Santa Catarina e São Caetano do Sul se destacam em estudo sobre IDHM

Marcelo Brandão
Da Agência Brasil

Brasília – O estado de Santa Catarina e a cidade de São Caetano do Sul (SP) se destacaram no Atlas do Desenvolvimento Humano Brasil 2013, divulgado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). A cidade paulista possui o maior índice de Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) do país, enquanto Santa Catarina emplaca vários municípios entre os primeiros colocados e se sobressai quando o assunto é longevidade.

O IDHM é resultado da média de três categorias: renda, educação e longevidade. São Caetano do Sul é a primeira colocada em renda e educação. Na cidade, por exemplo, 67,68% dos jovens de 18 a 20 anos têm ensino médio completo. A média nacional é 41,01%. Em longevidade, é a 19ª colocada entre 5.564 municípios brasileiros. No último quesito, a posição da cidade paulista só não é melhor por conta do desempenho de Santa Catarina. Nada menos do que as primeiras 11 colocadas são do estado, sendo que Rio do Sul, Blumenau, Balneário Camboriú e Brusque dividem o primeiro lugar, com 0,894 pontos.

O índice varia de 0 a 1, sendo que, quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento humano. Elaborado pelo Pnud, em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e a Fundação João Pinheiro, o IDHM é resultado da análise de mais de 180 indicadores socioeconômicos, que têm por base os censos do Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE) de 1991, 2000 e 2010.

Dentre os destaques em Santa Catarina estão Florianópolis, com o terceiro maior IDHM; Balneário Camboriú, com o quarto maior índice; e Joaçaba, na oitava posição. A capital do estado, além de Balneário Camboriú, também estão entre as dez primeiras colocadas nas categorias renda e educação. No ranking estadual, Santa Catarina tem o terceiro maior IDHM do país, com 0,774 pontos e está entre os quatro primeiros nas três categorias.

Notícias Relacionadas