Justiça da Itália condena cinco pessoas pelo naufrágio do Costa Concordia

Navio Costa Concordia naufragou em janeiro de 2012 (Foto: ANSA)
Navio costa Concordia naufragou em janeiro de 2012
AGÊNCIA ANSA

Grosseto – Cinco acusados pelo naufrágio do navio cruzeiro Costa Concordia, o transatlântico que se chocou nas rochas das Ilhas de Giglio, na Toscana, Itália, em 13 de janeiro do ano passado e que deixou 32 vítimas fatais, foram condenados hoje pelo tribunal de Grosetto a penas que variam entre um ano e seis meses a dois anos e dez meses os cinco indiciados.

Roberto Ferradini (diretor da unidade de crises), Manrico Giampedroni (gerente de serviços de cabine) Ciro Ambrosio e Silvia Coronica (oficiais) e Jacob Rusli Bin (timoneiro) foram considerados culpados por homicídio culposo, lesões culposas. Os três últimos ainda receberam a condenação por naufrágio culposo.

Ferradini recebeu dois anos e dez meses; Giampedroni, dois anos e seis meses; Ambrosio, um ano e 11 meses;Rusli bin, um ano e oito meses; e Coronica, um ano e seis meses. As sentenças foram curtas devido ao acordo que os acusados fizeram com a justiça quando se declararam parcialmente culpados das acusações. (Ansa Brasil)

Notícias Relacionadas