PT suaviza críticas a aliados e à economia

Para evitar confronto com o governo e com os partidos aliados da presidente Dilma Rousseff, o PT excluiu críticas à base aliada, à política econômica e à composição dos ministérios em documento aprovado nesta segunda-feira durante reunião extraordinária do diretório nacional em São Paulo. O diretório havia se reunido no dia 20 passado, mas não tinha aprovado o texto que trata das resoluções e da análise de conjuntura feitas pelos dirigentes do partido.

— O texto foi suavizado — criticou um dirigente nacional, que explicou que a ideia foi não confrontar o governo.

No documento anterior, os petistas diziam que era preciso fazer “inflexões necessárias na política econômica e na composição dos ministérios” e que “a evolução das necessidades do país coloca na agenda a revisão da política de alianças”. O texto afirmava ainda que a base aliada do governo “não se dispunha a romper com os limites da institucionalidade conservadora”. (Tatiana Farah, O Globo)

Notícias Relacionadas