970×90

Justiça determina retorno dos médicos ao trabalho

Salvador – Decisão do desembargador Gesivaldo Nascimento Britto, publicada nesta quinta-feira (07), determina o imediato retorno às atividades dos médicos da rede municipal de saúde, que decidiram entrar em greve na última terça-feira. O município ingressou com o pedido na Justiça visando proteger a população de possíveis riscos provocados pela falta de médicos nas unidades de saúde.
Segundo a prefeitura, a greve foi comunicada às vésperas de um feriado prolongado, sem nenhum contato prévio de negociação junto ao município para que fossem adotadas soluções que viabilizassem as condições de trabalho dos profissionais. Apesar da paralisação ter interferido de forma pontual em algumas unidades de saúde que integram a rede de atenção básica, a ausência dos médicos plantonistas prejudicou os atendimentos nas unidades de urgência e emergência, principalmente as localizadas nos Distritos Sanitários de Itapuã e Periperi.
O secretário municipal da Saúde, José Antônio Rodrigues Alves, faz um apelo para que os médicos voltem aos postos de trabalho e retomem o diálogo para que se chegue a um processo de entendimento franco, responsável e sustentável. A seguir, a decisão do desembargador Gesivaldo Britto.

Notícias Relacionadas