Dólar cai após decisão do Fed de manter estímulos à economia dos Estados Unidos

Mariana Branco
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O dólar caiu após o Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano) decidir que manterá o ritmo de sua política de estímulos monetários à economia dos Estados Unidos. A moeda norte-americana, que chegou a ultrapassar a barreira dos R$ 2,30 de manhã, encerrou o dia cotada a R$ 2,2824 na venda.

Houve leve alta de 0,08% em relação a ontem (30) e mais uma vez o patamar superou o recorde de R$ 2,2810 registrado em 1° de abril de 2009.  Para conter a alta da moeda pela manhã, o Banco Central (BC) fez três leilões equivalentes à venda de dólares no mercado futuro, swap cambial.

Desde o fim de maio, o mercado financeiro global enfrentou turbulências por causa da perspectiva de que o Fed reduzisse os estímulos monetários para a maior economia do planeta. Após reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Fed, o banco informou que a economia norte-americana continua em recuperação e precisa de suporte, não sinalizando a retirada dos estímulos para breve. A expectativa é que, como o anúncio, o câmbio se estabilize.

Notícias Relacionadas