Manifestantes e PM se enfrentam na Avenida Beira-Mar no Rio

Vinicius Lisboa
Agência Brasil

Rio de Janeiro – Manifestantes e policiais militares voltaram a se enfrentar agora à noite na Avenida Beira-Mar, próximo ao Passeio Público, depois de deixarem as escadarias da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, na Cinelândia, onde estavam concentrados. O grupo, formado basicamente por jovens, chegou a fechar por menos de cinco minutos, duas pistas da Avenida Beira-Mar, sentido Aterro do Flamengo.

A Polícia Militar (PM) usou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes e os manifestantes jogaram pelo menos dois coquetéis molotov contra os militares. O Batalhão de Choque já havia deixado a área central da cidade depois que os manifestantes se concentraram nas escadarias da Câmara Municipal.

Durante a manifestação, a Polícia Militar levou para as ruas carros blindados e um carro-pipa usado para dispersar multidão.

Antes, quando os manifestantes estavam nas escadarias da Câmara, apareceu um carroceiro com uma caixa de som, que tocava músicas funk e os jovens promoveram uma espécie de baile funk na Cinelândia.

Após a manifestação, pode-se verificar um rastro de destruição ao longo da Avenida Chile, onde pelo menos cinco pontos de ônibus tiveram os vidros estilhaçados por pedras portuguesas atiradas pelos manifestantes. Eles também usaram as caixas coletoras de lixo, material altamente inflamável, para fazer fogueiras no meio da rua.

O trânsito está liberado nas Avenidas Rio Branco e Presidente Vargas, fechadas por cerca de cinco horas, devido a manifestação promovida pelas centrais sindicais, no Dia Nacional de Luta.

Notícias Relacionadas