Bovespa fecha com alta de 0,59% e reduz perdas no ano para 6,57%

Stênio Ribeiro
Agência Brasil

Brasília – A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou o pregão de hoje (26) com alta de 0,59%, aos 56.948 pontos, depois de negociar 1.010.457 negócios que movimentaram R$ 8,159 bilhões. Com isso, as perdas do mercado brasileiro de ações diminuíram para 4,70% no mês e 6,57% no acumulado do ano.

O mercado de ações abriu o dia em baixa, acompanhando a queda generalizada nas bolsas da Europa, sob o impacto da eleição na Itália, no último fim de semana, cujo resultado contrariou os defensores de rigor monetário nas finanças italianas.

Como resposta, o FTSEurofirst 300, que abrange as principais ações europeias, caiu 1,36%, seguido por quedas em Londres (1,34%), Frankfurt (2,27%), Paris (2,67%), Milão (4,89%), Madri (3,2%) e Lisboa (2,49%).

A tendência na Bovespa mudou depois que o presidente do Federal Reserve (FED, autoridade monetária dos Estados Unidos), Ben Bernanke, defendeu o programa de compra de títulos para estimular a economia e o governo norte-americano divulgou números do mercado imobiliário acima das expectativas dos analistas financeiros.

O mercado de câmbio abriu o pregão estável, depois da valorização de 0,32% na véspera, mas ganhou otimismo com as notícias de Nova York, onde o índice Dow Jones da Bolsa de Valores aumentou 0,77%. A procura pela moeda norte-americana cresceu, próximo ao término do pregão, e a cotação teve alta de 0,44%, com o dólar a R$ 1,986 para venda.

Notícias Relacionadas