Com chegada do papa, manifestantes promovem beijaço gay no Rio

Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – No primeiro dia da visita do papa Francisco ao Brasil, manifestantes promoveram um beijaçogay em frente à Igreja Nossa Senhora da Glória, no Largo do Machado, na zona sul. O grupo tomou conta das escadarias da igreja, que momentos antes estavam ocupadas por peregrinos da Jornada Mundial da Juventude. Com cartazes como do “Papa eu abro mão, quero mais dinheiro para saúde e educação”, os manifestantes protestam contra gastos públicos com a vinda do papa ao país.

O protesto reúne diversos grupos, como de estudantes, integrantes do movimento LGBT (lésbica, gay,bissexual, travesti e transexual) e pessoas com bandeiras de partidos políticos.

Policiais do batalhão de choque e da Força Nacional de Segurança acompanham os protestos a distância. Neste momento, o grupo caminha em direção ao Palácio Guanabara, onde o papa é recepcionado pela presidenta Dilma Rousseff.

Notícias Relacionadas