Suplente do PMDB espera cassação de Natan Donadon

CLÁUDIO HUMBERTO

Primeiro suplente de Natan Donadon, preso em junho após condenação transitada em julgado na Suprema Corte, o ex-senador Amir Lando (PMDB-RO) desistiu de entrar com mandado de segurança exigindo posse imediata na Câmara. Lando acredita que a Câmara vai cassar o mandato do deputado ladrão até a segunda semana de agosto. “Eu tinha condições jurídicas para assumir, mas vou esperar prazo”, disse.

Não funciona – Edvaldo Soares (PMDB), suplente do estadual Marcos Donadon, irmão de Natan, até conseguiu na Justiça tomar posse. Mas o preso recorreu.

Dias contados – O dativo nomeado pela CCJ terá o prazo de três sessões para fazer a defesa de Natan; depois, Sérgio Zveiter (PSD) apresentará o relatório.

Dono da pizza – Lulista de carteirinha, Amir Lando presidiu em 2005 a CPI do Mensalão, criada a pedido do governo para colocar água nas investigações.

De volta ao jogo – O ex-senador, que também relatou a CPMI das Sanguessugas, diz se preparar para renovar Congresso: “Sempre estive do lado da navalha”. (Coluna de Cláudio Humberto)

Leia também:

Notícias Relacionadas