Google é condenado a pagar R$ 30 mil a Aguinaldo Silva por danos morais

Aguinaldo Silva
Aguinaldo Silva
O Google foi condenado a pagar 30.000 reais por danos morais ao dramaturgo Aguinaldo Silva. O dramaturgo havia processado a empresa, exigindo que ela retirasse os vídeos do programa Pânico na Band, nos quais ele é alvo de paródia e retratado como “Aguinaldo Senta”.

Segundo o advogado de Silva, Sylvio Guerra, a sentença foi dada pela juíza Patricia Whately Torres, da 38ª Vara Cível do Rio. Além de pagar a indenização, a empresa terá de acatar o pedido de remoção de todos os vídeos do YouTube. O Google ainda pode recorrer da decisão, porém, de acordo com o advogado, “é improvável, já que a sentença está muito bem fundamentada”.

Em março deste ano, Aguinaldo Silva também venceu o processo que movia contra o Pânico na Band, que terá de pagar multa de 50.000 reais a cada cena que levar ao ar com a imitação ou o uso da imagem do novelista. A emissora também teve de retirar da internet os vídeos que fizessem referência ao autor de novelas.

Reincidente – No ano passado, Walcyr Carrasco, autor de Amor à Vida, atual novela das nove da Globo, também proibiu o Pânico de parodiá-lo. Ele processou o programa por causa do personagem Walcyr Churrasco, interpretado por Evandro Santo, e também impediu a Band de exibir qualquer imagem sua. (Veja)

Notícias Relacionadas