Bolsonaro critica comissão e Genoino decide abandonar o plenário da Câmara

CLÁUDIO HUMBERTO

Mensaleiro condenado à prisão pelo Supremo Tribunal Federal, o deputado José Genoino (PT-SP) abandonou o plenário da Câmara, na tarde desta quarta-feira, quando o deputado Jair Bolsonaro (PTB-RJ) fazia novo discurso criticando a atuação da chamada Comissão da Verdade, que apura denúncias contra agentes do Estado, durante a ditadura.

Militar de carrera, Bolsonaro já repetiu inúmeras vezes a acusação de que Genoino, que foi preso enquanto participava da guerrilha da reigão do Araguaia, acabou entregando companheiros durante os interrogatórios “sem ter sido torturado”. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas