Chegada de peregrinos à rodoviária do Rio é maior que o previsto

Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – A chegada de peregrinos para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) pela Estação Rodoviária Novo Rio está sendo maior do que o previsto pelas autoridades municipais. Durante todo o evento, são esperadas 1 milhão de pessoas circulando pela rodoviária. Para atender ao grande número de visitantes, foram disponibilizados 5 mil ônibus extras e, até a tarde de hoje (22), 3 mil ônibus fretados chegaram na cidade. A informação foi divulgada pelo secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório, em entrevista coletiva.

“A rodoviária está sendo uma grande porta de entrada para o peregrino. São principalmente brasileiros de outros estados, que compraram sua passagem para ver o papa. Até o momento, a chegada pela rodoviária está sendo muito forte, acima de nossas expectativas, o que é um bom sinal: de que muita gente se mobilizou para ver o papa.”

Segundo o secretário, pela experiência que se tem de jornadas passadas, para cada peregrino inscrito, há mais um ou dois peregrinos que não se inscreveram. Por conta do grande fluxo de veículos chegando, Osório pediu que os ônibus que trouxerem os peregrinos fiquem estacionados em seus locais de destino e não circulem pela cidade, para evitar congestionamentos.

Osório também alertou que o deslocamento de peregrinos ao Campo da Fé (Campus Fidei), fazenda em Guaratiba onde acontecerão os dois principais encontros da jornada, no sábado (27) e no domingo (28), vai ser monitorado. Quando 1,5 milhão de pessoas entrarem no local, a prefeitura vai fazer um bloqueio e não permitir o ingresso de mais peregrinos por razões de segurança. De acordo com o secretário, a dispersão do local poderá levar até dez horas.

Notícias Relacionadas