Dilma autoriza liberação de R$ 6 bilhões em emendas parlamentares

Reunida com dez ministros nesta terça-feira, a presidente Dilma Rousseff autorizou a liberação de R$ 6 bilhões de emendas parlamentares ao Orçamento da União, de agosto a outubro. A primeira parcela de R$ 2 bilhões já estava acertada neste mês, mas será paga em agosto. Mais R$ 2 bilhões serão disponibilizados em setembro e outros R$ 2 bilhões, em outubro. Dilma cobrou agilidade dos ministros para liberar o dinheiro de agosto e para viabilizar os projetos dos meses seguintes.

Segundo relato de ministros que participaram da reunião, a presidente disse que o governo dispõe de um total de R$ 6 bilhões para emendas parlamentares e que agora cabe aos ministros fazerem o dinheiro chegar na ponta.

Na volta do recesso do Congresso, a presidente vai enfrentar uma pauta indigesta. Os vetos feitos em julho — incluindo os da lei que estabelece os critérios de distribuição do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e o do ato médico — serão incluídos na pauta de votação. O Palácio do Planalto está tentando convencer os aliados a manterem os vetos presidenciais, mas enfrenta forte resistência na base.(Luiza Damé, Isabel Braga e Catarina Alencastro, O Globo)

Notícias Relacionadas

2 Comentários

  1. xiko

    MAIS UMA FESTA COM DINHEIRO PUBLICO. TÁ NA HORA DE ARTICULAR UM PROTESTO GENERALIZADO NO PAIS PARA ACABAR COM ESTA FARRA PETISTA. ALÉM DISSO TEMOS QUE DAR TROCO DO VOTO NAS URNAS NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES PARA PT E PMDB.

  2. aurio campos

    É assim que o PT governa: comprando parlamentares.
    Isto é Democracia? Isto é governar para o povo??
    Quem é corrupto, é assim que governa.
    FORA COMUNISTAS!!!
    FORA CORRUPTOS!
    FORA DILMA TERRORISTA!!!!

Comentários estão suspensos