Brasil vence o Canadá e está na semifinal da Liga Mundial de Vôlei

O Brasil entrou em quadra para o jogo mais importante da competição até então. Um resultado positivo sobre o Canadá garantiria a seleção brasileira masculina de vôlei nas semifinais da Liga Mundial. E foi exatamente esse o resultado: vitória. A equipe comandada pelo técnico Bernardinho venceu, nesta sexta-feira (19), por 3 sets a 0 (25/18, 30/28 e 25/20), em 1h33 de jogo, no ginásio Islas Mavinas, em Mar del Plata, na Argentina.

Assim, depois da derrota por 3 sets a 2 para a Rússia e a vitória sobre os canadenses, o Brasil somou quatro pontos, está garantido na semifinal da competição e aguarda para conhecer o adversário que enfrentará neste sábado (20). Líder do Grupo E, a seleção brasileira jogará contra o segundo colocado da Chave D, que sairá após a partida entre Itália e Argentina, que acontece ainda nesta sexta-feira.

Wallace mais uma vez mandou a bola ao chão da quadra rival e garantiu o triunfo brasileiro. (Foto: FIV/Divulgação)
Wallace mais uma vez mandou a bola ao chão da quadra rival e garantiu o triunfo brasileiro. (Foto: FIV/Divulgação)

O oposto Wallace começou a partida com o peso de substituir o titular Leandro Vissotto. Mas de peso foi a atuação do jogador, que saiu de quadra como maior pontuador do confronto, com 18 acertos. Logo após o jogo, ainda na expectativa de qual time vai enfrentar na próxima fase, Wallace garantiu que não tem preferência em relação as seleções do Grupo D – Itália, Bulgária ou Argentina.

“O grupo deles está bem embolado e sabemos que qualquer um dos três que vier vai ser muito difícil. Vamos estudar bastante amanhã, ainda antes do jogo, para vencer qualquer um deles. O jogo de hoje foi apenas a primeira final. Ainda temos mais uma, onde teremos que fazer de tudo para estarmos na última”, disse Wallace.

O oposto também falou sobre o confronto desta sexta-feira. “É sempre difícil jogar nessa pressão de ter que vencer e o nosso time está de parabéns por ter conseguido passar bem nesse primeiro jogo. Estou feliz com o meu desempenho, com a atuação do time, mas agora temos que pensar em descansar. Não podemos atropelar a situação. Independentemente de quem enfrentarmos amanhã, sabemos que, nessa fase, não pode mais haver mais erros”, explicou Wallace.

O capitão Bruno segue o mesmo pensamento do companheiro de time. “Entramos para uma final. Sabíamos que seria assim. Começamos um pouco nervosos e, eu mesmo, no meio do set que comecei a me soltar mais. Hoje foi uma boa prova para o fim de semana”, comentou o levantador do Brasil.

O JOGO

O Canadá fez 2/0, mas o Brasil buscou e deixou tudo igual. No ataque para fora do adversário, o time verde e amarelo passou a frente. Os canadenses, então, voltaram a pontuar bem e fizeram 7/4. No bloqueio individual de Soonias, a diferença a favor do Canadá passou para quatro pontos: 9/5. No ace de Wallace, o Brasil encostou no placar (10/9) e o técnico do Canadá pediu tempo. Lucão bloqueou, deixou tudo igual (11/11) e, com o oposto Wallace, na jogada seguinte, o time do Brasil assumiu o comando do marcador. À frente no placar, o time comandado pelo técnico Bernardinho jogou com mais tranquilidade e colocou seis de vantagem: 19/13. Seguro no jogo, o Brasil fechou a primeira parcial em 25/18.

A seleção brasileira saiu na frente no início do segundo set. O Canadá correu atrás e virou o jogo: 3/2. A partida seguiu equilibrada. As equipes empataram em cinco pontos. Na bola de meio com Lucão, o Brasil colocou dois de vantagem: 10/8. A diferença girou em torno desses três pontos durante toda a metade do set (15/12). O Canadá encostou no placar em 18/17 e, quando conseguiu o ponto de empate, Bernardinho parou o jogo. O set seguiu favorável aos adversários, que fizeram 23/21, forçando o treinador brasileiro a pedir mais um tempo. Na volta, Wallace e Lucão deixaram o placar novamente igual: 23/23. No bloqueio formado por esses dois jogadores, o time verde e amarelo assumiu o comando do jogo: 24/23. O final do set foi bem disputado. Os canadenses estiveram à frente em 27/26, mas o Brasil virou e venceu por 30/28.

A vitória no segundo set deu um estímulo ainda maior ao Brasil, que entrou para o segundo com ritmo forte e abriu 8/4. A vantagem brasileira diminuiu em 11/9 e, a partir deste momento, a parcial seguiu mais equilibrada. Na sequência da partida, o time brasileiro conseguiu abrir mais uma boa vantagem e, quando fez 18/15, o técnico do Canadá pediu tempo. O jogo voltou a ter equilíbrio quando o adversário se aproximou em 19/18, mas os brasileiros não se incomodaram e voltaram a abrir. No final, melhor para o Brasil, que venceu por 25/20 e garantiu a classificação para a semifinal.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Wallace, Lucão, Eder, Dante e Lucarelli. Líbero – Mário Jr.

Entraram – William, Lipe

Técnico: Bernardinho

CANADÁ – Howatson, Verhoeff, Soonias, Simac, Winters e Perrin.Líbero – Lewis

Entraram – Duff, Schmitt

Técnico: Glenn Hoag

Notícias Relacionadas