Milhares de manifestantes protestam contra o governo na Bulgária

AGÊNCIA ANSA

Sófia – Mais de 2 mil pessoas cercaram ontem a noite, dia 23, o Parlamento de Sófia, capital da Bulgária, protestando contra a corrupção e pedindo a renúncia do governo de esquerda do primeiro-ministro Plamen Orecharski e a realização de novas eleições.

Às 3h30 locais (21h30 no horário de Brasília), a polícia búlgara conseguiu superar uma das barricadas erguidas pelos manifestantes e chegar no prédio com vários caminhões blindados, evacuando as 109 pessoas que estavam bloqueadas no local, entre as quais os ministros e os deputados do Partido Socialista (PSB) e do partido da minoria turca (DPS).

Uma primeira tentativa da polícia de forçar o bloqueio tinha falhado, provocando violentos confrontos com manifestantes que deixaram 20 pessoas feridas, três das quais policiais.

A Bulgária, o país mais pobre da União Europeia (UE) está no meio de uma grave crise política, provocada pela crise econômica mundial. Em fevereiro, o governo de direita do primeiro-ministro Boiko Borisov foi obrigado as renunciar por causa das manifestações contrárias as medidas de austeridade.

As eleições antecipadas do dia 12 de maio elegeram um governo de tecnocratas apoiado pela esquerda, mas as manifestações continuaram. (Ansa Brasil)

Notícias Relacionadas