Usuários do ferryboat tiveram noite de cão em Bom Despacho

REDAÇÃO DO JORNAL DA MÍDIA

Salvador – Os usuários do Sistema Ferryboat tiveram uma tarde e noite de cão ontem (1º) no Terminal Marítimo de Bom Despacho. E reagiram como puderam: buzinaço, empurra-empurra nas grades e palavrões contra o governo e a Internacional Marítima, a operadora do sistema que veio do Maranhão para o lugar da TWB.

Com apenas três embarcações em tráfego, a fila de veículo, às 17h, já chegava à torre de uma emissora de rádio. O tempo médio de embarque para quem entrou na fila às 18h foi de aproximadamente seis horas. Até mesmo na fila de prioridade de idosos, a espera foi superior a três horas.

Em uma segunda-feira comum de inverno, o ferryboat da Internacional Marítima/Agerba estava o caos em Bom Despacho, com espera para embarque chegando a seis horas. Enquanto isso, o governo da Bahia colabora para que desinformações sejam levadas a milhares de pessoas diariamente. (Foto: Bom Despacho, ontem, às 21h40/JM)
Em uma segunda-feira comum de inverno, o ferryboat da Internacional Marítima/Agerba estava o caos em Bom Despacho, com espera para embarque chegando a seis horas. Enquanto isso, o governo da Bahia colabora para que desinformações sejam levadas a milhares de pessoas diariamente. (Foto: Bom Despacho, ontem, às 21h40/JM)

Um vexame. Funcionários das Internacional Marítima que trabalhavam no Terminal de Bom Despacho eram cercados constantemente por usuários, em busca de informações.

“Dois ferries quebraram. Só tem três e a gente não pode fazer nada. Cobrem lá dos homens a gente só tá aqui pra cumprir ordens.”, explicava um deles que atuava na organização das filas dentro do terminal.

Os ferries que quebraram foram os dois dose-dupla: Juracy Magalhães e Agenor Gordilho. O sistema ficou com apenas três – Ivete Sangalo, Pinheiro e Maria Bethânia. O governo divulgou amplamente que gastou mais de R$ 35 milhões para “recuperar” os navios e fez propaganda dizendo que sete, sempre, estariam em condições de tráfego.

Na prática, isso nunca aconteceu. Mesmo no inverno, o sufoco continua grande para quem precisa utilizar o sistema.

“Isso aqui é uma falta de vergonha. Tem gente se beneficiando dessa situação, não tem outra explicação. Gastam o dinheiro do povo e entra essa empresa aí que é pior ainda que a outra (TWB). Dizem que a empresa é de Sarney. Talvez o governo da Bahia tenha feito alguma parceria com eles do Maranhão”, desabafou o comerciante Claudionor Santos, que entrou na fila às 17h30 e até às 21h40 estava preso sem poder embarcar.

O JORNAL DA MÍDIA ouviu, em off, vários funcionários da Internacional Marítima que trabalhavam em Bom Despacho e em um dos navios (não vamos citar o nome da embarcação para evitar a identificação). Todos foram unânimes em afirmar que não existe nenhuma diferença entre a Internacional e a ex-concessionária TWB.

“Ninguém consegue explicar, mas a situação não mudou porque eles não conseguem manter os navios operando. E o usuário vem pra cá esperando que tem barco e se bate com essa fila enorme”, disse um empregado da Internacional.

Um outro completou:

“Não existe novidade nem diferença entre uma e outra. É que o governo só mudou o dono do ferry, mas caranguejo continua o mesmo”.

O JORNAL DA MÍDIA perguntou a um funcionário da concessionária que atuava no pátio de veículos:

“Qual é o tempo médio que um usuário de veículo leva para embarcar, com a fila na torre da Rádio Sociedade (menos de um quilômetro do terminal”)?

– Isso é quase que impossível se calcular. Pode levar três horas, quatro. Mas com somente três navios, é coisa para cinco ou seis horas, disse.

A Internacional Marítima divulga sempre a mesma informação, mesmo quando a fila está em Mar Grande como aconteceu no dia do São João: ”O tempo de embarque é de apenas duas horas”. Essa informação absurda e mentirosa é difundida constantemente em emissoras de rádio, nas TVs e até nos jornais. O usuário, desatento, acredita e é surpreendido, como aconteceu ontem.

E a agência que fiscaliza a Internacional Marítima, a Agerba, não faz absolutamente nada no sentido de pelo menos evitar que milhares de pessoas sejam enganadas diariamente. Levar desinformação ao público, enganar o consumidor, é crime. A parceria em termos de negligência, de serviço ordinário e de caos é perfeita entre a Agerba (Governo do Estado) e a Internacional Marítima, da terra do senador José Sarney.

Essa parceria no mínimo suspeita vai de vento em popa. Até quando, ninguém sabe.

internacionalmaritima

Notícias Relacionadas

43 Comentários

  1. C. Dias

    Eu posso garantir que o serviço da reforma dos barcos foi muito bem na parte que cabia a Lumar. Agora o outro problema de operação ee outro. A AGERBA tá de prova que reconheceu tudo e o Dr. Sami, Dr. Bruno atestou tudo e nos elogiou muito graças a deus por ter nós cumprido tudo. Vcs todos que criticam deviam se informar melhor. Tem muita gente aqui inconformada pq entregou currículo e ficou de fora tem inclusive um comandante despeitado. Procurem a Base Naval.

  2. Claudionor

    LEVANTA ITAPARICA. VAMOS PRi PROTESTO DIA NOVE. SÓ ASSIM ESSE GOVERNO INCOMPETENTE DE WAGNER VAI SABER O QUE E BOM. BANDO DE SAfados TÃO JOGANDO NOSSO DINHEIRO FORA. O FERRY EE UM COCÔ.

  3. Fedegoso

    Não adianta, estamos malhando em ferro frio. Comentei em tom de deboche em notícia anterior e do mesmo estilo que continuamos na trilha errada, quando o correto é uma auditoria nas contas de fiscalizada e fiscalizadora, auditoria que demonstre o caminho trilhado pelo dinheiro que entra nos caixas das empresas, inclusive, agora, também o proveniente do governo que se diz saneador. A Lei de Transparência não permite o sigilo que se faz sobre as contas, nem o MP…

    A verdade é que eu borro todo de medo de meter em determinados assuntos. Mas esse povo do governo é muito frio. Eles não ficam com raiva sobre o que se comenta aqui, mas não reagem com a solução para o transporte. Se fazem de surdos e continuam tocando, enfiando e ganhando dinheiro ou perdendo dinheiro a rodo no negócio e, sem prestar contas. E o MP ?

    Eu não sei de nada. Só sei que tudo continua como dantes no quartel de Abrantes. Por outra. Essa porcaria sempre foi essa mesma porcaria de sempre.

  4. Cláudio Emanuel

    Vou transcrever abaixo o comentário do jornalista Vicente de Paula, no grupo Xô Corrupção, do Facebook, quando se refere ao dinheiro gasto pelo Governo Wagner com propaganda. Inclusive com os blogs chapa branca. Ele diz , o jornalista diz, que 70% da verba vai pra Tv Bahia:

    ” E por incrível (ou crivel?) que pareça, 70% na Rede Bahia, propriedade de seu principal adversário. Deve estar engordando a LEITOAZINHA para o próximo embate. Esses políticos…só extermínio sumário…”

  5. Alvaro Figueiredo

    Vicente de Paula, meu caro Vicentão, eu vou sentar e esperar o dia em que uma auiditoria -seria senhores- nos revele qual o real custo e quanto foi de cpf (comisão por fora) dos estádios nosvos,especialmengte a’ Arena Nome de Cerveja local, a nossa caríssima Fonte Nova …!!!

  6. valeria pestana

    Esse tal C. Dias é cunhado do sucateiro Conde da LUMAR. Essa empresa aventureira que nem registro no CREA tem foi quem fez a manutenção das embarcações e embolsou 12 milhões de reais sem prestar contas.

    O sucateiro Conde cumpriu o seu papel à risca: DEVOLVEU AS SUCATAS PARA TRAFEGAR SE ARRASTANDO PELOS MARES DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS.

    Aliás, essa frase não é minha. Essa frase ou profecia todos leram e foi colocada pelo Comandante Vital. Esse mesmo senhor afirmou categoricamente que esteve com Dr. Eduardo e disse pessoalmente a ele que a LUMAR é uma empresa de fachada.

    O que resta são os usuários fazerem manifestações nos terminais e exigirem auditoria nessas “reformas”. Muita gente ganhou muito dinheiro com as reformas da Lumar. Temos que apurar tudo. O dinheiro não é de Vagner e nem de Otto. O dinheiro é nosso. Nosso imposto.
    Esses bandidos não podem sair por aí se gabando e desfilando com Audis da vida ganho com o nosso dinheiro.

  7. Regina Celia Viana

    O Jornal da mídia deveria ser preocupar em falar a verdade e não ficar inventando mentiras para ter acesso, pois como se trata de um jornal tão incompetente, que sua linha de trabalhar é mentindo e o pior colocando imagens do feriado de São João e dizendo que foi dia 1º.Procurem outra maneira de vender a imagem de vcs, pois o governo continuara a fazer seu trabalho juntamente com qualquer empresa que assumi qualquer segmento.
    Caros leitores, vcs não acham um tanto estranho o jornal da mídia ocupar sempre um espaço para falar do FERRY ??? Porque então o Jornal da Midia não assumi o comando do ferry e mostre ao publico para que realmente serve, ou seja, pra nada, apenas para falar mal dos outros.
    Publiquem esse comentário, se é que voces são uma empresa transparente.

    1. JORNAL DA MÍDIA

      Prezada Sra. Regina

      Por seu comentário vazio, deu para perceber que a Sra. deve ser paga para isso. Paga com dinheiro público, é possível que sim.

      Paga para defender pessoas que em vez de se preocuparem com a qualidade do serviço, em melhorar os serviços que prestam à população e fazer jus ao que faturam às custas dos usuários, ficam patrocinando alguém ou alguns para tentar tapar o sol com a peneira.

      A foto publicada nessa matéria, que a Sra. diz que foi do São João, foi feita ontem, sim, no Terminal de Bom Despacho. Foi apenas uma de várias outras.

      Caso a Sra. necessite para periciá-la, o JORNAL DA MÍDIA libera, está bem?

      Caso a Sra. – ou quem lhe patrocina – queira também, podemos fornecer o comprovante (bilhete) de utilização do sistema ferryboat ontem.

      Sra. Regina, nenhuma, mas nenhuma mesmo, matéria do JORNAL DA MÍDIA em relação aos péssimos serviços prestados aos usuários do sistema ferryboat foi contestada aqui por quem quer que seja.

      Podemos garantir: nosso espaço está aberto para a Sra. e para outros mais interessados em contestar e reclamar. Agora, é preciso ter argumentos e saber contestar.

      E na maioria das vezes, dona Regina, é justamente o que acontece: por falta de argumentos, de conhecimento, é preferível ficar calado. É mais fácil e menos trabalhoso.

      Sra. Regina, o JORNAL DA MÍDIA não precisa de ferryboat para ter audiência.

      A Sra. não tem nenhuma obrigação de saber, mas vamos registrar aqui: nós somos o segundo veículo online da Bahia no ar. Estamos há pouco mais de 12 anos no ar, chegamos logo depois do A Tarde Online.

      A Sra. pode até não gostar da nossa linha editorial, sempre independente. Não fazemos jornalismo chapa branca, Dona Regina. Talvez a Sra. não esteja acostumada com isso. É um direito de qualquer um ler, também, notícias plantadas, notícias oficiais.

      Por favor Sra. Regina, devolva esse donativo que alguém lhe ofertou para escrever esse comentário tão bobo. Entenda Sra. Regina: ninguém precisa ficar criticando à toa o ferryboat. Os responsáveis pelo sistema – a concessionária e o governo – cometem falhas amadoras sucessivas, são um prato cheio para as críticas.

      Quando a Sra. tiver outros questionamento fortes, concretos, para criticar o JORNAL DA MÍDIA, utilize o nosso espaço sempre democrático. Mas ferryboat parece não ser a sua praia.

  8. GENTIL - O EX CARANGUEJO DA TWB

    A propósito do comentário do leitor C. Dias, é preciso saber se as pessoas que ele citou, o sr. Samii e o sr. Bruno, atestaram o serviço feito pela LUMAR no papel ou de boca.

    Se foi de boca, no oba-oba, tudo bem. Agora se foi atestar serviço no papel, atestar fatura no papel pelos serviços, principalmente no navio RIO PARAGUAÇU, é um perigo. Os dois vão correr o risco de terem seus bens indisponibiliIzados pela Justiça já já. Aquilo ali é um crime. O navio tá uma sucata.

  9. Cleide

    Gente, desculpa eu posso até cometer uma injustiça aqui, mas eu conheço essa Dona Regina, é a maior puxadora de saco do Dr. Otto Alencar, só vive esculhambando o Jornal da Mídia por trás, ela ficou amiga dos donos da Internacional Marítima, é leva e trás e participa de tudo que é curso da Seinfra. Eu sei quem é ela, já fui num curso com ela, mas se não for ela é outra idiota qualquer. Defender governo minha filha, só vc mesma que vive pulando de cargo em cargo na custa do nosso dinheiro. Vá pru inferno vc e esse bando de incompetente do seu governo Aproveite e vá tomar uma cachacinha com Wagner de helicóptero.

  10. José Carlos

    É mentira a alegação da pessoa que se identificou aí como Valéria Pestana de que um tal “Comandante Vital” se encontrou com o Dr. Eduardo Pessoa diretor da Agerba e falou mal da LUMAR. Isso é mentira como diz Luiz Carlos da Internacional se existe duas pessoas mais fofoqueiras do que essa Valéria e essa Lenise na face da terra ele abandona tudo e vai morar na Sibéria.

    Graças a Deus cultivo amizades e o Bruno que trabalhou como interventor no sinal e por sinal muito bem e ele me garantiu que nunca o Dr. Eduardo recebeu esse tal Comandante Vital. E pelo que conheço das pessoas não vejo como um diretor da Agerba ter dado espaço para esse Vital falar de uma empresa contratada pela Agerba, depois de avaliar e pesquisar muito bem. Dona Valéria devia se respeitar porque se é que ela é usuária devia muito bem saber que todo o serviço que foi feito foi com honestidade e ninguem levou comissão nenhuma por fora. Não me venha com suas insinuações maldosas porque não é justo isso.

    Quanto a senhora Lenise se eu tivesse dinheiro eu ia mandar construir uma Prefeitura de brinquedo para ela tomar conta e ser a prefeita da Ilha de Itaparica. Me poupem.

    1. Valéria Pestana

      José Carlos,

      Você pode declarar quanto o sucateiro da Lumar te pagou pra afirmar essas mentiras?

      Se o Comandante Vital esteve ou não com Eduardo Pessoa, uma coisa eu sei> tudo que ele declarou nesse espaço bate certinho com os fatos acontecidos.

      Ele afirmou tudo o que está acontecendo muito bem antes do que estamos presenciando. Os fatos mostram tudo…

      Acho que os usuários do sistema devem organizar uma manifestação para baixar as tarifas do Ferry. Estamos pagando tarifas de primeiro mundo para sermos usuários de serviços porcos, de baixa qualidade em embarcações com manutenção precária.

      Os usuários precisam se organizar para paralisar o sistema e obrigar as melhorias que necessitam ser feita.

      É vergonhoso constatar um sucateiro desfilando com AUDI A8 que foi comprado com dinheiro do nosso suor. E maquiando que prestou serviços de qualidade. Eu exijo uma auditoria do dinheiro que a Lumar embolsou.

      A relação da Lumar com Daniel da Guindastes Brasil e Rosemberg Pinto precisam ser esclarecidas, inclusive na Petrobrás.

      Chega de bandidagem…estamos fartos de ver toda essa lama estampada em nossa cara…só o povo na rua pra parar a ganância dessa gente porca.

    2. valeria pestana

      José Carlos,

      Você pode declarar quanto o sucateiro da Lumar te pagou pra afirmar essas mentiras?

      Se o Comandante Vital esteve ou não com Eduardo Pessoa, uma coisa eu sei> tudo que ele declarou nesse espaço bate certinho com os fatos acontecidos.

      Ele afirmou tudo o que está acontecendo muito bem antes do que estamos presenciando. Os fatos mostram tudo…

      Acho que os usuários do sistema devem organizar uma manifestação para baixar as tarifas do Ferry. Estamos pagando tarifas de primeiro mundo para sermos usuários de serviços porcos, de baixa qualidade em embarcações com manutenção precária.

      Os usuários precisam se organizar para paralisar o sistema e obrigar as melhorias que necessitam ser feita.

      É vergonhoso constatar um sucateiro desfilando com AUDI A8 que foi comprado com dinheiro do nosso suor. E maquiando que prestou serviços de qualidade. Eu exijo uma auditoria do dinheiro que a Lumar embolsou.

      A relação da Lumar com Daniel da Guindastes Brasil e Rosemberg Pinto precisam ser esclarecidas, inclusive na Petrobrás.

      Chega de bandidagem…estamos fartos de ver toda essa lama estampada em nossa cara…só o povo na rua pra parar a ganância dessa gente porca.

    3. Lenise Ferreira

      José Carlos, o que houve? esta com medo de perder a boquinha ???? éééé parece que a sua fonte vai secar mesmo…..rssss. OBRIGADA pela promoção, de fofoqueira à prefeita……rssss. Prometo que vou cuidar da prefeitura de brinquedo e que nela não teremos corruptos, ladrões, escroques (Indivíduo que age fraudulentamente para se apropriar de bens alheios; TRAPACEIRO; VIGARISTA).

      A minha Itaparica de brinquedo será povoada por meus semelhantes, pessoas que abominam gente como vc e o grupo que lhe cerca. A minha Itaparica será próspera, terá ruas limpas, hospitais funcionando adequadamente para atender ao povo que paga seus impostos com dificuldade, será uma Itaparica que respeitará sua gente, terá transporte público eficiente e a preços módicos (pequeno, modesto), as embarcações que por lá venham a atracar deverão pagar seus impostos ao contrário do que fez uma velha conhecida nossa que deixou um rombo sob os olhares “despreocupados “ de vereadores.

      Na Itaparica de brinquedo, os vereadores farão o seu verdadeiro papel e logo transformaremos a Itaparica de brinquedo num lugar seguro e justo para todos. Inclusive para os seus prisioneiros. Simmmmmm, em nossa Itaparica, bandido vai para a cadeia e nela haverá trabalho, nada de malandro descansando enquanto o povo paga a conta.

      Obrigada JOSÉ CARLOS, vou dormir sonhando com esta cidade que não esta longe de se tornar real. Vou pedir a papai do céu para te dar o dinheiro de que precisa para me dar este presente. Só um detalhe, que seja dinheiro ganho honestamente.

  11. Lenise Ferreira

    Sra. Regia Célia,

    Como usuária do sistema ferry boat, posso ATESTAR que as notícias veiculadas através do JORNAL DA MÍDIA, relacionadas ao SISTEMA FERRY BOAT são a mais pura expressão da VERDADE e a Sra. sabe bem disto. Quero lhe sugerir mudança de postura, pois para nós usuários, este tom arrogante desmentindo fatos, mais parece deboche.

    Que a imprensa local esteja se “furtando” em publicar o que continua acontecendo, é algo a lamentar, mas, as informações aqui publicadas eu mesma posso comprovar com fotos e testemunhos, inclusive o meu pessoal que sofri nas filas infernais nestes últimos dias.

    NENHUMA empresa que por aqui passou deixando rastro de falcatruas permaneceu, a TWB ainda tem seus tentáculos dentro do sistema e da AGERBA, os prejuízos causados sob os olhares omissos daqueles que deveriam coibir atos danosos contra o patrimônio público, ainda geram tristes consequências.

    A Sra. tem visto a reação do povo nas ruas e parece que ainda não entendeu o recado. O povo acordou e esta buscando resgatar os seus direitos. O sistema de transporte FERRY BOAT esta um caos, a maquiagem é de péssima qualidade e há quem diga que a conta aberta pela SEFAZ para a intervenção tinha um montante de R$ 45 milhões e não de 35 como foi dito acima.

    As embarcações estão fétidas graças à redução do número de funcionários, não existe respeito pelo cumprimento de horários e pelas normas do regulamento hidroviário existente em nosso Estão dificultando a vida de quem utiliza o sistema e precisa viajar diariamente como profissionais diversos, estudantes e portadores de necessidades especiais.

    Ontem eu cheguei ao terminal por volta das 21 hs na fila de prioridade e a previsão dada era de embarque às 23:30. A Sra tem ideia do que seja enfrentar um longo dia de trabalho e ao tentar retornar para casa se deparar com filas imensas? A Sra. por certo não pode imaginar se não estiver sentindo na pele o que estou tentando fazê-la entender.

    O governo do Estado, a concessionária e seus comandados devem mudar de atitude, repensar sobre os atos danosos cometidos até então, sobre o descaso com o sistema ferry boat e suas propagandas enganosas sobre o bom funcionamento do mesmo. Quer fotos ou prefere vídeos sobre os últimos dias, mostrando as longas filas, a sujeira nos sanitários sem água, o ambiente insalubre das embarcações cujas janelas de ventilação foram inexplicavelmente lacradas, as gavetas de atracação caindo aos pedaços, com ferragens e ferrugem aparentes contribuindo para danificar ainda mais os cascos das embarcações, a buraqueira nos terminais, o abandono do estacionamento explorado pela TWB, a ação de cambistas e de transportes clandestinos, a ausência de fiscalização de AGERBA e concessionária pela área filmada. O abandono do TERMINAL RODOVIÁRIO DE ITAPARICA, a redução no número de caixas para atender o povo nas filas.

    Do que mais a Sra quer que eu fale? Ou prefere ver fotos e vídeos? As coisas estão ficando feias para o lado de vcs. Posso dizer que os anos de sofrimento dos usuários estão chegando ao fim. Abra o olho de quem lhe paga para a Sra se manifestar neste tom, passe a pedir desculpas pelos transtornos que estão nos causando.

  12. ELIAS

    SAI DAÍ SEU PUXASACO E LAMBEDOR DE BOTA JOSÉ CARLOS. VOCÊ É PARENTE DE CONDE OU PAU MANDADO EU SEI QUEM VC ANDA NO TERMINAL COM AQUELE TAL DO VALDECI MAUCARATER. TOME VERGONHA NA CARA SEU PATRÃO NÃO SABE ESCREVER MAS VC SABE E ELE TE USA PRA ISSO . DEIXE DE SER OTÁRIO FICAR DEFENDENDO UMA ESCROTIDÃO DESSA ESSA INTERNACIONAL NÃO PRESTA E A SUA LUMAR É MUITO PIOR AINDA. SE RESPEITE MISERÁVEL.

  13. valeria pestana

    José Carlos,

    Você pode declarar quanto o sucateiro da Lumar te pagou pra afirmar essas mentiras?

    Se o Comandante Vital esteve ou não com Eduardo Pessoa, uma coisa eu sei> tudo que ele declarou nesse espaço bate certinho com os fatos acontecidos.

    Ele afirmou tudo o que está acontecendo muito bem antes do que estamos presenciando. Os fatos mostram tudo…

    Acho que os usuários do sistema devem organizar uma manifestação para baixar as tarifas do Ferry. Estamos pagando tarifas de primeiro mundo para sermos usuários de serviços porcos, de baixa qualidade em embarcações com manutenção precária.

    Os usuários precisam se organizar para paralisar o sistema e obrigar as melhorias que necessitam ser feita.

    É vergonhoso constatar um sucateiro desfilando com AUDI A8 que foi comprado com dinheiro do nosso suor. E maquiando que prestou serviços de qualidade. Eu exijo uma auditoria do dinheiro que a Lumar embolsou.

    A relação da Lumar com Daniel da Guindastes Brasil e Rosemberg Pinto precisam ser esclarecidas, inclusive na Petrobrás.

    Chega de bandidagem…estamos fartos de ver toda essa lama estampada em nossa cara…só o povo na rua pra parar a ganância dessa gente porca.

  14. fernando

    Esse tal José carlos, pelo que li, coloca Eduardo Pessoa como se fosse um grande personagem.

    Será que Eduardo tem essa moral tão ilibada assim? Ele receber uma pessoa do nível de Vital é um privilégio, pois conheço sua trajetória profissional e moral.

    José Carlos, acho que Eduardo teve o privilégio de estar sentado com um grande profissional e de reputação impecável.

    Agora, se você está recebendo alguns reais para fazer uma defesa tão escrota como fez, sinto muito. Finalmente, você está na folha de quem: coloque a firmação certa:

    1) Agerba
    2) Lumar
    3) Guindastes Brasil
    4) Rosemberg Pinto
    5) Petrobrás
    6) Samir
    7) Otto

    Basta responder com a numeração e todos irão entender…vamos ver ser você é um bom menino.

  15. Gessé

    Na realidade o montante deve passar de R$ 35 milhões, se quiserem confirmar é só acessar o portal da transparência e informar o nome da empresa TWB, que verificará o montante transferido pela AGERBA, pelo menos até Fev/2013, os da SEINFRA estão lá: em 2012 (R$ 19.732.000) e (Fev/2013 R$ 5.000.000). Inclusive verifica-se lá, no portal, que tem secretarias que informam também repasses para TWB, será que existem?

    http://www.senhaaberta.ba.gov.br

    É muito bom que todos fiscalizemos essas contas em todos serviços.

  16. Julio Domini

    Caros amigo do Jornal da Midia, essa empresa que hoje administra o ferry boat é uma empresa extremamente politica, pois tem a participaçõa da familia Sarney, e pra quem não sabe a Internacionall Maritima nasceu do emprestimo de dois ferrys bahiano, o Mont Serrat (que voltou sucateado) e o Vera Cruz (pinheiro). esses 2 ferrys foram pro Maranhão a titulo de emprestimo a cerca de 10 ou 12 anos atraz e voltaram sucateado, pois a internacional maritima qd nasceu nem embarcações tinha.

    essa mulequeira só esta acontecendo porque o governo da bahia deve ter o rabo preso com o PMDB de Sarney. porque eu ja abri uma dezena de reclamação na ouvidoria geral do estado e o estado não responde, sou portador de insuficiencia renal cronica e preciso viajar 3 vezes por semana pra fazer hemodialise,e a internacional cortou a gratuidade que tíamos direito, e a prioridade no embarque o que é um absurdo.

    O serviço é horrivel, precisei de uma cadeira de rodas para embarcar pois estava impossibilitado de andar pedi ao pessoal do embarque e disseram que não tinham cadeira no momemto, fui carregado por outros usuários que me ajudavam a embarcar quando vi 3 cadeiras de rodas paradas no local conhecido como “tráfego” local onde fica o controle de embarque mandei pegar uma e a pessoa foi impedida por funcionarios que informaram que só eles podem disponibilizar as cadeiras, agiram de forma truculenta para só depois disponibilizar a dita cadeira de rodas para que eu pudesse embarcar.

    é assim que a população de itaparica ta sendo tratada, com essa falta de respeito, e vem uma idiota refirome a Srª regina dizer que essa porcaria desse governo ta bom, eu peço a ela que me consiga uma passagem para eu me mudar pra Bahia do comercial de Jackes Wagner ja que ela deve ser tão ligada a ele. ta mudando, ta mudando tamudando pra pior!!!!!!!

  17. Alan S.

    Estou me acabando todo, me pocando. Teve um maluco aí em cima que disse que o tal do BRUNO fez um trabalho muito bom na intervenção do ferry. Me mate logo, eu me acabo. O cara não sabe fazer por… nenhuma, é um afilhado de Otto Alencar, emprego gratuito de cabo eleitoral com o dinheiro público desses que esses políticos sem vergonha arrumam pra afilhados. É isso que tem mais aqui dentro dessa porcaria. Este Bruno pode ser gente boa, ser amigo de Oto, ser amigo dos caras da Internacion al Marítimas e da outra que vocês falam aí da LUMAR, é essa mesmo, eu não quero nem saber. O que me importa é se ele é competente e ele não é. é um desses aí cabide de emprego da turma de Dr. Oto e de Eduardo Pessoa. E tamos conversado por enquanto porque eu dei até minhas gargalhadas mas fiquei até irritado pra escrever essas coisa. Eu quero ir para o inferno do que ficar assistindo tanta corrupção nesse meu Brasiuil e nessa minha Bahia. Que vergonha e nojo em sinto. Só tem corrupto gente roubando.

  18. fatima madureira

    Essas pessoas todas discutindo aqui de quem é a culpa da desgraça do ferry boat não vai resolver o problema. A discussão passa pela gestão desqualificada do sistema.
    O fato é que nós, moradores ou não da Ilha de Itaparica e todas as outras cidades que são servidas, queremos o sistema funcionando perfeitamente.
    Bate boca e acusações não resolvem o problema.

  19. Henrique - Itaparica Urgente

    Discussão, bate-boca, também resolve o problema Dona Fátima. Se ninguém discutir, se ninguém levar os problemas do ferry para tudo que é canto, é que não vai se resolver nada. Tem que denunciar, sim. Agora, a manifestação da Ilha de Itaparica, sim, esta é muito mais importantes. Dia 9 é dia de protesto na Ilha de Itaparica. Na frente do ferry pra todo mundo ver.

  20. Gessé

    Enquanto o povo discute, outros se esbanjam na dinheirama. Vejam: a Internacional Marítima ficou responsável pela docagem, e, pelos “serviços” papou alguns milhões, bem que sabemos que o serviço não foi satisfatório. Mas o que fez a LUMAR para receber 3 parcelas de R$ 480.000,00?

    http://www.senhaaberta.ba.gov.br

    AGENCIA EST REG SERV PUB ENERG, TRANSP E COM
    324610 18140/1 27/12/2012 496.244,23 SERVICOS DE CONSULTORIA

    AGENCIA EST REG SERV PUB ENERG, TRANSP E COM
    324610 18389/1 27/12/2012 478.338,51 SERVICOS DE CONSULTORIA

    AGENCIA EST REG SERV PUB ENERG, TRANSP E COM
    324610 18389/2 28/12/2012 478.338,51 SERVICOS DE CONSULTORIA

  21. Gessé

    Enquanto o povo discute, outros se esbanjam na dinheirama. Vejam: a Internacional Marítima ficou responsável pela docagem, e, pelos “serviços” papou alguns milhões, bem que sabemos que o serviço não foi satisfatório. Mas o que fez a LUMAR para receber 3 parcelas de R$ 480.000,00?

    http://www.senhaaberta.ba.gov.br

    AGENCIA EST REG SERV PUB ENERG, TRANSP E COM
    324610 18140/1 27/12/2012 496.244,23 SERVICOS DE CONSULTORIA

    AGENCIA EST REG SERV PUB ENERG, TRANSP E COM

  22. Henrique - Itaparica Urgente

    Meus amigos, leia com atenção o comentário do Leitor Gessé…Eu entrei lá no site, e não é que tudo que ele fala sobre pagamento da LUMAR É VERDADE!!!

    Meu Deus onde nós estamos? Onde está o Ministério Público? Dona Lenise, por favor leia e entre no site. Você vai cair dura.

  23. Fedegoso

    Engraçado, sempre que alguém alerta sobre a necessidade AUDITORIA aparece um outro e tira o foco da questão levando o assunto para outro lado, com provocações pessoais. E todo mundo cai na pilha. Que mané de “Vital” que alertou Eduardo que nada! Que turma de manés!, isso sim. Esse povo tem medo é de auditoria, pois que eles sabem que aí sim vão aparecer os nomes que interessam.

  24. Cláudio Dias

    Concordo com Fedegoso. É caso de auditoriamesmo. Tem que investigar esse demando, Mais de R$ 1,2 milhão só de consultoria. Que por… é essa? e imagine o que não foi feito de R$ 40 milhões.

    Queremos auditoria o Ministério Público precisa se pronunciar.

  25. Rafael Pedreira

    Me desculpem os leitores, até tinha parado de frequentar esses fóruns sobre a agerba e o ferry já que descobri o porque dessa perseguição do jornal da mídia. Para aqueles que não sabem o dono do jornal da mídia era assessor de comunicação da SEINFRA e foi demitido por Otto Alencar. Da mesma forma que tive informações que a senhora Lenise é presidente de uma associação que não representa os empresários da Ilha, apenas uma meia dúzia de micro empresários de pequenas casas de material de construção como a dela. Vejo que boa parte das discussões aqui são movidas por algum interesse pessoal, o que faz com que informações falsas sejam divulgadas. Se não me falha a memoria a algum tempo atrás foi colocado aqui por uma leitora que a LUMAR havia ganho 12 milhões, agora podemos ver que esse valor não chegou a 1.5 milhão. Me desculpem aqueles que não são da área, mas esse valor para uma consultoria desse tipo e pelo prazo que foi está dentro do valor de mercado. Também não é verdade que tanto LUMAR como Internacional estão fazendo favor, claro que estão ganhando dinheiro com o negócio. Coloco tudo isso para mostrar que muitos leitores aqui estão apenas servindo de massa de manobra para esse pessoal. Acredito que todos devem cobrar melhoria em todos os serviços públicos mas sempre com base em informações verdadeiras.

  26. JORNAL DA MÍDIA - Resposta ao leitor Rafael

    Prezado leitor Rafael:

    Preste atenção, Sr. Rafael:

    1. O Sr. está completamente equivocado. O ”dono” do JORNAL DA MÍDIA que o Sr. acusou nunca trabalhou no cargo de Assessor de Comunicação na Seinfra (Secretaria de Infraestrutura) nessa gestão do secretário Otto Alencar. Isso é uma inverdade.

    2. O jornalista Antonio Sampaio, que o Sr. disse que foi demitido por Otto Alencar, querendo de uma forma até desesperada atrelar as críticas incontestáveis ao Sistema Ferryboat feitas pelo JORNAL DA MÍDIA ao fato da “demissão”, exerceu por 13 anos o cargo de Assessor de Comunicação da Agerba e não da Seinfra.

    3. O profissional em questão não foi demitido. Ele pediu demissão da Agerba e deixou o seu ato documentado e protocolado na Agerba.

    4. O que levou o jornalista Antonio Sampaio a pedir demissão da AGERBA foi justamente os atos irregulares praticados abertamente pela então Diretoria da Agerba, todos lesivos ao patrimônio público e para favorecer a antiga concessionária do ferry, no caso a TWB. Tudo isso está documentado e assinado, Sr. Rafael. Se o Sr. tem tanto acesso assim ao gabinete da Seinfra, como parece, peça uma cópia a Otto Alencar.

    5. O jornalista em questão, ou o “dono” do JORNAL DA MÍDIA, Sr. Rafael, saiu da Agerba em dezembro de 2010. Otto Alencar assumiu a Seinfra bem depois.

    6. Só para informar melhor e para o Sr. não falar mais essa bobagem, quem o secretário Otto Alencar mandou demitir foi o Assessor de Comunicação, jornalista Francisco Ribeiro Neto, que foi substituído no cargo por uma ex-recepcionista do Derba – nada aqui contra as recepcionistas. Ele, sim, foi humilhado e saiu da estrutura da Seinfra sem sequer ser avisado. Portanto, o Sr. deveria falar com Chico Ribeiro e procurar saber porque ele saiu. . Se alguém tem alguma mágoa por não ter sido profissionalmente respeitado é o Chico e não o Sampaio.

    Sr. Rafael, não temos absolutamente nada contra o secretário Otto Alencar. Aqui no JM já foram publicadas dezenas de matérias elogiosas ao vice-governador, reconhecendo-o como um excelente político, talvez o mais habilidoso da Bahia, e a capacidade do secretário como médico ortopedista.

    Nossa ressalva ao Dr. Otto Alencar é uma só: o excelente político e médico ortopedista não entende absolutamente nada de ferryboat, de transporte marítimo. A prova está aí, Sr. Rafael: trouxeram para o lugar da TWB uma empresa pior que a TWB. É o que estamos assistindo no dia a dia, apesar do gasto espetacular que o governo está tendo para tentar uma solução, com investimento superior a R$ 40 milhões. Nunca se gastou tanto com reformas de navios que quebram constantemente e já estão parados de novo. A LUMAR e a Internacional Marítima, que fizeram a reforma e faturaram alto, é que devem uma explicação à população.

    Quanto às críticas, também sem sentido, que o Sr. fez a empresária Lenise Ferreira, são pobres em fundamento, mas ela deve ter argumentos suficientes para deixar alguma resposta, se achar necessário.

    Sr. Rafael, estamos abertos a qualquer observação ou contestação ao nosso trabalho. Mas da próxima vez, o Sr, a Internacional Marítima, a Lumar, a Seinfra devem trazer para a discussão argumentos consistentes. Utilizem o direito de resposta. Por que não? Se vocês não contestam é porque não se consideram capazes. Mas siga lendo o JM, viu Sr. Rafael? E quando quiser fazer comentários não se esqueça de usar informações verdadeiras.

  27. Rafael Pedreira

    Prezado JM,

    Aceite minhas desculpas pelo equívoco quanto a falar que seu dono trabalhou na SEINFRA, mas a meu ver isso nao muda nada, so piora o fato dele ter sido da AGERBA.
    Se nao me engano a TWB começou a operar o ferry em 2006, ou seja durante quatro anos ele trabalhou com a TWB, so depois desse tempo todo que ele descobriu que a empresa nao atuava de forma correta? Senhores so coloquei esse fato aqui para mostrar que o JM nao tem a imparcialidade necessária para tratar do caso, como alias muitos aqui nao tem. Claramente podemos ver que existem pessoas que atacam e defendem seja LUMAR, Internacional e o proprio governo do estado por terem interesses no caso ou por estarem perdendo alguma coisa com essa mudança.
    Como disse anteriormente atuo a 10 anos na área, nao trabalho nem tenho contrato com nenhuma das empresas, mas tive oportunidade de estar em Aratu quando da docagem das embarcações e como engenheiro posso dizer que o trabalho que foi feito foi o melhor possível levando em consideração o estado das mesmas e o orçamento disponível. Infelizmente a situação das embarcações era lastimável, inclusive com erros de projeto, como era o caso do Ivete Sangalo.
    Para aqueles que acham que um sistema ferryboat pode operar apenas com dinheiro da iniciativa privada desafio a qualquer um a me mostrar um sistema desse, não so no Brasil como mundo, sem algum tipo de incentivo governamental. Simplesmente isso nao acontece pelo fato de que transporte, seja de carga ou de passageiros, por via marítima envolve custos elevados muitas vezes em doláres. É quase impossível se ter viabilidade econômica em um sistema ferryboat, para isso acontecer a tarifa teria que ser 5 ou 10 vezes maior que é agora. Por isso a necessidade de subsídios.

    Grato pela atenção

    PS. Não estou visualizando meu comentário inicial, apenas a resposta do JM.

    1. JORNAL DA MÍDIA - Resposta ao Sr. Rafael

      Sr. Rafael,

      O senhor mentiu e se equivocou ao afirmar que o profissional do JORNAL DA MÍDIA tinha sido demitido pelo secretário Otto Alencar, atribuindo esse fato as críticas do JM ao sistema ferryboat.

      E agora diz que isso “não muda nada” porque o jornalista em questão era da Agerba e que a TWB já estava na Bahia desde 2006.

      O Sr, não tem nenhuma obrigação de saber, mas deveria se informar melhor. Desde 2008 que o JM começou a publicar matérias seguidas sobre os péssimos serviços da TWB e alertando o governo para o processo de sucateamento da frota. Se o Sr. tiver dúvidas, faça uma busca no Google que o Sr. irá comprovar.

      O erro do projeto do ferry Ivete Sangalo, que o Sr. agora se refere, foi denunciado pelo JORNAL DA MÍDIA desde a incorporação desse navio à frota, em setembro de 2008. Não é nenhuma novidade. O governo sabia disso. O superfaturamento do navio, com valor astronômico de R$ 35 milhões, também foi denunciado pelo JORNAL DA MÍDIA. Nenhum veículo de comunicação divulgou isso na época. Só depois que o Ministério Público detonou a situação é que a imprensa foi atrás.

      Diz o Sr. que o sistema ferryboat tem que ter aporte do governo para sobreviver. Pois bem: o diretor-executivo da Agerba, Eduardo Pessoa, garantiu em entrevista gravada ao JORNAL DA MÍDIA, com base no levantamento que a Agerba fez antes e durante a intervenção, que o sistema é autosustentável. Parece até que o Sr. quer que a concessionária do serviço, seja ela quem for, siga mamando nas tetas do governo, ou melhor, sendo subsidiada com o dinheiro do cidadão? É isso? E para que o governo conceder o serviço, então?

      O Sr. não quer dizer, nós respeitamos, mas não precisa defender a Lumar e a Internacional Marítima dessa forma. Se o Sr. tiver argumentos mais contundentes, pode enviar que a gente abre espaço para divulgá-los. Esta é a nossa obrigação.

      PS.: Sr Rafael, PS: o Sr. disse não ter visualizado o seu comentário? Está acima da resposta do JORNAL DA MÍDIA.

      Será que o Sr. não precisa consultar um ortopedista?

  28. J. de Jesus

    Vcs tão dando conversa a esse Rafael …Poxa, esse cara é o afilhado do Conde da Lumar. É um bobão que só sabe carregar a pasta do patrão. Vai se arrombar camarada.

  29. Sandro Cerqueira

    O ferry não é da Internacional, não é da Lumar, não é não seus idiotas. O ferry é do povo que paga pra uma turminha acostumada meter a mão direitinho se locupetrar.

  30. Regina Celia Viana

    Espaço reservado ao comentário da leitora Regina Celia Viana

    Prezada leitora: o e-mail que a Senhora postou como sendo seu em sua mensagem foi devolvido, não é valido. Ficamos impossibilitados de respondê-lo.

    Diante das graves acusações feitas por você contra pessoas, solicitamos por favor enviar seu comentário assinado, com RG e firma reconhecida, que teremos o maior prazer em publicá-lo.

    Atenciosamente,
    EQUIPE JORNAL DA MÍDIA

  31. Fedegoso

    E começamos a engolir as pilhas, de novo. É só chamar a mãe de um de sapo boi que nos desviamos do foco principal: AUDITORIA NAS CONTAS. E o danado alega como impossível a sustentação do emprendimento com recursos privados justificando a mistura de dinheiro público com privado, ou seja, argumenta a possibilidade de gato na tuba uma vez que falta amparo legal para tal engenhosidade.

    Ah!! Todo acusador ou defensor quando ataca a moral das pessoas pode indicar que não tem argumentos diante dos fatos. E o que importa não é a idoneidade da testemunha, mas os fatos.

    Que é praxe de políticos desonestos exotorquirem empresários, é verdade. Que muitos empresários afanam o tesouro público em conluio com políticos e administradores larápios, também é verdade. A regra é outra, não é essa. Sem auditoria nada é certo, tudo pode ser precipitado. E levar a erro. AUDITORIA JÁ!

  32. Rafael Pedreira

    Espaço Reservado ao comentário do Leitor Rafel Pedreira:

    Sr. Rafael,

    O Sr. tem todo o direito de defender a Internacional Marítima, a Lumar, a Seinfra e a Agerba, mas seus comentários não poderão mais ser publicados. Eles são repetitivos, cansativos, e não é este o objetivo do debate.

    Sugerimos que o Sr. escreva um artigo, divulgue suas ideias, seus pensamentos. Defenda quem o Sr. entende que precisa. Teremos o maior prazer em publicar suas opiniões em outro espaço até com mais destaque.

    Agora, ficar repetindo histórias em defesa dos seus interesses pessoais, não é justo. Os leitores não têm nada a ver com isso. Lembrando bem Sr. Rafael, ninguém na Bahia sabia quem era a Lumar. E muito menos quem era a Internacional Marítima. O Sr. não percebeu isso? O Sr. precisa realmente ser reconhecido por seus superiores. Está merecendo uma grande promoção.

  33. Henrique Vera Cruz Bahia

    É lamentável assistirmos e ter que ler essas opiniões. O Brasil todo explodindo, com corrupção em todos os lados, e ver um idiota desse defendendo uma merreca do ferryboat, cujo povo sofre diariamente por um servicinho da África da pior espécie. E o pior é que o dono da Internacional Marítima é subordinado de José Sarney. E o pior é que o governador Jaques Wagner aceitou isso. Essa cambada de espertos no terreiro da BAHIA. mAS wAGNER É O NOSSO CARIOCA. pARABÉNS MISERÁVEIS DE PLANTÃO.

  34. Zé Fernandes

    Deu hoje na imprensa da Bahia : “Ação do MP leva Ambev a devolver mais de R$ 8 milhões ao Estado”.

    Em breve será a Agerba, a Internacional Marítima e essa Lumar.

    Como é que uma empresa fatura mais de Um Milhão e Meio só pra cpnsultar?

    Como é que essa empresa do Maranhão diz que o sistema ferry bota é deficitário e não quer largar o osso?, quer continuar tendo prejuízo?

    A mesma história da TWB?

    Tem gente enriquecendo, andando e circulando de BMW, morando vizinho a Ivete Sangalo e com AP exclusivo na Marina, beirando o mar da baía de todos os santos, patrocinando farras e mais farras com jornalistas, políticos, dirigentes de órgãos do Estado.

    Vcs não tem vergonha na cara e ainda zombam do povo. Corruptos, vc são larápios. Sem vergonha, descarados.

  35. Zé Fernandes

    Cuidado aí seus fornecedores e empresas de plantão, É Bom ler com atenção. Os tempos mudaram e nem mais o milagroso padroeiro Zé Sarney pode segurar a onda. Leia abaixo:

    EMPRESAS CORRUPTAS TENHAM CUIDADO – ”O Senado aprovou nesta quarta-feira (4), por meio de votação simbólica, projeto que prevê o pagamento de multa para empresas que praticam crimes de corrupção contra a administração pública nacional ou estrangeira. O projeto é de autoria do governo federal e, como já foi aprovado na Câmara dos Deputados, segue agora para sanção presidencial.

    Dependendo da gravidade do delito, a multa poderá varia entre 0,1% a 20% do faturamento bruto anual da empresa. Caso a aplicação da multa de 0,1% a 20% do faturamento não seja possível, a pessoa jurídica pode ser penalizada com uma multa que varia entre R$ 6 mil e R$ 60 milhões.

    Pelo texto, ficam enquadrados na lei crimes como oferecer vantagem indevida à administração pública, financiar a prática de ato ilícito, fraudar contrato de licitação ou impedir a realização de processo licitatório e criar, de modo fraudulento, pessoa jurídica para participar de licitação ou celebrar contrato administrativo.

Comentários estão suspensos