Leur Lomanto Jr. critica gastos com estudos sobre ponte enquanto Ilha agoniza

Leur Lomanto Jr.: “Enquanto a Ilha agoniza em meio a problemas graves, o governo gasta R$ 40 milhões só com os estudos da ponte”.
O deputado estadual Leur Lomanto Jr. (PMDB) criticou hoje na Assembleia Legislativa, o acordo de cooperação técnica, assinado pelo governo, essa semana e a contratação de uma empresa de consultoria, no valor de R$ 40 milhões para promover estudos, relacionados ao projeto de implantação da ponte Salvador-Itaparica, enquanto a Ilha “agoniza em meio a problemas graves”, como a falta de assistência na área de saúde, a precariedade no saneamento básico, o desemprego e ainda a violência, que continua em escala crescente, atormentando moradores e visitantes.

Leia também:

Segundo o parlamentar, antes de promover um projeto, que nem sabe se será concretizado, o governo deveria observar as necessidades básicas das comunidades que cercam toda a Ilha de Itaparica.

Leur Jr. frisou também que o governo, antes de realizar a solenidade para a assinatura de um documento com pedido de cooperação dos prefeitos de Salvador, Vera Cruz, Jaguaripe e Itaparica para análises sobre a ponte, deveria se empenhar para levar projetos de melhoria na infraestrutura da Ilha. “Espero que esses movimentos referentes ao projeto não sejam mais uma enrolação do governo que se reelegeu em 2010 com essa mesma plataforma”, disparou.

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. José Azevedo

    Eu nunca vi um governo gostar tanto de dispensa de licitação. R$ 40 milhões só para ”estudar” a ponte. Mais R$ 40 milhões para reformar os navios do ferry boat, que ele mesmo deixou apodrecer, porque não fiscalizou o sistema.

    Tudo sem licitação.

    Devia ser pelo menos mais transparente no caso do ferry boat e prestar conta tim tim por tim tim.

    Mas não faz isso. Os comentários circulam em todos os lados. Fala-se que só uma empresa, a Lumar, está embolsando mais de R$ 15 milhões com os navios.

    E pq a Agerba não apresenta as contas? Não disseram que tudo era transparente? E o ferry continua se lancando, a população se arrombando, com os mesmos problemas.

Comentários estão suspensos