970×90

Cem mil magnatas escondem US$ 20 bilhões em paraísos fiscais

Paraísos fiscais
Paraísos fiscais
AGÊNCIA ANSA

Londres – Ao menos 100 mil magnatas de 170 países, incluindo presidentes, empresários, políticos e autoridades, escondem uma fortuna total de ao menos US$ 20 bilhões em paraísos fiscais, segundo informações obtidas pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ).

As informações sobre essa investigação estão sendo divulgadas nesta quinta-feira por 36 veículos de imprensa de todo o mundo, entres o jornal britânico The Guardian, que informou o nome dos magnatas, e o francês Le Monde.

De acordo com o The Guardian, milhões de documentos internos do setor financeiro offshore expuseram, pela primeira vez, a identidade de milionários que escondem fortunas em paraísos fiscais. A base de dados contém informações de 120 mil empresas e tem tamanho de 260 gigabytes, ou seja, é 160 vezes maior que os arquivos divulgados em 2010 pelo WikiLeaks sobre o Departamento de Estado norte-americano.

Entre os nomes que aparecem nos documentos, estão os do francês Jean-Jacques Augier, que é amigo do presidente da França, François Hollande, e co-tesoureiro de sua campanha; do ex-ministro das Finanças e vice-presidente do Parlamento da Mongólia, Bayartsogt Sangajav; do presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev; da esposa do vice-premier russo, Olga Shuvalova; e da principal colecionadora de arte de Espanha, a baronesa Cármen Thyssen-Bornemisza.

A lista também conta com o nome do escocês Scot Young, amigo do magnata russo Boris Berezovsky, que morreu recentemente; e de famílias do Canadá, Estados Unidos, Índia, Paquistão, Indonésia, Irã, China, Tailândia e ex-países comunistas.

O The Guardian destacou ainda que esse levantamento “tem o potencial de causar um abalo sísmico em todo o sistema offshore”. (AnsaLatina)

Notícias Relacionadas

2 Comentários

  1. alan kevedo

    Que eh isso companheiros! parem de pensar nos politicos brasileiros, lembrem-se de que a prestigiosa revista FORBES ja nos alertou que religiao dá muito mais dinheiro aqui, no Brasil de dona Dilma.

  2. Viliano Lopes

    enquanto eles ‘se escondem’- bem visíveis aos nossos olhos existem bilhões de gente pobre morrendo, e não de morte matada ou natural: MORREM DE FOME!

Comentários estão suspensos