Vaticano rebate “calúnias” sobre “lobby gay” e critica a imprensa

Papa Bento XVI
O porta-voz do Vaticano rebateu neste sábado “a desinformação e, inclusive, as calúnias”, sobre possíveis intrigas na cúpula da Santa Sé e a existência do chamado “lobby gay” publicadas na imprensa. “Há quem tenta aproveitar o movimento de surpresa e desorientação, após o anúncio de que o papa Bento XVI abandonará seu cargo, para semear a confusão e desprestigiar a Igreja”, declarou Federico Lombardi, em uma entrevista à Rádio Vaticano.

“Aqueles que apenas pensam em dinheiro, sexo e poder, e estão acostumados a ver as diversas realidades com estes critérios, não são capazes de ver outra coisa, nem sequer na Igreja, porque seu olhar não sabe dirigir-se para cima ou descer com profundidade nas motivações espirituais da existência”, completou.

Também neste sábado, a Secretaria de Estado do Vaticano divulgou um comunicado no qual rejeita as “tentativas de condicionar os cardeais, com vistas ao Conclave (que vai escolher o próximo papa), com a divulgação de notícias frequentemente não verificadas ou verificáveis e, portanto, falsas, com grande prejuízo a pessoas e instituições”.(Portal Terra)

Notícias Relacionadas