Polícia diz que ‘estourou’ pontos de venda de drogas em Sussuarana.

“Potoque”, 26 anos, e “Beninho”, 19, foram presos.
Salvador – Os traficantes Josemar Pereira de Jesus, o “Potoque”, 26 anos, e Jorbenil Assis dos Santos, o “Beninho”, 19, foram presos durante ação promovida pelos investigadores da 11ª Delegacia Territorial (Tancredo Neves), em dois imóveis localizados na Rua do Chapéu, em Sussuarana, apontados como ponto de venda de drogas.

No local, os policiais apreenderam uma barra de crack pesando meio quilo, 13 pedras da droga prontas para venda, 41 papelotes de cocaína, uma pistola 380, com 14 munições intactas, e R$ 53. A arma, em poder de Jorbenil e que pertenceria ao arsenal da Polícia Militar, terá a procedência investigada,

Um terceiro traficante, Aírton Santos Júnior, o “Colestra”, que estava em companhia de Potoque, conseguiu fugir ao cerco policial, mas sua prisão preventiva já foi solicitada pelo delegado Guilherme Machado, titular da 11ª DT. Potoque e Beninho confessaram ao delegado terem assassinado Hebert Carvalho dos Santos, o “Zé Grilo”, no dia 23 de janeiro, em Sussuarana, por causa de uma dívida com drogas no valor de R$ 2 mil. Disseram também que a barra de crack, comprada de outros traficantes de Sussuarana por R$ 9 mil, renderia R$ 18 mil, depois de fragmentada em pequenas porções.

Potoque e Beninho já têm passagens pela polícia por tráfico, porte ilegal de arma e roubo. Autuados agora em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma, foram conduzidos à carceragem da 1ª DT/Barris. Todo o material apreendido foi encaminhado para exames periciais no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Notícias Relacionadas