Sete pessoas são ouvidas pela Justiça sobre acidente com bondinho de Santa Teresa

Rio de Janeiro – A Justiça do Rio de Janeiro ouviu ontem (18) sete pessoas no processo que apura responsabilidade pelo acidente ocorrido com o bondinho de Santa Teresa, em agosto de 2011, que deixou seis mortos e cerca de 50 feridos. Foram ouvidos na audiência da 39ª Vara Criminal da Capital, três sobreviventes do acidente e quatro testemunhas de acusação.

Cinco funcionários da empresa Central, que administrava o bondinho, são réus no processo. Entre as testemunhas ouvidas estavam dois peritos da Polícia Civil, que vistoriaram o bonde depois do acidente e outros veículos que atendiam à região. De acordo com os peritos, em vários sistemas de freio dos bondes, há peças novas misturadas a antigas, inclusive recuperadas com solda, o que, em longo prazo, poderia interferir no sistema de freios.

Dois motorneiros (motoristas de bonde) que trabalhavam no dia da tragédia também prestaram depoimento. Eles confirmaram que, pouco antes de descarrilar, o veículo se acidentou com um ônibus. No ponto final, foi dada ordem para que o bonde fosse recolhido à oficina, sem passageiros. No entanto, durante o trajeto para a oficina, passageiros foram sendo recolhidos.

As 21 testemunhas de defesa serão ouvidas no dia 24 de setembro, às 13h, quando também serão interrogados os acusados.

Notícias Relacionadas