corte italiana confirmou a condenação de Berlusconi a quatro anos de prisão por fraude fiscal.

Discursando na reunião com parlamentares de sua bancada, o Povo da Liberdade (PDL), Berlusconi disse que “não é possível se subtrair a uma verdadeira reforma da Justiça, e por isso estamos prontos para novas eleições”.

O ex-premier foi acolhido com um grande aplauso pelos deputados do PDL, que expressaram solidariedade após a condenação gritando “Silvio, Silvio”. “Eu vou me lembrar desse aplauso para a vida inteira”, afirmou Berlusconi.

“Nossa única culpa é de não ter nunca obtido o 51% dos votos, e isso nos impediu de fazer a reforma liberal porque sofremos vetos de pequenos partidos”, afirmou Berlusconi, que anunciou a necessidade de “pedir o mais rápido possível novas eleições para ganhar. Agora é o momento para refletir sobre a estrada melhor para alcançar esse objetivo”.

O vice-primeiro-ministro italiano e ministro do Interior, Angelino Alfano, declarou que os ministros do PDL que fazem parte do governo de Enrico Letta – apoiado pela bancada no Parlamento – estão “prontos para renunciar”. “Se precisaremos defender nossos ideais, nossa história e a história do presidente [Berlusconi] que é coincidente com a nossa, estamos prontos a renunciar a nossos cargos como ministros do governo”. (Ansa Brasil)

Leia também:

Notícias Relacionadas