Goleiro Bruno desperta interesse do Boa (MG) mesmo na prisão

Depois de alguns clubes negarem veementemente o desejo em contar com o goleiro Bruno quando ele sair da prisão, o Boa, time de Varginha, interior de Minas Gerais, resolveu revelar publicamente o interesse em contratar o presidiário. Neste sábado, o presidente do clube, Rone Moraes da Costa, escreveu nota no site oficial para revelar a vontade.

De acordo com o Boa, a diretoria informou ao advogado do jogador, Tiago Lenoir, que há o interesse em contar com Bruno, “desde que não exista óbice legal para tanto, em especial quanto à sua liberdade de ir e vir, imprescindível para os treinos, jogos, concentrações e viagens que fazem parte da rotina de trabalho de um atleta profissional de futebol”, diz a nota.

Bruno ainda sequer foi julgado pela morte de Eliza Samúdio, em 2010. O julgamento dele e da sua ex-mulher, Dayane Rodrigues, está marcado para o próximo dia 4 de março. Ele deveria ter ido a júri popular em novembro, mas usou de diversas manobras jurídicas, conseguindo o desmembramento do julgamento.(Estadão)

Notícias Relacionadas