Exaustos, italianos valorizam ainda mais a conquista do terceiro lugar

Italianos e uruguaios fizeram um jogo muito disputado hoje na Arena Fonte Nova (Foto: Glauber Queiroz/Portal da Copa)
Italianos e uruguaios fizeram um jogo muito disputado hoje na Arena Fonte Nova (Foto: Glauber Queiroz/Portal da Copa)

Salvador – Após duas partidas seguidas decididas nos pênaltis, os italianos não esconderam o orgulho e o alívio por terem conseguido o terceiro lugar na Copa das Confederações. “É um grande orgulho para todos, porque hoje realmente era uma parada difícil. Seria mais difícil se não tivéssemos tido um caráter como esse. Durante a partida, nós sofremos muito, mas conseguimos chegar ao final. É um milagre estarmos aqui. O fato é que conseguimos não perder”, disse o goleiro Gianluigi Buffon.

Mesmo tendo tomado dois gols durante o tempo normal da disputa contra o Uruguai, neste domingo (30.06), na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), Exaele se tornou o herói da partida ao defender três cobranças de pênalti e garantir a vitória da Itália. “Dessa vez eu consegui dar o melhor de mim. Perder seria um desprazer muito grande. Porque jogar dois dias depois de uma partida com pênaltis e tudo era muito difícil, mas tivemos a atitude correta, o espírito correto e honramos da melhor maneira possível”, comemorou.

O treinador italiano, Cesare Prandelli, fez questão de valorizar a entrega de todos os seus jogadores. “Nós honramos essa competição. Tivemos um primeiro tempo maravilhoso, depois perdemos brilho e confiança na bola. Eles cresceram, estávamos sofrendo na partida, mas pênalti é sempre uma loteria. Existe um grande orgulho por nosso goleiro e todo nosso time. Gostaria de agradecer a todos os rapazes, pois não é simples dar o máximo de si quando você está esvaziado, praticamente”, disse o técnico na saída de campo.

Uruguaios

Mesmo com a derrota, o atacante uruguaio Edinson Cavani teve dois motivos para comemorar: ele marcou dois gols na partida e, na sua opinião, o Uruguai mostrou mais uma vez que reencontrou o futebol de campeão da Copa América. “Estou contente por ter feito gol. A coisa mais bonita é que o Uruguai teve uma linda imagem desse torneio e está saindo de cabeça erguida. Eles tiveram maior mérito, isso faz a diferença num momento como esse, mas apesar de tudo entramos com honra em campo, lutamos contra a Itália e acho que o Uruguai tem muitos valores para ir adiante com essa seleção. O positivo é que estamos nos encontrando novamente, um país como na Copa América”, disse.

O zagueiro Diego Lugano fez coro às declarações de Cavani. “Essa é a imagem que ficou: um torneio espetacular, com as melhores seleções do mundo. Hoje faltou pouco para que nós chegássemos a uma posição de destaque, mas é o que acontece. Esse é o Uruguai verdadeiro: o mesmo time que há muitos anos tem definido as copas”, resumiu.

Notícias Relacionadas