Estudante da UnB que insinuou estupro contra alunas pede desculpas

Aline Leal
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Ameaçado de expulsão da Universidade de Brasília (UnB) depois de exibir um cartaz em que insinuava estimular estupros, o estudante de engenharia de rede, Rodolfo Fernandes Bianchi, de 18 anos, pediu desculpas às alunas da instituição e às mulheres de sua família. Ele disse que o ato foi “inconsequente e impensado”. Em carta enviada ao departamento de engenharia de redes, Rodolfo Bianchi reconheceu que foi uma atitude de mau gosto portar um cartaz com dizeres “considerados ofensivos” às mulheres.

Durante a acolhida de novos alunos do curso de Engenharia de Rede na última quinta-feira, Rodolfo e outro estudante ainda não identificado, estenderam um cartaz com a frase “Caiu nas redes é… estupro”. Segundo Sonia Carvalho, da diretoria de Diversidade do Decanato de Assuntos Comunitários da UnB, a repercussão do caso não ficou restrita à universidade e chegou às redes sociais.

A UnB identificou os alunos porque a foto deles foi colocada em uma rede social pelo estudante de pedagogia Virgílio Soares. O caso está sendo apurado e poderá resultar em advertência e até na expulsão dos envolvidos.

Em conversa com a Agência Brasil, Amauri Teixeira, amigo da família de Rodolfo, disse que o estudante está envergonhado e muito triste com a situação na qual se colocou e, por isso, não quer falar com a imprensa. Ele conta que a família está abalada.

“Nunca tive a intenção de ofender e, muito menos, de incentivar ou praticar qualquer violência ou constrangimento contra as novas alunas da universidade. Tanto isso é verdade que a recepção aos calouros ocorreu sem incidentes de qualquer natureza”, disse o estudante na carta.

Rodolfo adianta que nos próximos dias procurará a UnB para se colocar à disposição, inclusive na execução de trabalhos voltados para a comunidade na área em que a instituição julgar mais adequada, como forma de reparação.

Notícias Relacionadas