Fiéis acompanham em Copabana uma série de shows da programação da JMJ

Douglas Corrêa
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – A programação da Vigília de Oração com os jovens logo mais, a partir das 19h30, na Praia de Copacabana, teve início às 12h com o Show do Futuro Brasil. Vários artistas católicos participaram da animação dos peregrinos. No momento, acontece o Show Esperança com a participação do padre Fábio de Melo, Celina Borges, Dunga, Eliana Ribeiro e Rosa de Saron. Às 16h, o cantor Tony Melendez animará o público.

A Oração do Angelus será às 18h, com o tenor Jean William cantando Ave Maria. Após a participação do papa Francisco no evento, previsto para começar às 19h30, a programação musical segue com o Show do Futuro Mundo Alegria. Antes de cada show, haverá intervenções nos telões com depoimentos de voluntários e peregrinos, que mostrarão suas opiniões e seus desejos sobre amor, esperança, união, futuro, fé e ser anjo. “É um show com conteúdo para pensar”, explicou o diretor artístico, Edson Erdmann. “Vamos mostrar uma história incrível, verdadeira, contada pelos peregrinos”, explicou.

Durante o dia também haverá ensaios para o flash mob, que está programado para a Missa de Envio – última celebração do papa na Jornada Mundial da Juventude -, neste domingo (28), às 10h. A ideia é que a ação, comandada pela Banda Expresso HG e pela Orquestra JMJ, aconteça no momento da chegada do papa Francisco ao palco. O jingle “Bem-Vindo papa Francisco”, embalará a coreografia.

No palco, ainda com a presença de Francisco haverá um ato artístico. Jovens que passaram por situações difíceis na vida e encontraram a razão de viver na fé mostrarão suas histórias. O lema da Jornada vai aparecer de forma cênica. De acordo com o diretor Ulysses Cruz, esses depoimentos serão intercalados com a construção da igreja cenográfica e complementados com elementos coreográficos. O ator Tony Ramos será o mestre de cerimônias.

“O ato artístico tem o objetivo de renovar forças e criar um sentimento de ação, um sentimento de que nós podemos realizar, nós podemos mudar. O jovem precisa vivenciar essa experiência, estar dentro dela e não apenas ser um espectador. É importante que a vigília seja com os jovens e não apenas para os jovens”, destacou Ulysses. Depois da saída do papa, cerca de 200 jovens brasileiros em recuperação de dependência química subirão ao palco para cantar junto com a banda italiana Gen Rosso.

Notícias Relacionadas