Rio Branco decreta estado de emergência ambiental

Aline Leal
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A prefeitura de Rio Branco (AC) decretou hoje (25) estado de emergência ambiental em decorrência da “ameaça iminente de queimadas urbanas”. De acordo com a secretária de Meio Ambiente, Sílvia Brilhante, é uma medida de prevenção, para tornar mais simples a contratação de agentes ambientais temporários, caso haja necessidade.

A secretária conta que o município sofre com o hábito de muitos moradores de queimar lixo e entulho. “Muitas pessoas varrem a porta da casa, o quintal, juntam as folhas e queimam. Isso é prejudicial à saúde pública, causa prejuízos urbanos e, além disso, é considerado crime ambiental”, explica.

De acordo com Sílvia Brilhante, depois do período do inverno amazônico, que dura seis meses, começa o período crítico, geralmente entre julho e agosto, porém há queimadas o ano todo. Desde 2010 a prefeitura lança anualmente uma campanha de combate às queimadas urbanas, com foco educativo e reforço da fiscalização, que pode acarretar em multas de até R$ 300 por queimadas de pequeno porte.

Notícias Relacionadas