Bento 16 já não é mais papa e data para conclave é incerta

Membro da Guarda Suíça do Vaticano fecha a porta de Castel Gandolfo, residência onde Bento 16 passará os próximos meses, ao sul de Roma. (Foto: Agência ANSA)
Roma (Agência ANSA) – Às 20h, em ponto, desta quinta-feira (28), a guarda suíça fechou as portas do Palácio Apostólico Castel Gandolfo, sinalizando o final do pontificado de Bento XVI.

Os guardas suíços irão deixar os serviços de proteção a Ratzinger, já que não é mais o Papa, e voltam ao Vaticano.

Cerca de 150 repórteres, umas cinqüenta câmeras de televisão e uma centena de fotógrafos imortalizaram o momento em que o Papa deixou seu cargo.

Alguns minutos antes, na praça em que Bento XVI proferiu suas últimas palavras como Pontífice, ouviu-se um grito de “Viva o Papa”, seguido por aplausos calorosos.

O último ato de Bento XVI foi a publicação de um tuíte em que agradece o apoio recebido. “Obrigado pelo vosso amor e o vosso apoio! Possais viver sempre na alegria que se experimenta quando se põe Cristo no centro da vida”, diz a mensagem.

Pela manhã, Bento 16 se reuniu com os cardeais presentes em Roma para se despedir. Na ocasião, ele prometeu obediência ao seu sucessor.

Notícias Relacionadas