Torcedor do Corinthians que disparou sinalizador se apresenta à polícia amanhã

A Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do Corinthians, vai apresentar à polícia nesta segunda-feira um garoto de 17 anos que assumirá ser o autor do disparo do sinalizador que matou Kevin Espada, 14.

“Apresentaremos o garoto de 17 anos na segunda como o autor do disparo do sinalizador. Ele ficou assustado, queria se apresentar na Bolívia. Mas, como os Gaviões são os responsáveis por ele apesar de a mãe autorizar a viagem, esperamos a chegada ao Brasil para apresentá-lo à polícia”, disse à Folha de São Paulo o advogado Ricardo Cabral, que representa a torcida e trabalhará para o adolescente.

Leia também:

O nome dele não foi revelado, mas ele em nenhum momento esteve entre os detidos pela polícia boliviana. O suposto autor chegou neste sábado ao Brasil em um dos quatro ônibus com torcedores que foram à Bolívia ver a estreia corintiana na Libertadores. A caravana tinha integrantes da Gaviões e de outras torcidas organizadas.

A decisão de entregá-lo no Brasil, apesar de a identificação ter sido feita na Bolívia, foi por segurança. Temia-se o que poderia ser feito com o garoto, já que houve comoção com a morte de Espada –enterrado neste sábado em Cochabama. Após o jogo, a saída do estádio foi tumultuada, e torcedores locais chamaram os brasileiros de assassinos. (Folha de São Paulo)

Notícias Relacionadas