Internacional Marítima nasceu de malvadeza de ACM contra Waldir

A estreia da Internacional Marítima no sistema ferryboat não poderia ter sido pior: o navio “Anna Nery” acabou no estaleiro.

Aconselha-se ao diretor-executivo da Agerba, Eduardo Pessoa, que na verdade foi o grande responsável por se tirar a TWB da Bahia, por conta das inúmeras irregularidades praticadas pela ex-concessionária das três letrinhas, controlar mais (se é que pode) a língua do dono da Internacional Marítima.

Não soaram bem as declarações do Sr. Luiz Carlos junto à opinião pública, segundo as quais a Internacional Marítima planeja acabar com os horários fixos no sistema ferryboat. Coisa absurda se acontecer. Se a ideia pegar, as empresas de ônibus do sistema intermunicipal também poderiam acabar com os horários fixos de saída da Estação Rodoviária de Salvador. E as companhias aéreas fariam o mesmo. E as lanchas da travessia Salvador-Mar Grande, que saem de 30 em 30 minutos, ídem. Só iriam sair dos terminais com lotação completa.

Além da obrigação de fiscalizar a Internacional Marítima, Eduardo Pessoa, diretor-executivo da Agerba, precisa mandar o dono da Internacional parar de falar bobagens. Que ele deixe o tom arrongante lá para o Maranhão. Aqui a história é diferente, pois a democracia impera.
Interessante é que na época em que a TWB explorava o ferryboat, a própria Agerba, através do diretor Eduardo Pessoa, abusou de afirmar em entrevistas que queria horário a cada 30 minutos.

É claro que no período de baixa estação não vai se exigir que o sistema opere de meia em meia hora. O ideal é que seja de uma em uma hora, com colocação de horários extras quando a demanda exigir. Afinal, a população tem o direito de ser servida, tem o direito de se programar para viajar e não pode ser prejudicada por essa ideia maluca de se acabar com horário fixo.

Fique de Olho, Wagner – O governador Jaques Wagner também não vai permitir que um absurdo como esse anunciado pelo dono da Internacional Marítima prevaleça. Afinal, a empresa do Maranhão está chegando na Bahia sem gastar um centavo, sem trazer nenhuma embarcação e já recebeu “por conta” do seu “trabalho” R$ 20 milhões dos cofres públicos, como confessou o vice governador Otto Alencar.

A Internacional Marítima também não é esta coca-cola toda como o governo espalhou. No Maranhão, ela faz a travessia São Luís-Alcântara e presta um serviço muito precário, segundo o Ministério Público de lá.

“O sistema funciona de forma precária. Até hoje não tem concessão”, diz o promotor de Justiça Emmanuel José Peres Netto Guterres Soares, do Ministério Público do Maranhão, em entrevista ao Correio.

Waldir Pires foi vítima da Internacional – O Maranhão conheceu um ferryboat pela primeira vez em 1987. E eles chegaram lá por um pesentinho da Bahia a essa figuraça da política brasileira, o senador Zé Sarney. E mais ainda: no banco de imagens da Internacional Marítima na internet constava até recentemente essas duas embarcações como se fossem da frota dela – o “Pinheiro” e o “Alcântara”.

Vamos resumir a história um pouco: em 1987, para pirraçar o então governador Waldir Pires, ou melhor, fazer uma malvadeza, o ex-governador Antonio Caros Magalhães sabia que Sarney, seu amigo, queria inaugurar ou ampliar a travessa Alcântara-São Luís, explorada pela Internacional Marítima. ACM era ministro.

E o que fez ACM? Se movimentou junto ao BNDES e conseguiu transferir da Bahia para o Maranhão os navios “Vera Cruz” e “Monte Serrat” – o BNDES foi quem financiou as embarcações ao Governo da Bahia. Lá na terra do Zé Sarney, esses navios foram batizados de “Pinheiro” e “Alcântara”. O negócio era mesmo sacanear (desculpem, caros leitores, mas foi isso mesmo…sacanear) o governador Waldir Pires para que o povo reclamasse, como reclamou.

Em 1992, já de volta ao governo da Bahia, ACM mandou buscar os dois navios de volta. E foram reinaugurados e reincorporados aqui com muita festa. ACM estava lá na maior alegria cercado do povão. O presidente da Companhia de Navegação Bahiana (CNB) era Vladimir Abdala Nunes. É que a imprensa da Bahia não tem memória, não investiga mais nada e publica quase tudo sem apurar devidamente. Waldir Pires está aí para atestar. A imprensa deveria procurar o vereador do PT que sabe muito mais do que tudo que está sendo publicado aqui.

Tem setores que não gostam da linha editorial do JORNAL DA MÍDIA. Mas aqui o nosso compromisso é com a informação. Não vamos ficar fazendo oba-oba para governantes, para empresários talentosos e espertos, e mentir para o leitor. Não é este o nosso papel. Não é este o papel da imprensa e não é esta a nossa formação como profissionais. Sempre estamos à disposição para receber as críticas e contestações, dentro do nosso espírito democrático de informar com precisão. Mas o nosso direito de opininar e de criticar é inalienável. É o mesmo direito que tem a população de ser bem informada.

Repetimos: a Agerba, como órgão regulador e fiscalizador, tem a obrigação de fazer cumprir o seu papel. Não custa nada fechar a boca do dono da Internacional Marítima. Não se deve falar asneiras. É melhor deixar o tom arrogante lá para a terra de Zé Sarney. Na Bahia, a democracia é plena. Em nenhum momento dissemos aqui que a Internacional tem ligações com o senador José Sarney. Ainda não. É possível que sim. Afinal, qual é o empresário do Maranhão que não tem?

O que o usuário do ferryboat exige é que o sistema funcione e foi com este objetivo que a Agerba trabalhou para tirar a TWB da Bahia e o governo gastou mais de R$ 20 milhões do dinheiro do cidadão para recuperar os navios. Esta história do ferryboat tem muitos capítulos de arrepiar. É macabra. Tem muita gente que se deu bem. Vamos continuar atentos, doa em quem doer.

Notícias Relacionadas

40 Comentários

  1. Ronaldo Martinez

    Não vai mudar nada, com a saída da TWB e a entrada da Internacional, tudo vai continuar como antes, os atrasos vão acontecer, o sucateamento da frota, o descaso com o público, enquanto não privatizar o sistema e colocar regras rígidas, nada ira mudar, e também, com a Agerba querendo mandar mais que os próprios concessionários, fica impossível de se trabalhar, perguntem ao Pessoa e ao Samir…. eles acham que entendem de navegação…….

  2. Nivaldo S.

    Sr. Redator:

    Obrigado por tantas recordações lendo esta matéria. Eu também fiz parte dos trabalhadores da antiga CNB todos demitidos pelo Sr. Eraldo Tinoco depois que ele trouxe o Comab para a Bahia.

    Faltou dizer na reportagem os que acompanhavam o eminente governador Antonio Carlos Magalhães no Terminal de São Joaquim na chegada dos dois navios. Posso dizer alguns pois tenho algumas fotos guardadas que poderei fazer cópias e mandar para os senhores.

    Estavam com ACM Dr. Oto Alencar, Dr. Benito Gama, Dr. Raimundo Brito, Dr. Vladimir Abdala, Dr. Theotônio de Carvalho, Dr. Jaime Barbosa, Dr. Mesquita Procurador, Dr. Joaquim Pedreira Franco esses eu me lembro.

    Solicito um e-mail para onde eu posso mandar as reportagens dos jornais e as fotos da oportunidade. Eu fiz parte da guarnição que foi buscar o Vera Cruz no Maranhão porque a Internacional Marítima mudou muita coisa na proa e na popa para que o navio pudesse atracar lá. O navio passou 3 semanas em reparo no estaleiro de Fortaleza e depois chegou na Bahia. Me lembro como hoje. Parabéns pela reportagem a todos.

  3. Josué

    Eu pago pra ver se vai tirar os horários. Ninguém vai engolir outra TWB não olhem o que toh dizendo.

  4. Grisalho

    Vai continuar tudo como antes, cuidado com o Luiz…..Pessoa e toda sua turma….

  5. Junior

    Parabéns pela lembrança JM que anda apagada da cabeça de muitos politicos e empresarios que enriqueceram atraves deste sistema, o engraçado que por incrivel que pareça mesmo com a retirada de dois navios que restaram (06) seis, a CNB transportou em um ano duas vezes mais do que a TWB em três anos, depois das privatizações inventada pelos carlistas e endoçado pelo governo do PT, os usuarios enfretam verdadeiro caos e omissão, abandono e indiferença, quando finalmente o governo atual conseguio equilibrar o sistema lançou de novo nas trevas, fica a impressão que no tempo da CNB eramos felizes e não sabiamos.

  6. Carlos de Volta

    É agora que Fedegoso vai acabar com a turma dos antipetistas. Depois dessa eu sabia lá que tinha acontecido isso com Dr, Waldir Pires…Eta Bahia que tem história antes e depois da malvadeza.

  7. Levy Souza Lima

    Melhor que todas foi a primeira gestão da COMAB. 11 embarcações em um carnaval sem fila alguma.

  8. Junior

    Srº Levy e de uma certa irresponsabilidade sua em falar que essa maldita COMAB, fez o bem para Bahia, sendo que a mesma sucateou o ferry Gal Costa e Mont Serrat estes que são patrimônio do povo que foram jogados no lixo, hoje esses dois navios poderiam estar navegando e fazendo parte da frota para prestar um melhor serviço, não sei se senhor tem memória curta ou esta brincando e zombando com os leitores, procure se informar melhor sobre essa empresa que na época trouxe o Ferry Bahia de Todos os Santos e o Catamarã Morro de São Paulo que eram alugados, e cadê esses navios? Tudo era uma grande encenação o verdadeiro ouro de tolo, ainda a mesma quer uma indenização de 183 milhões de reais do Governo Baiano.

  9. Fedegoso

    Com aquela voz cansada, de pouco interesse, respondeu o matuto: – “Moço… a égua não tem preço… mas o da mula nós regula”. É assim que a coisa funciona.

    O que é a privatização sem dinheiro, sem venda, sem “outorga”? É o entreguismo de sempre.

    O que sabemos? Ora, o Estado (o povo baiano) enfiou os tubos de dinheiro no negócio… e entrega de mão beijada para o forasteiro lá do norte, para o carimbado amigo do senador. E não tem grita! Todo mundo acha a negociata normal. A outra negociata, aquela de triste memória, seguiu os mesmos caminhos, foi enfiada guela abaixo na base do porrete. Não se ouviu nem um “ai”.

    E o raio cai de novo no mesmo lugar. E o pior de tudo: jogado pelos mesmos deuses do passado.

  10. Lenise Ferreira

    Prezados,

    O Estado da Bahia tem LEIS e tem pessoas sérias para que elas sejam cumpridas.É a mesma justiça que nos livrou da TWB e que me passa a certeza de que tantas venham iguais a ela como serão banidas daqui.

    De acordo com o REGULAMENTO ESTADUAL DE TRANSPORTE HIDROVIÁRIO INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS E VEÍCULOS, conforme decreto publicado em 24/01/11, assinado pelo Governador Jaques Wagner, em seu artigo 31 parágrafo 2o. ,

    § 2º – Eventuais atrasos nos horários estabelecidos para a partida das embarcações poderão ser tolerados, em função de fatores externos ou outros imprevistos que possam retardar a atracação das mesmas para que sejam iniciados o desembarque e o posterior embarque dos usuários, desde que limitados a 30 (trinta) minutos em relação aos horários oficiais.

    Os atrasos da antiga concessionária lideraram as queixas contra a mesma nos órgãos competentes e o castigo veio à cavalo. Não será diferente com qualquer outra. Melhor dizendo: será diferente sim. Não vamos esperar anos seguidos para buscar soluções para os problemas.

    Se faz necessária uma grande mudança na postura da AGERBA/SEINFRA. Muita coisa esta fora do lugar e sem as devidas explicações.

    Ontem por exemplo, estive com um diretor da Internacional Marítima em Bom Despacho mostrando alguns dos problemas que afligem os usuários e qual não foi a minha surpresa quando constatei que, além dos ônibus intermunicipais continuar utilizando o terminal hidroviário para embarques, a TUTE paga pelo usuário é destinada a quem explora ainda em caráter “emergencial” o terminal rodoviário.

    Vale salientar que já se passaram mais de 12 meses que houve esta intervenção e nada mudou. Um espaço público construído com nosso dinheiro, sub utilizado enquanto somos obrigados ao empurra empurra em épocas de grande movimento. Uma total falta de organização.

    Ninguém pode chegar aqui e fazer o que bem entende, a menos que os nossos gestores públicos permitam e o povo se cale.

    1. Gesse

      Dona Lenise ja sabe de tudo. Inclusive teve reuniao com o diretor da empresa nova. Portanto ja deve estar a par de tudo.

  11. Fernanda

    Eu realmente fico revoltada com esse sr FEDEGOSO. Me responda então: só os Deuses do passado participaram dessa tramamoia? Será que Wagner não sabia disso? Será que Wagner não sabe da picaretagem toda? Será que o governador do Seu PT Fedegoso, não leu a reportagem da VEJA mostrando o escândalo dessa tiurma da Internacional Marítima com Roseane Sarney? Me bata um abacate Sr Fedegoso. Eu não aguento mais suas desculpas. Otto Alencar sabia mais que Wagner, até admito mas houve combinação sim. Resultado: o escândalo veio explodir logo na Bahia viu seu Fedegoso….!!

  12. Fedegoso

    Dona Nandinha, a senhora tem no seu próprio DNA uma fobia contra o PT. Ao mesmo tempo, morre de incondicionado amor pela extrema direita. Não gosto de citar nomes para não favorecer processos, o que mais a direita sabe fazer é coagir as pessoas pelo uso do judiciário. Mas o dito secretário era de que partido? O atual secretário que menciona pertencia a qual partido? Ele beijava a mão de quem? Por outra, essa turma das antigas não sabe é ficar sem uma boquinha. Ou seja: “se há governo, sou governo”.

    Resumo. O PT tem erros imensos, mas as mazelas que aflingem os brasileiros foram criadas ao longo dos últimos 500 anos, pela péssima distribuição de renda, pela péssima distribuição de bens imóveis, pelo desequilíbrio acentuadíssimo entre ricos, pobres e miseráveis. Tudo isso foi mantido, conservado pelas ARENAS da vida, pelos PSDBs da vida, pelos FLFs da vida, pelas MALVADEZAS QUE OS POLÍTICOS BRASILEIROS FIZERAM COM A MAIORIA DO POVO NA MANUTENÇÃO DE SUAS RIQUEZAS QUE SÓ DEUS SABE COMO FORAM ADQUIRIDAS, para não dizer PRODUTO DE ROUBO SISTEMÁTICO CONTRA O POVO BRASILEIRO.

  13. Maria Nunes

    Meus senhores, no ajudem pelo amor de Deus. Mais de 100 famílias estão sendo demitidas por esses malditos da Internacional Marítima depois que o governador JW garantiu que ninguém seria demitido. Estamos desesperados e precisando uma luz. Os sindicatos descobrimos tardiamente são todos envolvidos com a Internacional Marítima e nos abandonou.

    Precismos denunciar esses absurdos do desemprego de nossas famílias.

    DONA LENISE por favor nos ajude peça a seu irmão pelo amor de Deus para o Deputado tentar interceder Dona Lenise. Procuramos encontrar com a senhora no Terminal mas não deu certo. Precismos falar com a senhora, mas fizemos contatos com o JORNAL DA MÍDIA e eles nos disseram que não tinha telefone da senhora e que era proibido divulgar e-mail de das pessoas que escrevem para o jornal.

    Pelo amor de Deus quem puder nos ajudar levem o assunto para a internet para as redes sociais façam alguma coisa por nós. Agradecida.

  14. Henrique

    Caros debatedores deste mural, eu estou sem entender nada, abatuido. Fui ler uma declaração do Sr. Oto Alencar, o vice governador, e quase tenho um treco. Este senhor declarou a um site de notícias que O ESCÂNALO da Internacional Marítima com a Família Sarney, no Maranhão, que resultou em prisão e tudo mais, não importava nada e que a empresa é excelente.

    O que é que importa, afinal, Sr. Oto, é saber roubar, é saber corromper, é saber meter a mão no dinheiro dos outros?

    Eu só estou perguntando Sr. Oto. O Sr. disse nos jornais que a Internacional Marítima não tinha nada a ver com Sarney. Foi o Sr. OU O SR. Eduardo Pessoa?

    E não tem não?. Agora já tem né?.

    Que vergonha estou muito decepcionado com o Governador Wagner. Não posso mais acreditar, que Wagner, que sempre foi um democrata, um homem que sempre disse não gostar de trabalhar com este tipo de gente que vive aparecendo nas manchetes e envolvidos com atosilícitos, concorde com as declarações do vice-governador.

    Que vergonha esta Bahia está passando.

  15. Juca

    Parece que o governo jw não aprende com os fatos. A empresa passada fez o que fez, e agora, trazem esta com estas credenciais. É achar que na Bahia somos todos idiotas.

  16. Fedegoso

    Senhor Juca, eles não acham “que somos todos idiotas”, eles não têm é a mínima dúvida disto. E quere saber mais? Somos mesmo uma cambada de idiotas sim.
    A vantagem dessa suposta terceirização do transporte é que as coisas ficarão na curva de dentro, lugar em que não poderá ser vista, observada e, o sangradouro continuará que 2014 é ano de gastar muito dinheiro.
    A empresa que entra não pôs um só vintém no negócio, vai adminstrá-lo com autonomia de caixa e sem fiscalização, ou seja, com os antecedentes que tem…PROTEJAM-SE! ABRAM SEUS GUARDA-CHUVAS QUE 0 SINAL É DE CONTINUAIDADE DE MUITAS CHUVAS E TROVOADAS.
    Dona Nandinha, a senhora perdeu. Foi vital que perdessem. Mas o povo foi quem pagou a conta e mais perdeu. Na república o povo é o estado.

  17. CAUÊ

    FEDEGOSO, BEM LEMBRADO MESMO. CADÊ VITAL, FEDEGOSO? KAKAKA ACHO QUE ACONSELHARAM MAL VITAL APESAR DO SEU INDISCUTÍVEL CONHECIMENTO DO SISTEMA FERRY BOAT. MAS VITAL SE CALOU DEPOIS QUE A INTERNACIONAL PISOU NA TERRINHA. VOLTA VITAL. FEDEGOSO, NÃO PERSIGA NANDINHA NÃO.

  18. Fedegoso

    “INDISCUTÍVEL”? Aonde! Aonde! É deus? Não é mesmo. Nem nunca foi, é um empresário medíocre, ávido como todos em tirar uma lasquinha da viúva. Pedante é o que ele é. E pensa que nesse espaço democrático sejamos todos uns bocós. Da fruta que ele gosta nós comemos até o caroço. E querem saber mais. Acho que ele se reproduz com nomes diferentes, sempre defendendo a tese de privatização que lhe escapou, que lhe saiu entre os dedos. Choro de jacaré.

    Sou totalmente contra o goveno sanear uma atividade, investir um monte de dinheiro do povo para depois entregar o negócio de mão beijada para particulares, por interesses nem sempre confessáveis, como se tudo fosse assim mesmo. Essa prática tem nome. E quando gritada no meio da rua, se um moleque correr pela calçada, a polícia pega o pobre do coitado e distribui tapa pra tudo quanto é lado.

    Tem uma turminha aqui que, apesar de nomes diferentes tem ideias parecidíssmas e escritas num só estilo. Escrevem bem, tem português bonito, pontuam, virgulam como professores. São os que a favor da privatização. Me engana que eu gosto!…

  19. Aline

    Será que a AGERBA foi conivente com os desmandos da TWB, para justificar a construção da ponte Salvador-Itaparica? Com esse projeto bilionário, orçado até o momento em R$ 7 bilhões, será que o município de Vera Cruz terá estrutura para absorver o trafego de veículos, principalmente de ônibus e caminhões? Consta no projeto, a construção de um anel viário para desafogar o trafego da parte habitável?
    E a idéia de abrir a ponte ao meio para dar passagem aos navios de
    grande porte, não levará a engarrafamentos na própria ponte?
    Será que teremos inauguração de um pilar por mês, por parte do Governador do Estado, como foi feito com a Via Expressa inaugurada por partes e ainda não concluída? Trata-se de um projeto eleitoreiro para sua sucessão no Governo Estadual e para reeleição de Dilma? Queira Deus que isto não ocorra.
    O sistema Ferry-boat é viável, rentável e suficiente para atender a demanda existente, basta uma gestão competente.

  20. Fedegoso

    Que seja o projeto eleitoreiro, mas por que a ponte faz tanto medo, senhora Aline? Façamos a ponte, seja lá como for. Que se engarrafe o diabo! Mas não fiquemos reféns unica e exclusivamente das embarcações. O Rio de Janeiro fez a ponte Rio x Niteroi, entretanto, não eliminou o transporte por barcas. O que justifica a ponte Salvador x Itapirca é o desenvolvimento de toda a região. Ou querem as ilhas abandonadas, desvalorizadas, sem chance de progresso a Bahia, Dona Aline e colegas do atraso?

    Tem urubu que voa raso. Pedra nele!

  21. Aline

    Senhor Fedegoso, para mim tanto faz, se é da turma de JW, WP, ACM, de qualquer geração, não sou contra a construção da ponte e sim às coisas feitas sem projeto que vise minimizar os impactos ruins a médio e longo prazo. Atraso é defender cegamente essa roubalheira desenfreada, corrupção, que assola o país e quem paga a conta é o contribuinte bem informado ou não, vide metrô de Salvador, transposição do rio São Francisco, Mensalão, período militar, etc. Será que fui clara Sr. F?
    Apenas expressei a minha opinião.
    Este espaço é para troca de idéias e não ofensas.

  22. Fedegoso

    A turma do contra é contra qualquer coisa. Mas é a favor da boquinha no governo. Me deixe! viu!

  23. Jota Castro

    Sinceramente, não vi nenhuma ofensa de Fedegoso não. Quem começou esta esculhambação no ferry da Bahia foi realmente Paulo Souto, Eraldo Tinoco, César Borges….Esse pessoal aí. Agora o governador Wagner tá indo no mesmo embalo.

  24. Gentil

    Sr. Fedegoso eu quero saber mesmo é da história do dinheiro encontrado em um resort do Sr. Murad no Maranhão. O Sr. não fala pq? Só pq agora o PT também é Sarney./ É por isso? Os milhões encontrado pela PF tava na minha casa foi seu Fedegoso?

  25. Anderson

    Tem muita gente desatualizada pq o encarregado da Agerba escolhido pra fazer o levantamento da situação da TWB desde 2011 foi Samir Abud. Com a chegada da Internacional Marítima foi jogado de escanteio. Fala-se na calada da noite que estava sendo perseguido e acabou sendo exonerado no dia 7. Vcs não tão lendo o Diário Oficial pq o rapaz devia saber demais e por isso mandaram pru inferno.

  26. Lucas

    Botaram o AGERBIANO MATUTO de quarentana. Também o Fedegoso pegou arto com o jovem. O saudosista Matuto foi pras cucuia…

  27. Fernanda Katone

    Essa reportagem tem muita contradição. Pra começar, Sarney queria implantar um sistema Ferry Boat no Maranhão e iria demorar muito tempo para construir um e levar pra lá.

    Então Sarney procurou ACM e propôs que o Governo do Maranhão quitaria dívidas que a CNB tinha com o BNDES e assim o Banco abriria um linha de financiamento para a construção de dois ferries novos. Os novos Ferries foram Ipuaçu e Rio Paraguaçu.

    Dessa forma, a CNB ficaria adimplente com o BNDES e nada mudaria com a frota da CNB.

    Não é verdade que ACM fez isso com propósito de retaliar Waldir Pires, pois quando esse negócio entre Sarney e ACM foi feito, nem se sabia que Waldir ganharia eleição.

    O Jornal da Mídia está completamente enganado em suas informações .

    Waldir Pires sim, fez muitas merdas na CNB ao ponto do Presidente daquela Estatal à época, Wilson Andrade, ter que responder CPI na Assembléia Legislativa.

  28. Fernanda Katone

    Complementando a informação equivocada do Jornal da Mídia. A contradição está no escopo da reportagem.

    Ora, se ACM era Ministro das Comunicações no Governo Sarney, Waldir Governador e a CNB Estatal controlada pelo governo da Bahia, como seria possível ACM interferir nos negócios de uma estatal baiana e fora dos seus controles?

  29. Fernanda Katone

    O BNDES nunca teve poder de interferir num bem financiado por eles…Portanto, jamais o BNDES poderia forçar uma transferência de propriedade de um bem financiado em nome do governo da Bahia para o governo do Maranhão. Lembre-se que Waldir era governador do mesmo partido de Sarney.

    Aliás, hoje Sarney é aliado do mesmo partido de Waldir…

  30. Valéria Pestana

    O Fedorento só sabe atacar o PSDB, o PFL, a ARENA, etc.

    Mas seu partido, o PT é aliado de ex-carlistas, de Sarney, Renan, Collor, Maluf, ou seja, de todos os filhotes da ditadura.

    O seu partido, o PT, massacra os professores, os policiais, os aposentados e esse fedorento na diz.

    O seu partido, o PT, está com quase toda cúpula condenada pelo STF, por toda sorte de crimes, e ele nada diz.

    O seu partido, o PT, teve um presidente que nada viu, nada sabe. Nem sabe que seu filho ficou bilionário exatamente no período em que o pai foi presidente.

    O seu partido, o PT, conseguiu fragilizar a Petrobrás e os escândalos de Gabrielli, o próprio Jornal da Mídia estampou pra todos lerem…

    O seu partido, o PT, colocou vários dirigentes do Sindicato do petroleiros em cargos de Gerência na Petrobrás e sem qualquer qualificação técnica para isso.

    O seu partido, o PT colocou Rosemberg Pinto na Petrobrás pela janela, sem qualquer concurso..pergunte a Rosemberg quando ele fez concurso pra entrar na Petrobrás.

    Fedorento, é muito fácil ficar com esse discursos contra a privatização, mas nossas estradas estão sendo privatizadas. Nossos aeroportos também e você nada diz, né?

    Vá ser hipócrita assim no inferno!!

  31. Fedegoso

    Caro Anderson, na França é assim, tem gente que é escolhida para fazer um determinado serviço. Terminado…rua! Pode ser o caso. Tem gente que realmente quer trabalhar, não aceitam fazer o jogo, esses nem esquetam a cadeira e saem mais cedo. Foi o caso de um diretor da mesma época (lá na França). O rapaz enfrentou o diretor da fiscalizada que lhe jurou o cargo. Dito e feito. Dois meses depois…rua. O que entrou no lugar dele se fez de morto, continua lá, sem fazer nada. Aquilo é um cabide de emprego (na França). Veja o caso do vereador desempregado (da França). Nem cheira nem fede. Leva as 10 pilas por mês. Fiscalizam nada. Na França nada funciona. Aquilo é um descarado cabidão de emprego.

    Meus Amigos, apesar da ascensão de um partido popular ao governo do estado francês ele não consegue abrir o canal para a renovação das elites políticas havendo uma tendência a oligarquização contemporânea que, antes de tudo, como a velha, locupleta-se pelo gerenciamento privado dos bens públicos.

  32. Fernanda Katone

    Não entendo a razão porque o JORNAL DA MÍDIA censurou minha contestação à reportagem. Os fatos que mencionei deveriam ser publicados.

  33. Manoel Leitão

    Olá sra. Fernanda Katone. Como é esta história, o BNDES não pode interferir, não interferiu na negociação com a transferência dos dois navios para o Maranhão?

    O BNDES não devia, mas fez porque quem mandava no país quando os navios Mont Serrat e Vera Cruz foram transferidos era o presidente bigodudo, Zé Sarney, e seu companheiro Antonio Carlos Magalhães.

    É mentira? A sra acha que o BNDES não iria aceitar a transferência das duas barcas? . Os dois navios foram doados ao Maranhão e em 1988 começou a operar lá a Internacional Marítima com esses dois navios. Quem era o governador da Bahia em 1988? Eu acho que era Waldir Pires nera não? E quer dizer que Waldir não era maltratado por Sarney? Por ACM? A Sra. está dando uma reviravolta na política, na história. Todo mundo sabe o ódio mortal que ACM nutria pelo atual vereador do PT, Dr. Waldir. Ou é mentira?

    Ninguém aqui tá defendendo Waldir, nem PT, nem Arena, nem PSDB. O fato é o fato e a história política da Bahia todos sabem qual é. Waldir era governador do mesmo partido de Sarney, todo mundo sabe disso. E foi perseguido, boicitado, projetos importantes como um que parecia este de hoje MINHA CASA MINHA VIDA foram pra cucuia. ACM não deixava sair nada.

  34. Fedegoso

    Acho que a senhora Fernanda Katone não pode ficar sem uma resposta, ela merece uma resposta. Alguém se habilita? Por isso esse espaço de comentários é de extrema importância. O que ela diz…mexe com os bastidores da política? Coloca a matriz da notícia contra a parede?

Comentários estão suspensos