PT culpa aliados por descrença na classe política

O comando do PT responsabilizou, neste sábado (20), os seus aliados pela descrença do eleitor na classe política e pelo fracasso da reforma política em discussão no Congresso. A cúpula petista elaborou resolução em que diz que, a partir de 2002, o governo e a sigla tiveram que executar uma política de reformas “baseada em alianças cujos parceiros não se dispuseram, nem se dispõem, a romper com os limites da institucionalidade conservadora”.

O documento diz que há uma “putrefação” e “esgotamento” das atuais instituições políticas, o que também exige “retificações na linha política do PT e do governo” –com a atualização do programa de governo e na “radicalização da democracia”.

A resolução foi discutida durante reunião do diretório nacional do PT, mas será formalmente aprovada pela executiva nacional da sigla antes de se tornar pública. Os petistas responsabilizam em especial o PMDB por não terem aprovado a reforma política no Congresso.

Num recado aos peemedebistas, endossaram nota contra o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), escalado pelo presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), para coordenar grupo de trabalho que vai discutir a reforma política na Casa.(Catia Seabra e Gabriela Guerreiro, Folha)

Notícias Relacionadas