Líder do MTST prometeu ‘auxílio’ em dinheiro para manifestantes em Brasília

O coordenador do MTST confirmou o envio das mensagens que provam pagamento aos manifestantes
O coordenador do MTST confirmou o envio das mensagens que provam pagamento aos manifestantes
CLÁUDIO HUMBERTO

Dirigente nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Edson Francisco da Silva foi identificado durante as manifestações do último sábado (15), em Brasília, que resultou na prisão de 29 pessoas.

Uma mensagem de Edson armazenada em um celular apreendido no protesto convoca os manifestantes a participar de “ato” em frente ao Colégio de Ensino Fundamental 27, em Ceilândia – cidade satélite de Brasília – no dia 14, onde será discutido “o dia” que os participantes receberiam o “auxílio”.

O dirigente do MTST ainda ameaça: “Quem não for no ato não vai pegar o dinheiro (sic)”. A mensagem dizia: “Companheiros (as) Sexta-feira é dia de fazer-mos (sic) Ato Esperamos Todos Vcs Em Frente O Colégio Cef 27 As 8:00 horas da manha 14/06/13 E TAMBEM VAMOS FALAR O DIA QUE VCS Vao RECEBER O AUXILIO, Quem nao for no ATO nao vai pegar o DINHEIRO. MTST A LUTA E PRA VALER! EDSON MTST (sic)”.

Procurado, Edson da Silva confirmou ter enviado a mensagem aos manifestantes, mas negou que o pagamento teve a ver com o protesto do dia 15. Ele explicou que os integrantes do MTST fazem reuniões mensais e essa manifestação seria para distribuição do “auxílio-aluguel” concedido pelo próprio governo do Distrito Federal. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas