Vitorioso nas eleições italianas, Bersani diz que país está em situação delicada

Roma – Vitorioso nas eleições italianas, o líder da coligação de centro-esquerda do Partido Democrata (PD), liderada por Luigi Bersani, disse ontem (25) à noite que a Itália está “em situação muito delicada”. O grupo político de Bersani terá de enfrentar os desafios causados pelos efeitos da crise econômica, como a adoção de medidas de contenção que, em geral, desagradam a população, pois envolvem aumento de impostos e cortes no funcionalismo público.

“A esquerda ganhou na Câmara dos Deputados e mesmo no Senado, em número de votos. É evidente para todos que o país enfrenta uma situação delicada”, disse Bersani. “Vamos gerir com a responsabilidade que as eleições nos deram e no interesse da Itália.”

A coligação de Bersani no Senado conquistou 31,63 % dos votos. A coligação de centro-direita (formada pelos partidos Povo da Liberdade e Liga Norte), do ex-primeiro-ministro Sílvio Berlusconi, obteve 30,72 % dos votos.

O Movimento Cinco Estrelas, liderada pelo ator e comediante Beppe Grilo, conseguiu 23,72 % dos votos, transformando-se na terceira força política da Itália. O atual primeiro-ministro, Mario Monti, da coligação Futuro e Liberdade (FLI), formada pelos partidos União dos Democratas-Cristãos e Democratas de Centro (UDC), entre outros, obteve 9,13 % dos votos.

Notícias Relacionadas