Capa » Blogs » Blog do JM » Estupro dentro de ônibus no Rio de Janeiro pode ter sido gravado

Estupro dentro de ônibus no Rio de Janeiro pode ter sido gravado

Dois dias após uma estudante ser estuprada em um ônibus da linha 389 na avenida Brasil, na zona norte do Rio, a polícia analisa pistas para chegar ao paradeiro do suspeito. A gravação feita pelo circuito interno do coletivo já foi entregue aos investigadores.

O motorista e os passageiros que foram assaltados e presenciaram os abusos à jovem descreveram o suspeito como um homem de cerca de 24 anos, pardo e com cabelo preto de corte asa delta. As testemunhas disseram que ele estava armado e aparentava estar sob efeito de entorpecentes.

A vítima do estupro passou por exame de corpo de delito na Maternidade Municipal Fernando Magalhães, em São Cristóvão. Ela mora no Mato Grosso do Sul e está no Rio de Janeiro na casa de uma amiga que reside em Bangu.

Em depoimento na Delegacia de São Cristóvão (17ª DP), os passageiros contaram ainda que a primeira ação praticada pelo bandido ao entrar no veículo foi anunciar o assalto. Em seguida, ele obrigou as cerca de nove pessoas que havia no ônibus a permanecer na parte da frente, enquanto levou a estudante para os fundos e a estuprou. A moça também foi ferida por coronhadas na cabeça.

Por ordem do bandido, o motorista não parou o coletivo e seguiu viagem para o centro, em um trajeto de cerca de 40 km. O suspeito desembarcou perto do Into (Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia), na zona portuária da cidade.(Portal R7)