Torcedores corinthianos: oposição suspeita de acordo entre Brasil e Bolívia

CLÁUDIO HUMBERTO

Advogado do senador boliviano Roger Pinto – forte opositor do governo Evo Morales –, Fernando Tibúrcio disse “não duvidar nada” de acordo entre o Brasil e o cocaleiro para libertar torcedores corinthianos presos no país, acusados de envolvimento na morte de Kevin Espada. Tibúrcio suspeita que o ministro Antonio Patriota (Itamaraty) tenha prometido, em troca, estudar revogação do asilo concedido ao opositor boliviano.

Precedente – Tibúrcio lembra que o Brasil já cedeu à pressão de Evo e transferiu o embaixador Marcel Biato da Bolívia para Suécia por defender Roger.

Relação azedou – A suspeita de que o opositor Roger Pinto estava a bordo foi o motivo da vistoria humilhante à avião da FAB usado pelo ministro Celso Amorim.

O conto dos bolivianos – Como o www.diariodopoder.com.br antecipou na quarta (24), os cinco torcedores do Corinthians libertados na Bolívia não chegam ao Brasil “nas próximas horas”, como garantiu o chanceler Patriota. A ordem de soltura depende de trâmites burocráticos que podem demorar 2 meses. (Coluna de Cláudio Humberto)

Leia também:

Notícias Relacionadas