Na Câmara dos Deputados, aposentados têm vida de marajás

CLÁUDIO HUMBERTO

Na contramão do tratamento cruel do Estado brasileiro a aposentados e pensionistas, a Câmara dos Deputados revela preocupação com seu quadro de inativos. Em 2009, fez duas consultas ao Tribunal de Contas da União para saber como garantir o pagamento dos salários que ultrapassam o teto constitucional. Hoje, no total, 119 aposentados recebem mais que o teto de R$ 28.059,29 permitidos pela Constituição.

Governo omisso – O governo deve, desde 2004, a regulamentação do sistema integrado sobre as pensões, proventos e remunerações pagos pela União.

Excedente ilegal – Custa R$ 4,5 milhões por ano só o que é pago a aposentados além do teto, que é o salário de ministro do Supremo Tribunal Federal. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas