Menor que assumiu disparo e matou torcedor diz: “Minha vida acabou”.

O menor de 17 anos membro da torcida organizada do Corinthians, Gavões da Fiel, deverá assumir a autoria do disparo que matou o boliviano Kevin Espada, de 14 anos, no último dia 20, durante o jogo do time paulista contra o San José, pela Copa Libertadores da América, na província de Oruro, na Bolívia.

Em entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo, na noite deste domingo, o torcedor confirmou que se apresentará à Justiça na segunda-feira. Segundo ele, a decisão de assumir a culpa foi tomada porque ele se sentia “a pior pessoa do mundo” desde de o incidente.

O torcedor contou que o disparo não foi proposital e que ele havia comprado o sinalizador na rua 25 de março, em São Paulo, para “chamar a atenção dos outros torcedores da Gaviões”. “Eu queria fazer festa para o Corinthians. Eu amo o Corinthians”, disse. (Veja Online)

Notícias Relacionadas