Irã e negociadores estrangeiros retomam negociações sobre programa nuclear

Renata Giraldi
 Agência Brasil

Brasília – Os negociadores do Irã e do grupo P5+1 (Grã-Bretanha, China, França, Rússia e os Estados Unidos, mais a Alemanha) retomam hoje (27) a segunda etapa de reuniões, que começou ontem. Em discussão, alternativas para atenuar o conjunto de sanções impostas ao Irã em decorrência das suspeitas existentes em relação ao programa nuclear do país – parte da comunidade internacional desconfia da fabricação de armas. Os iranianos negam irregularidades.

As reuniões ocorrem na cidade de Almaty, no Cazaquistão. A última rodada de negociações ocorreu há oito meses, em Moscou, na Rússia. Especialistas das seis potências sugerem que os iranianos suspendam o enriquecimento de urânio a 20% e fechem a Usina Nuclear de Fordo. Em troca, serão suspensas algumas sanções.

O secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã, Saeed Jalili, disse que uma nova rodada de negociações está marcada para os dias 5 e 6 de abril, também no Cazaquistão. Antes, haverá uma conversa prévia entre peritos, em Istambul, na Turquia, no próximo dia 18.

Às vésperas das reuniões no Cazaquistão, o porta-voz da Diplomacia da União Europeia, Michael Mann, demonstrou otimismo em relação à retomada das negociações com os iranianos. Segundo ele, a tendência é de um diálogo “equilibrado” e “construtivo”.

Notícias Relacionadas