Relator do Código da Mineração propõe mapeamento dos minérios no país

CLÁUDIO HUMBERTO

Relator do novo Código da Mineração, Leonardo Quintão (PMDB-MG), defende que o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) – vinculado ao Ministério de Minas e Energia – realize o mapeamento geofísico dos minérios no país, num prazo de até cinco anos. A medida poderá custar até R$ 5 milhões aos cofres públicos. “Não conhecemos nem 20% da riqueza mineral existente no território. Assim não dá pra investir”, alega.

Mais cargos – O relator, que já recebeu 372 emendas ao projeto do governo, também quer aumentar estrutura do Departamento Nacional Produção Mineral.

Contra o tempo – Na expectativa de votar o projeto até outubro, Quintão pretende fazer audiência pública ainda este mês em Minas, Bahia, Pará e Goiás.

Em pânico – A presidenta Dilma teme que se repita, no novo código da Mineração, o “balcão de negócios” que tomou Câmara na votação da MP dos Portos. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas