Companhias aéreas dizem que greve não afetou serviços

Luana Lourenço
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Duas das principais companhias aéreas do país não tiveram a operação afetada pela paralisação dos aeroportuários convocada hoje (31) para os 63 aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Gol e Azul informaram que não registraram qualquer problema por causa da greve. A TAM também relatou que as operações ocorreram dentro da normalidade ao longo do dia.

A Gol atribui os atrasos e cancelamentos de voos registrados hoje a condições meteorológicas que provocaram o fechamento temporário dos aeroportos de Guarulhos, em São Paulo, Joinville e Navegantes, em Santa Catarina, e Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

A Azul informou que está acompanhando os desdobramentos da paralisação dos aeroportuários e que está alinhada com o plano de contingência da Infraero, acionado em seis aeroportos.

O plano, adotado pela estatal nos aeroportos do Galeão (RJ), de Congonhas (SP), de Vitória (ES), Fortaleza (CE), do Recife (PE) e de Salvador (BA) incluiu o remanejamento de funcionários para atuar nos horários com maior fluxo de passageiros e voos.

Os aeroportuários reivindicam valorização profissional, maiores reajustes salariais e melhoria nas condições de trabalho. Em nota, a Infraero informou que respeita a manifestação dos empregados, que os salários estão em dia, e que está negociando com o sindicato da categoria um acordo coletivo que atenda aos interesses dos funcionários e da empresa.

Notícias Relacionadas