Rodoviários param terminais contra derrubada de banheiros

Salvador – Os rodoviários que fazem a linha Ribeira/Sabino Silva, bairro de Ondina, foram surpreendidos na manhã desta segunda-feira com a derrubada do banheiro que atende aos trabalhadores no final de linha da Sabino Silva. A derrubada, pela Sucom, atendendo ação da promotora Hortência Gomes Pinto, do Ministério Público, moradora de um dos prédios em frente ao terminal.

Em protesto, os trabalhadores estão, neste momento, com essas linhas paralisadas. “É uma situação absurda. Tivemos uma luta grande para conseguir esses banheiros, e agora o MP manda derrubar sem dar outra alternativa aos rodoviários. Banheiro é condição essencial de trabalho para os rodoviários”, destaca o presidente do Sindicato dos Rodoviários Manoel Machado Filho.

A instalação de banheiros nos finais de linha foi uma luta da categoria rodoviária que resultou num acordo com a Prefeitura e empresas de ônibus, em 2009. O poder público se comprometeu, na época, a instalar 32 banheiros, dois em cada final de linha. Apenas oito foram instalados. A falta de banheiros penaliza sobretudo as mulheres rodoviárias, que ficam na dependência da boa vontade de comerciantes e moradores para atenderem as necessidades fisiológicas.

Notícias Relacionadas