Expectativa da chegada do papa Francisco movimenta o centro do Rio

Agência Brasil

Rio de Janeiro – A poucas horas da chegada do papa Francisco ao Rio de Janeiro, milhares de peregrinos se concentram em frente à Catedral Metropolitana de São Sebastião, no centro do Rio, para assistir à chegada do pontífice. O clima é de confraternização no local. Muitas pessoas usam camisas comemorativas da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), carregam bandeiras e entoam cantos de suas nações.

Na catedral, comerciantes vendem produtos oficiais da JMJ, como bandeiras, mochilas e bolsas. Muitos voluntários do evento auxiliam os estrangeiros na chegada e na saída da igreja. Na Avenida Chile, o trânsito flui normalmente e o tradicional estacionamento de rua na via não está sendo permitido. Dois carros da Polícia Militar reforçam a segurança do local, enquanto guardas municipais fiscalizam a avenida.

A comerciante Sueli Ferreira era uma das que trabalhavam no local com a sua filha Andressa, de 13 anos, vendendo água para os peregrinos. “Eu comecei ontem trabalhando como voluntária. Eu cheguei, a loja tava super cheia, ofereci ajuda, e comecei a trabalhar. Hoje eu cheguei as 8h e só vou sair quando fechar. O que der para fazer pra ajudar os jovens, eu vou fazer”.

Na Estação Carioca do metrô, a movimentação era intensa. Os voluntários montaram um posto de informações para auxiliar os peregrinos. Uma grande fila se formou na bilheteria para a compra do bilhete especial para os dias das missas que o papa Francisco celebrará em Copacabana, na zona sul.

A voluntária Rafaela Ribeiro informou que a movimentação foi intensa no turno da manhã. “Muita gente procurando a informação. Hoje é dia 22, um dia antes do início da jornada, e eles [peregrinos] estão aproveitando o dia para passear e conhecer os pontos turísticos do Rio de Janeiro. Eu sou voluntária e estou cobrindo o primeiro turno, que é das 6h às 12h.”

A prefeitura do Rio montou um esquema especial de trânsito para a chegada do papa Francisco à cidade e pediu que os cidadãos deem preferência aos transportes públicos. Às 14h, a Rua Pinheiro Machado, o Viaduto Engenheiro Noronha, o Túnel Santa Bárbara e o Elevado 31 de Março, ambos no sentido zona sul, terão a circulação proibida. Às 15h, as principais vias do centro do Rio terão o tráfego impedido. A Avenida República do Paraguai será fechada 15 minutos antes de o pontífice deixar a Catedral Metropolitana e não será permitida a presença de público.

Notícias Relacionadas