Ferryboat vai de mal a pior com a Internacional Marítima e a omissão da Agerba

O governador Jaques Wagner e o vice Otto Alencar na reincoporação do ferryboat “Pinheiro, dia 29 de janeiro: o navio “totalmente reformado” por mais de R$ 4 milhões quebra constantemente. Há denúncias de que os motores não foram trocados, como o governo disse, mas sim reformados. Enquanto isso, os usuários enfrentam os mesmos problemas com a Internacional Marítima, como queima de horários, atrasos e péssimo atendimento. E a Agerba, que deveria fiscalizar, se omite.
REDAÇÃO DO
JORNAL DA MÍDIA

Salvador – Se permanecer o quadro atual de um serviço de baixíssima qualidade, péssimo atendimento à população e com navios quebrando a toda hora, o governador Jaques Wagner vai ter de novo muita dor de cabeça com o Sistema Ferryboat. A Internacional Marítima, que aportou na Bahia através de uma “sondagem no mercado” feita pela Secretaria de Infraestrutura e Agerba, completou há uma semana 30 dias operando o sistema e as reclamações dos usuários são as mesmas – e em alguns casos piores – da época da TWB, que teve o contrato de concessão rompido pelo Governo do Estado.

As contantes declarações do secretário de Infraestrutura, Otto Alencar, de que ele encontrou o sistema com somente um navio operando e que “hoje são seis” não são verdadeiras. Apesar do esforço e dos mais de R$ 25 milhões investidos pelo governo na reforma das embarcações, o ferryboat se arrasta com apenas dois ou três navios em tráfego. E o que é pior: os três que o secretário disse que foram “inteiramente reformados” – Pinheiro, Agenor Gordilho e Rio Paraguaçu – estão trafegando em condições críticas. O Agenor Gordilho faz uma viagem e fica parado durante horas para “consertar alguma coisa”. Os outros dois seguem no mesmo ritmo.

Nesta segunda-feira, foram queimados pela Internacional Marítima os horários das 6h e 8h. O de 9h saiu às 9h20. Ocorreram buzinaços de protesto nos terminais de São Joaquim e Bom Despachio. As queixas dos usuários procedem, sim. Como se queimar horários se a própria Internacional Marítima garante diariamente que tem três ou quatro embarcações em tráfego? Com este número de embarcações, daria para ser cumprido normalmente horários a cada uma hora.

Mas, na prática, não é o que acontece. E a Agerba, a agência que fiscaliza a Internacional, está totalmente omissa nesse processo. Na época da TWB, agia diferente: fazia estardalhaço e dizia que estava multando. Agora nem isso faz mais. Seus encarregados nos terminais não podem mais multar e atuam apenas para preparar “relatórios” diários e encaminhar para a diretoria da agência. Relatórios que não servem para absolutamente nada. Como acontecia nos primeiros anos da TWB, a Agerba virou uma parceira da Internacional. Nem de longe cumpre o seu papel de órgão regulador e fiscalizador.

As queixas contra a Internacional Marítima procedem de várias áreas. Não é aceitável mais a Internacional ficar “justificando” que passa por um período de transição. Que transição é essa que já dura 40 dias? Bem mais que 40 dias, diga-se, pois a Internacional Marítima já estava atuando extraoficialmente no sistema ferryboat desde a intervenção na TWB, em setembro de 2012. E foi a empresa do Maranhão que “reformou” todos os ferries, segundo o próprio vice-governador Otto Alencar garantiu. E é a mesma Internacional que está “assessorando” o governo na compra de duas ou três novas embarcações para o sistema. Pelo menos foi o que declarou o governador Wagner.

Quebra-quebra – Somente com a reforma do ferry Agenor Gordilho o Estado gastou a bagatela de R$ 4,7 milhões, segundo garantiu Otto Alencar. Com menos de 10 dias em tráfego, o navio quebrou. Funcuionários da Internacional têm feito várias denúncias ao JORNAL DA MÍDIA apontando que os navios declarados pelo governo como “reformados” passaram somente por serviços “quebra-galho”. Em várias postagens no JM, eles já denunciavam que os ferries iriam sair da Base Naval de Aratu e quebrar de novo. E é isto o que realmente está acontecendo.

“O ferry “Pinheiro” deveria ter seu nome trocado para “Dinheiro”. Muito mais apropriado. O governo gastou uma fortuna e a Agerba garantiu na época que foram trocados todos os motores e sistema de propulsão. E como é que esse navio quebra tanto com motores novos?”, pergunta o leitor Henrique Oliveira, em e-mail ao JM..

Dentro do “princípio democrático” do governo Wagner, a Agerba deveria ser mais transparente e divulgar oficial e detalhadamente, um relatório completo sobre o que foi feito e o que se gastou em cada embarcação. Se possível, apresentando nota fiscal da compra de motores, eixos, hélices, gastos com docagem na Base Naval de Aratu, entre outras despesas. E o Ministério Público também deveria cobrar esse procedimento ao secretário Otto Alencar.

Tecnicamente, não tem como se justificar o quebrar constante de embarcações “totalmente reformadas”. A Interrnacional Marítima e o governo podem fazer isso com outros veículos de comunicação, principalmente aqueles reconhecidamente chapa banca. Se a mídia não investiga nada, publica tudo que recebe, por falta de conhecimento ou por motivos outros, problema dela. Não é o caso do JORNAL DA MÍDIA, que conhece um pouquinho dessa história toda e que vai continuar atento e de olho nesses fatos estranhos e nas irregularidades que continuam sendo praticadas no sistema ferryboat, em prejuízo de milhares de usuários.

Mais irregularidades – As irregularidades praticadas agora no sistema ferryboat são as mesmas da época da TWB e a Capitania dos Portos já instaurou até inquérito contra a empresa do Maranhão. No dia 9 de abril, a Internacional Marítima encalhou o navio “Pinheiro” em um banco de areia na Baía de Aratu, uma prática condenável que hoje é aceita pela Agerba. Mas vai responder por isso no inquérito instaurado pela Capitania dos Portos. Muitos funcionários concessionária não concordam com o encalhe de navios e alertaram a empresa para o risco.

Contra a Internacional Marítima pesam também inúmeras queixas de funcionários atuais e os demitidos. Além das condições de trabalho que não melhoraram, alguns deles foram contratados com salários mais baixos e a prática do desvio de função é aberta. “O pessoal da praça de máquina do ferry Maria Bethânia está sendo submetido a risco constante devido à alta temperatura do ambiente causada por problemas de supeaquecimento dos motores. Já levamos o caso à Capitania dos Portos, já que a diretoria Sindicato dos Arraes é aliada da empresa”, diz um marítimo.

Notícias Relacionadas

24 Comentários

  1. Cláudio Dias

    Espero não ser mais uma vez intrpretado maldosamente por alguns. Verdade que a reforma dos navios foi mal feita, principalmente no Pinheiro, ou no “Dinheiro” como disse um leitor na reportagem. Mas não foi a LUMAR como insistem alguns mal informados. A LUMaR praticamente se afastou de tudo quando sentiu que a reforma era a Internacional Marítima que fazia diretamente com entendimento com a Agerba.

    E outra coisa , o pessoal da LUMAR nunca apoiou se ENCALHAR ferry nenhum no banco de areia ou no Manguezal. A Capitania dos Portos sabe que a IRRESPONSABILIDADE foi toda cometida pela Internacional, que comunicou o fato a AGERBA e a AGERBA fala-se aqui nos terminais APROVOU a coisa errada.

    Portanto, analisem o fato tirando a LUMAR dessa jogada é tudo feuito pela Internacional Marítima com consentimento da Agerba. Quantos aos horários, eles não existem mais, porque a INTERNACIONAL não se importa com isso.

  2. Manoel Santos

    Falta de respeito total com os passageiros. Um verdadeiro mangue domingo passado fiquei 6 horas na fila uma desorganização e ninguém aparece pra resolver. Se pique governador Wagner….

  3. CAUÊ

    Rapaz ô me acabo com esta foto do Dr. Eduardo…ÔmôDeus…Tadinho tá muito preocupado mesmo…Mas ele tá chamando os caras do Maranhão pra dá esporro, mas depois os caras do Maranhão vão se entender mesmo é cum Dr. Otto Alencar. No negócio dos cupons fiscal com nome da TWB Dr. Eduardo virou na zorra com o cara da Internacional. Vcs querem me f… é? ÔmôDeus ele num sabe a metade da missa do que os caras tão aprontando no ferry boat. Oi minha carinha de papai oói…ói…ÔmôDeus …Ô Santa Rita de Cássia….

  4. Junior

    Dilma esta preocupada com os desempenhos dos governadores do PT nos estados, e ela tem que ficar mesmo com um governador pífio que a Bahia tem, mostrando que essa terra não tem comando e nem governo, foi trazer uma empresa de fora para administrar o sistema ferry boat isso ai é um atestado de incompetência, é Srº governador isso é seu calo o senhor não deu ouvidos ao povo não trouxe gente realmente qualificada para resolver essa situação de crise, agora vai voltar novamente aquela velha dor de cabeça, o senhor ta pensando que isso não vai abalar seu eleitorado, e o candidato do PT que fará sua sucessão já ganhou! Aqui em Salvador o sofreu com a derrota, mais a sua resposta pela sua incompetência vai chegar em 2014, aguarde.

  5. Silvia Caldas

    Quem é este tal de Cláudio Dias? Qual é cara, tu tá defendendo quem? o que? o teu quinhão? tu também vai morar na Vitória? Quem consertou o PINHEIRO FOI A LUMAR sim senhor. Aposto que este tal de Cláudio esta querendo que a internacional se dane e talvez pense ele que a LUMAR possa assumir a concessão………quem sabe né cara.

    Na Bahia de Todos Nós (só de Wagner) pode tudo. Não é atoa que tem funcionário da AGERBA advogando em empresa de ônibus que tem concessão com a própria agência de regulação e fiscalização do estado de Todos Nós (antes Bahia).

    Quem quer fazer uma fezinha e botar dinheiro na aposta…………..a Lumar assume o lugar deixado pela Internacional…………..só rindo……….só rindo …………tem gente que botaria o coração pela boca. ……..é isso aí Cláudio, defende o que é teu.

  6. Valeria Pestana

    Esse tal Cláudio Dias deve ser o próprio sucateiro Conde, que em verdade é muito ligado a Otto Alencar.

    Veja a que nível se chega para angariar fundos de campanha. Se juntar a um sucateiro e ainda mandar ele escrever a baboseira acima.

    Otto pode até querer afastar a Internacional, mas precisa ser macho e assuma seu papel. Não fique agindo assim pois a Bahia toda sabe que a Lumar é uma empresa de fachada, sem capacidade técnica, que fez todas as reformas dos ferries e faturou fortunas sem prestar contas.

    Quem não lembra dele com o capacete da Lumar? Apareceu até em entrevistas com o capacete.

  7. Grisalho

    Sr(a)s Bom dia..
    o diretor da Agerba advoga para as empresas de ônibus, veja se elas são multadas por quebra,atrasos ou outras irregularidades, no ferry, as coisas não serão diferentes, quanto as reformas foi uma aliança entre Agerba, Lumar e Internacional (trio de ferro) quanto ao usuário do sistema, só resta esperar que essa administração saia da Agerba, entrem pessoas competentes e que ai sim, possamos ter uma eficiência na administração dos ônibus e ferry. Todos os navios maquiados nas reformas, continuam com os mesmo problemas da época da finada TWB e irão continuar do mesmo modo, pois é como a seca no Nordeste, não acabam porque senão acaba o repasse de verbas.

    Salve Ferry…….

  8. José Honorato Cerqueira

    Foi uma verdadeira miséria ontem no ferry de Terminal de São Joaquim. O pau quebrou feio e teve segurança que levou porrada do povão no meio da confusão. A que nível chega a coisa, por falta de organização a esculhambação foi total. E agora Dr. Wagner, tome cuidado Wagner vai acontecer uma miséria uma hora dessa. O pessoal da AGERBA é todo incopetente de Secretário Otto Alencar também todo mundo só querendo fazer político e outros interessados em outras coisas. Tome cuidado Wagner. Isso não vai acabar bem essas duas empresas que tão nos navios não servem pra noda são porcarias.

  9. Fernanda

    A que ponto chegou OTTO ALENCAR.

    Um homem com uma história política invejável. Com todas as condições para ser o sucessor do incompetente do Wagner e se alia a um cara chamado Conde.

    Será que OTTO perdeu o juízo?

    Mas existe o ditado: Diga-me com quem andas e te direi quem és. Quando OTTO se aliou ao PT, mostrou que tinha um lado podre que ninguém conhecia.

    Agora, em sua nova associação ficou tudo bem nítido.

  10. Vagner Silva

    O pior de tudo é que as sucatas que vemos ai trafegando e caindo aos pedaços hoje são mais rápidas que o Ana Nery e o Ivete Sangalo. Neste fim de semana fiz 4 travessias 2 no Maria Bethania (55 minutos cada), uma no Rio Paraguassu (1h) e uma no Ana Nery (1h25min). É um verdadeiro absurdo um ferry com pouquissimo tempo de uso trafegar como uma lesma!

    Vergonha!

  11. Mário Santos Leite

    O problema do ferry é de competência. Junta governo e esses operadores de plantão, muito esperto, para faturar em cima do povo. É um ciclo vicioso quebram tudo depois consertam tudo e todos ganham. depois vem outra empresa, quebram tudo, consertam tudo, e alguns ganham. Tome juízo governador um dia vão descobrir essa tramamoia toda.

  12. Fedegoso

    Cara Fernanda, o que importa é SER GOVERNO, seja ele qual for. Assim pensam lá eles.
    Senhor Mário Santos leite, lá eles sabem como tirar leite de pedra. Tem coisa melhor que se dizer cuidador de pobre, de miseráveis quando a verdade é o inverso? Não será que a terceirização, a privataria favorece pela dispensa de cotação de preços para despistar a repartição do bolo que engorda?

    Senhor Honorato, o alerta que dá é preocupante. Tem um ditado que diz: “Se o boi soubesse a força que tem, não puxaria carroça”. Tenho muito medo de que você tenha razão.

    E o que o senhor “Grisalho” diz é tão ou mais preocupante do que disse o senhor Honorato. Mistura de público com privado cheira a enxofre.

    Quanto ao senhor Cláudio, sugiro que despiste mais um pouco quando o mais bobo daqui conserta relógio debaixo d`água.

    Resumo. “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”.

  13. Cleber R. Costa

    Tudo isso que é dito todo mundo na Agerba sabe de có e salteado, mas desistam porque o sistema é bruto corre muita coisa que nem o satanás é capaz de descobrir. E para o menos avisados é nom lembrar que 2014 é ano de eleição, chamando mais uma vez a atenção a TWB chegou na Bahia em 2005, um ano antes da eleição e não era segredo pra ninguem que o padrinho era Eraldo Tinoco sacaram agoara? Em 2006, no ano da eleição, com muito dinheiro entrando solto, sem pagar um centavo ao Estado e recebendo tudo do governo, ganhou um contrato fabuloso não foi não? Patrocinou alguém, alguma campanha política Não, tudo indica que sim, algumas. A Internacional Marítima chega em 2013, 2014 vai ter eleição. Daqui a poucos meses vai ganhar o contrato definitivo para o sistema ferry. Anotem isso que estou dizendo e me cobrem depois. O contrato é só queatão de “ajustes” viu Sr. Fedegoso. O governo é PT, não quero nem saber eu votei duas vezes no PT, não quero nem saber. Não importa se tem PSD no meio. Vale é o cabeça branca Wagner, governo do PT Sr. Fedegoso.

  14. AGERBIANO MATUTO

    FICAM VOSSAS EXCELÊNCIAS FALANDO SÓ DO FAMIGERADO FERRY BOAT E ESQUECE-VOS DE VERIFICAR AS COISAS ERRADAS E ESCANDALOSOSAS QUE OCORREM NO TRANSPORTE INTERMUNICIPAL. EU POSSO VOS GARANTIR, UMA DESCALABRO O QUE OCORRE. ELES NÃO SEGUIRAM SENHORES A DOUTRINA DOS VERDADEIROS FUNCIONÁRIOS EFETIVOS E CONCURSADOS DA AGERBA. NÃO SE ESPELHARAM NA HONESTIDADE QUE PREDOMINA NA MAIORIA DOS POLOS DO INTERIOR COM TODOS OS COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS CUMPRINDO O SEU VERDADEIRO PAPEL DE AGENTES DO ESTADO. PREFEREM COISAS ERRADAS. ME PERDOEM SE ESTOU SENDO INTRUSO MAS TENHO PROFUNDO DIREITO DE FALAR.

  15. Fernando

    Gente,

    A verdade é que os brasileiros cairam no engodo dos discursos desses comunistas/socialistas que não dispensam dinheiro.

    Nunca neste país se teve tantos ministérios…Tem ministério pra tudo…só falta o ministério do combate a corrupção…

    Ah..esse aí LULA não vai deixar fazer!!

    Colocaram os pelegos sindicalistas em cargos de gerentes na Petrobrás e várias estatais.

    Tem pelego pra todos os lados…Pelego Governador, Pelego chefe da Casa Civil, pelego prefeito, pelego vereador..Todos esses largaram as bandeiras sindicais e enveredaram no mundo da política e do empresariado.

    Esses comunistas transformaram este país numa zona total…

    Nosso país se transformou num caos do atraso, da violência, da falta de educação….Todos esses pelegos estão milionários, donos de pedágios, empreiteiras e vários “negócios”.

    Vejam as declarações do Ministro da Educação e do Prefeito de São Paulo..eles são contra a pena maior para traficantes e contra a redução da maioridade penal….Uma razão simples:

    1) Quem financia as Farcs?
    2) Quem é envolvido com as Farcs?
    3) Quem estava na Bolívia com colar de cocaína no pescoço?
    4) Quem entregou nossas refinarias para os bolivianos?
    5) De onde sai a droga do mundo?

    Alguém ainda tem dúvida da origem dessa corja que ainda permeia o poder desta Nação?

  16. Cláudio Dias

    Mais uma vez os sabichões deste mural pisam na bola. Não estou defendendo Lumar coisa nenhuma Dona Valéria. Eu disse com base em minha experiência, pois se a senhora tem convivência com os operadores dessas empresas eu também tenho. Repetindo e se a senhora não confiar averigue: os navios não foram totalmente reformados como base no que foi traçado pela LUMAR entendeu? No meio do caminho a Internacional Marítima assumiu tudo junto com a AGERBA, entendeu. Quem articulava tudo pela AGERBA era o funcionário da AGERBA de nome SAMIR, entendeu. Os entendimentos era feitos diretamente com a Secretaria de Infra-estrutura, entendeu? A AGERBA apenas deu o nome, a cara, entendeu. Este Sr. SAMIR está afastado daqui ninguém nunca mais viu, entendeu? O pessoal da LUMAR jamais atestaria encalhar navio no manguezal, entendeu? Se a Senhora não acreditar procure a Capitania dos Portos e saiba mais. Quem levou o navio escondido para encalhar foi a Internacional Marítima com consentimento irresponsável da AGERBA. É isso que quero dizer mais uma vez não tô defendendo ninguém mas não posso comparar a experiência do pessoal da LUMAR com esse pessoal da Internacional. Ninguém sabe de nada, são pessoas grossas bem parecidas com aqueles da TWB. Tenho dito.

  17. Gentil

    Não tem ninguém melhor que o comandante Vital para fazer um balanço isento dessa história toda. O comandante trabalhou na Petrobrás, na Lunar e eh um dos poucos hoje que pode falar sobre o que foi feito na reforma dos barcos. A Marinha tem que fazer o seu papel de garantir a segurança do povo. O resto eh bobagem. E a AGERBA eh incompetente, ninguém entende de nada, o secretário taj nem aí. Essa Internacional vai ser problema.

  18. Alcindo Veiga

    O secretário Otto Alencar que agora eh PT devia procurar investigar o que a empresa ligada ao Sarney amigo do seu ex chefe ACM faz aqui na Bahia. Pqu o JORNAL não investiga o passado dos donos? Eu vou mandar pra Veja que eh melhor.

  19. Silvia Caldas

    O Ministério Público Estadual já esta no circuito com todas as denúncias, inclusive sobre a LUMAR de fachada……….a casa vai cair tb e em vésperas de ano eleitoral, é possível que o povo não esqueça das barbaridades que estão vindo à tona…………..

    se segura que o mar esta agitado…………….

  20. Rafael

    Voces aqui são muito engraçados. Realmente acham que a Internacional e a Lumar são empresas de fundo de quintal? Não entendo ainda esse fanatismo de chamar o dono da Lumar de sucateiro, ele foi sucateiro a quase 20 anos atras e falam como se isso fosse ilegal. Para quem nao sabe sucateiro nao é dono de ferro velho senhores, são empresários que compram sucatas em grandes empresas por valores milhonários e revendem como materia prima para fabricação de aço na USIBA. Ja ficou um pouco cansativo ler sempre as mesmas leviandades das mesma pessoas. Se metade das acusações que foram feitas aqui fossem verdade o MP ja teria a muito tempo entrado na historia. Honestamente eu acho que ja é um assunto esgotado, os problemas do sistema ferryboat não serão resolvidos com propostas de pessoas que não fazem idéia do estao falando. Volto a dizer usuário não é engenheiro. È um operação e um negócio muito complexo. Acho justo cobrar um serviço de qualidade, mas achar que isso acontecerá de uma hora pra outra é engenuidade. Enquanto isso tudo que foi dito aqui nesses foruns sobre o tema nao ajudaram em nada, tanto é verdade que apesar de tudo que as coisas aconteceream e acontecem de acordo com o planejamento feito pelas duas empresas com a anuência do governo do estado, e sabem por que? Porque foi a único plano apresentado para isso. Entao por favor deixem os profissionais cuidarem do caso.

  21. Fedegoso

    Caro Rafael, paciência tem limites. Quantos anos de penúria nessa travessia? Só com Otto já são mais de (8) oito. E vc ainda pede para deixarmos os “profissionais cuidarem do caso”? E vc diz de “planejamento”? Qual? Consente que toda a ruina é questão de “planejamento”? Por falar em “planejamento”, o seu salário está em dia? Ganhando bem? O seu patrão vai lhe dar o PROMETIDO aumento?
    Quanto à definição de “sucateiro”, lembre-se que de elogiável não tem nada. Exemplo:
    1. Que negocia com sucata

    2. Fig. Que realiza seu trabalho de qualquer maneira, sem nenhum cuidado; LAMBÃO; MATÃO

    Então. O sentido está para o figurado: “LAMBÃO; MATÃO”.
    Read more: http://aulete.uol.com.br/sucateiro#ixzz2RWPbpMci

    O PATRÃO JÁ LEU O SEU COMENTÁRIO? e ELE GOSTOU?

  22. Gentil

    Prezado Fedegoso, vc respondeu por mim a este cidadão Rafael. Me bata um abacate, Sr Rafael. Que ridículo.

    Melhorar serviço de uma hora para outra, isso é exigência? Vá para o inferno. O usuário tá penando nesta porcaria do sistema ferry boat desde que ele foi privatizado.

    Sua empresa, que parece ser a LUMAR, deve ser muito fraquinha. Como explicar que um navio que passou quase 4 meses na Base Nava, fazendo todos os srviços possíveis, como foi dito, volta ao tráfego, quebra e hoje está no Terminal de Bom Despacho fazendo serviço de troca de chapa? Para onde foi o dinheiro, Sr. Rafael.

    Cuidado com o menosprezo que o Sr. dar a quem deixa seus comentários aqui. Foi assim que a TWB se estrepou toda. E água mole em pedra dura tanto bate até que fura.

    Essa Internacional Marítima junto com a LUMAR são uma pacote de drogas. Vá matar o diabo seu Rafael. Vá sucatear em outro lugar.

  23. LENISE FERREIRA

    Sr. Rafael,

    de fato, nem sempre, veja bem, nem sempre usuário é engenheiro, algumas vêzes sim. USUÁRIO também não é para ser MENOSPREZADO como o sr esta tentando fazer. USUÁRIO é quem paga a conta, inclusive o seu salário, seja o sr de onde for, Internacional, Lumar ou poder público. USUÁRIO, assim como eu, experiente no assunto por vivenciar diariamente estas situações.

    ESTE sistema de transporte não existe apenas para transportar veranistas, turistas ou quem esta a passeio, dele dependem milhares de vidas, empresas, o desenvolvimento sócio econômico de uma região.
    Concordo que ser ou não ser sucateiro não vem ao caso e não é motivo para desqualificar quem quer que seja. Talvez, quem usa este termo aqui, esteja tentando mostrar que a empresa LUMAR NÃO esta QUALIFICADA para executar os serviços de manutenção preventiva e corretiva das embarcações. Se existe engano nestas informações, solicito ao sr que relacione aqui as empresas para as quais a LUMAR prestou serviços desta natureza.

    O fato é, depois de anos de muito, muito muito sofrimento dos usuários do sistema ferry boat, depois do fim da CNB, usada como cabide de empregos e massa de manobra de políticos (a exemplo do que ocorreu entre ACM e Valdir Pires), depois do fiasco que foi a COMAB, A CAYMI e a TWB, vem a INTERNACIONAL MARÍTIMA e pelo que me foi dito pelo Sr. Carlos Henrique da Internacional, a convite da LUMAR e nos surpreende com serviços de péssima qualidade.

    ENFRENTAMOS o período de intervenção que foi um verdadeiro TORMENTO, acreditando na promessa do interventor da AGERBA de que estavam investindo milhões na recuperação de embarcações para uma durabilidade de no mínimo 10 anos (LEIA MAIS UMA VEZ: 10 ANOS), palavras do Sr. BRUNO CRUZ (interventor). E o que foi que aconteceu????????? o Sr sabe ?????

    O sr sabe que o ferry PINHEIRO apresentou problemas técnicos logo que retornou do estaleiro? O ferry AGENOR GORDILHO também apresentou problemas técnicos, e o que é pior, no caso do PINHEIRO, funcionários que trabalharam na reforma, afirmam que não houve troca de motor, ele foi recuperado. Isto também foi dito a mim e a pessoa esta disposta a testemunhar em juízo.

    O Sr. sabe explicar o motivo pelo qual a Internacional estava emitindo recibos em nome da TWB até o último dia 05 de abril ???? o sr sabe explicar de que forma tais valores foram contabilizados ou informados para a SEFAZ?????

    O sr sabe nos informar qual a dificuldade em cumprimento de horários por parte da Internacional Marítima? O sr sabe que milhares de pessoas que utilizam este meio de transporte cumprem horários, tem compromissos a cumprir ou o sr pensa que somos todos remunerados pelo ESTADO E FINGIMOS QUE TRABALHAMOS?????????

    BAIXE SUA BOLA !!!! cumpra sua obrigação se é que lhe cabe alguma, vá trabalhar para que o sistema possa funcionar com eficiência e segurança e possamos trazer de volta os nossos clientes e investidores e nos permita o Sr. trabalharmos em paz.

  24. LENISE FERREIRA

    Sim, o SISTEMA FERRY BOAT vai de mal a pior e não digo que existe omissão da AGERBA, o que existe é a velha permissividade de sempre. As embarcações continuam o mesmo esquema de sempre. Nada de consertos para durar 10 anos como disse o Sr. Bruno Cruz, as primeiras viagens dos navios recém “maquiados” bastaram.

    Funcionários denunciam que não houve troca de motor no Ferry Pinheiro. Insatisfeitos com os baixos salários, não poupam criticas. Ana Nery, Ivete continuam a mesma cachaça de sempre…………um porre para quem usa com direito a muita ressaca.

    O AGENOR GORDILHO, ontem (02/05), me assustou. Um forte cheiro de óleo queimado exalava por todo o salão de passageiros incomodando a todos. Muito calor pois o ambiente estava abafados pois todas as janelas estão LACRADAS (sabe Deus por qual motivo). Alguns passageiros solicitaram abertura das portas laterais. O marinheiro assim o fez quando então percebí que não existem grades de proteção, era a porta aberta e o mar. Crianças brincavam no salão o que me apavarou. Chamei um membro da tripulação e pedi que a porta permanecesse fechada pois oferecia risco maior estando aberta. Obviamente que comuniquei a quem de competência, CAPITANIA DOS PORTOS.

    Nada de cumprimento de horários, ao contrário, muitos horários são queimados sem satisfação.
    Hoje, para aumentar a minha indignação, ao chegar no terminal de São Joaquim, pátio de veículos lotado, resolvi deixar meu carro no estacionamento ainda da TWB.

    No salão de passageiros encontrei longas filas e apenas dois caixas em funcionamento. Descobri naquele momento que não existem mais filas de PRIORIDADE, ou seja: idosos, gestantes, portadores de deficiências estão sendo obrigados a encarar as filas. Não existe mais o cartão SIBE que ao menos nos permitia colocar crédito e não enfrentar filas todos os dias.

    PENSAM QUE ACABOU AI????NÃO !!!! liguei para o Sr. Carlos Henrique , diretor da Internacional Marítima e ao relatar os fatos ele me informou que a suspensão do atendimento prioritário partiu da AGERBA AGERBA AGERBA AGERBA …………………..sim, da AGERBA – agência de regulação e fiscalização do Estado da BAHIA (de todos nós). Eu disse ao referido diretor que a AGERBA não pode se sobrepor a LEIS FEDERAIS e ele me respondeu que sim. BRADEI que não, que isto só acontece com quem desconhece seus direitos.

    A noite, ao retornar para Salvador, questionei sobre concessão de prioridades e a atendente do caixa me respondeu que PRIORIDADES só à partir das 22 hs. SRS. DEFICIENTES, PREZADOS IDOSOS, vcs agora vão dormir mais tarde. PRIORIDADES SÓ A NOITE, DEPOIS DA NOVELA (ao menos isto). Caminhões penando dias nas filas, mereciam prioridades noturnas, tarifas diferenciadas…………… nãoaoaoaoaoaoaoaoao…………isto seria racional e bondoso demaisssssss.

    PROTOCOLEI no MPE / CEACON E GEPAM, reclamações sobre uma série de irregularidades, inclusive algumas destas aqui citadas, solicitando a elaboração de um TAC – TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA. Não quero deixar o mal crescer e tornar-se algo tão terrível quanto foi a passagem da TWB pela BAHIA DE TODS NÓS.

Comentários estão suspensos