Exército vai impedir mascarados nas missas durante visita do Papa

O evento é de paz, mas o aparato é de guerra. A cinco dias do início da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), os preparativos para a visita do Papa Francisco estão cada vez mais bélicos, em vez de bíblicos. O Exército prometeu, ontem, barrar a entrada de manifestantes mascarados e com objetos suspeitos — que possam colocar em risco a integridade dos fiéis — no Campo Fidei, em Guaratiba. O esquema de segurança montado para o evento prevê um efetivo de 20 mil homens, incluindo Forças Armadas, policiais civis e militares, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e agentes da Força Nacional. A JMJ acontecerá entre os dias 23 e 28.

Para a missa e a vigília em Guaratiba, 400 militares do Exército, à paisana, farão a segurança do entorno do altar. Outros 800, fardados e sem armas, vão circular em todo o território do campus para dar segurança aos peregrinos na cidade.

As autoridades estão redobrando a atenção devido aos protestos dos últimos dias. Na última quarta-feira, houve enfrentamento entre manifestantes e policiais no entorno da rua onde mora o governador Sérgio Cabral, no Leblon. Em Laranjeiras, nas proximidades do Palácio Guanabara, já houve, pelo menos, três grande embates. Por isso, segundo a revista “Veja”, a sede do governo estadual será isolada, no dia 22. Nessa data, haverá a cerimônia de boas-vindas ao Pontífice. Estarão presentes a presidente Dilma Rousseff, ministros, convidados de honra e autoridades. O isolamento é para evitar a aproximação de manifestantes. (Jornal Extra)

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. alan kevedo

    LEIA A BÍBLIA

    A democracia. Lá naquele século de Péricles, tudo era muito fácil e sempre sobrava um tempinho, para aqueles teóricos aperfeiçoa-la. Hoje, a grande vantagem dela é podermos discordar dos historiadores mais afoitos e, principalmente, dos religiosos mais endinheirados.
    Estes dizem que Jesus fundara a Igreja e eles estão prontinhos para interpretá-lo. Discordamos. Aqueles dizem que Jesus e Maria Madalena fizeram, por baixo daqueles edredons palestinos, muito mais do que registram os evangelhos. Isso, pra nós, não tem a menor relevância, afinal, ninguém tem nada a ver com a vida de ninguém.
    O que realmente nos interessa é a VERDADE. pois somos cristãos e Jesus ensinou: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” Quem realmente entendeu o recado bíblico que sobreviveu à sanha secular daqueles TEÓLOGOS imperadores e megalomaníacos, vê que Jesus, o tempo todo, circulou entre a POLÍTICA e a FILOSOFIA e jamais se ligou a RELIGIÃO alguma de seu tempo, a não ser para chamar religiosos de “Hipócritas.”. Ele surge de enxertias a fundar religião, tentado pelo Satanás fictício e ainda a convidar ladrão para o paraíso. Tudo enxertia, conexões teologais, ficção. É doloroso ver que por causa de dinheiro, ainda queiram, aqui na Terra, ligar o nome de um SENHOR do universo à RELIGIÃO, onde ele jamais esteve.

Comentários estão suspensos